Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota vai transferir sede de São Bernardo para Sorocaba
Lançamento em 2015 do projeto de revitalização da Toyota em São Bernardo (esq.), que incluiu a construção de novo prédio administrativo, escritório de design (centro) e centro de visitas: área será vendida ou alugada

Indústria | 22/09/2020 | 18h10

Toyota vai transferir sede de São Bernardo para Sorocaba

Área de prédios administrativos no ABC será vendida ou alugada, mas produção de peças seguirá sem alterações

REDAÇÃO AB

Cinco anos após lançar o projeto São Bernardo Reborn para revitalizar sua sede brasileira dentro da mais antiga fábrica do grupo fora do Japão, a Toyota decidiu desmobilizar parte do investimento feito e confirmou que em 2021 irá transferir para Sorocaba (SP) todas as áreas administrativas hoje instaladas no ABC paulista. Os novos prédios inaugurados a partir de 2015 para abrigar as presidências e toda a diretoria da empresa no Brasil e na América Latina, os departamentos de administração geral, engenharia, compras, pesquisa e desenvolvimento, design e centro de visitas serão desativados e separados da fábrica, para serem vendidos ou alugados, segundo informou a montadora. A empresa garantiu que área de produção de componentes seguirá operando sem alterações, no mesmo local.

A mudança será feita gradualmente ao longo do primeiro semestre de 2021, conforme foi comunicado aos funcionários na sexta-feira, 18. Segundo a Toyota, a transferência da sede administrativa para dentro da área de sua maior fábrica no País, em Sorocaba – onde são produzidas as linhas Etios e Yaris e um novo SUV está programado para o ano que vem –, tornará suas operações mais eficientes, ficando mais próximas de suas outras duas outras unidades produtivas, em Porto Feliz, onde produz motores, e Indaiatuba, que faz o Corolla.

A planta de São Bernardo do Campo, inaugurada em 1962, seguirá produzindo bielas e virabrequins para os carros da marca feitos no Brasil, na Argentina e também nos Estados Unidos. A expansão dessa área, em 2015, recebeu a maior parte dos investimentos de R$ 70 milhões aplicados no projeto São Bernardo Reborn. Antes disso, em 2006, a forjaria havia recebido aportes de US$ 42 milhões para iniciar exportações de componentes para os Corolla e Camry fabricados pela empresa nos EUA.

Durante quase 40 anos, a fábrica da Toyota em São Bernardo produziu um único veículo, o icônico utilitário 4x4 Bandeirante, que teve a produção encerrada em 2001, após 103,7 mil unidades fabricadas. A memória da história da montadora japonesa no Brasil era abrigada no Centro de Visitas da planta no ABC, que será desativado e suas atividades deverão ser incorporadas em espaço similar mantido em Sorocaba.



Tags: Toyota, fábrica, administração, Sorocaba, São Bernardo do Campo, transferência, mudança.

Comentários

  • Valmir

    Atoyota já se preparando para cair fora do ABC...com uma prefeitura sem o mínimo de interesse e preocupação com o desemprego local...

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência