Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo Traton define nova estratégia global para os próximos anos
A partir da esquerda: Christian Schulz, CFO do Grupo Traton, Matthias Gründler, CEO, e Hans Dieter Pötsch, presidente do conselho de supervisão do grupo

Internacional | 23/09/2020 | 19h31

Grupo Traton define nova estratégia global para os próximos anos

CEO Matthias Gründler fala das prioridades para MAN, Scania e Volkswagen Caminhões e Ônibus durante reunião com acionistas

REDAÇÃO AB

Dois meses após assumir como CEO do Grupo Traton (leia aqui), Matthias Gründler apresenta a nova estratégia de negócios da companhia durante sua primeira reunião com acionistas, realizada de forma virtual na quarta-feira, 23.

“Pretendemos dar aos membros da diretoria executiva uma responsabilidade maior em prol da rentabilidade e do desempenho de Scania, MAN e Volkswagen Caminhões e Ônibus. Nossas marcas precisam de liberdade para atingir suas metas de lucratividade”, disse o CEO da Traton.



O executivo disse que as marcas deverão se concentrar “ainda mais intensamente” em se tornar mais rápidas e eficientes com foco nos tópicos do futuro. “Nos próximos meses, examinaremos de perto todos os projetos de desenvolvimento em curso e definiremos novas prioridades”, disse Gründler aos acionistas presentes na reunião virtual.

Durante a reunião, foi confirmado que a companhia continua firme em seu compromisso de investir € 1 bilhão até 2025 em soluções de eletrificação. Neste quesito, as marcas já possuem projetos em andamento, como a Scania que lançou neste mês na Europa sua linha de caminhões eletrificados, que inclui um híbrido plug-in e um 100% elétrico a bateria com autonomia de 250 quilômetros com uma única carga (leia aqui).

Além disso, a Scania e a MAN Truck & Bus planejam lançar uma linha de ônibus elétricos urbanos até o fim deste ano, confirmou o executivo, que também destacou o projeto que a Volkswagen Caminhões e Ônibus está fazendo com parceiros no Brasil para desenvolver uma cadeia completa de veículos comerciais elétricos – da infraestrutura de fabricação e carregamento à gestão do ciclo de vida das baterias – com o caminhão e-Delivery, primeiro elétrico a ser produzido no País, e também com o ônibus elétrico e-Flex (leia aqui).

O CEO da Traton também definiu prioridades para investimentos focados em tópicos futuros, como a parceria estratégica com a TuSimple com foco no desenvolvimento de caminhões com direção autônoma, acordo anunciado durante a assembleia (leia aqui).

DESAFIOS À FRENTE: DEMISSÕES


Por outro lado, o executivo reforçou a importância da disciplina de custos em todo o grupo. O conselho da MAN, por exemplo, já se reuniu e comunicou no último dia 11 de setembro sobre seus planos para uma grande reestruturação, o que implica no corte de 9.500 empregos em todas as áreas e fábricas no mundo inteiro, quase 25% de sua força de trabalho global.

Na ocasião, o diretor executivo da MAN Truck e Bus, Andreas Tostmann, declarou: “Estamos enfrentando grandes desafios como resultado de mudança tecnológica, quando se trata de digitalização, automação e drives alternativos. É por isso que precisamos reestruturar a MAN Truck e Bus, para nos tornarmos muito mais inovadores, digitais e lucrativos no longo prazo. Ao fazer isso, estamos protegendo o futuro de nossa empresa em um mundo em rápida mudança”.

Ao declarar a decisão por demissões, a MAN confirmou que obteve prejuízo de € 387 milhões no primeiro semestre de 2020, muito em função da crise global gerada pela pandemia do coronavírus. Na Scania, o corte pode chegar a 5 mil empregos, mas ainda não há informações se os cortes devem atingir a operação brasileira em São Bernardo do Campo (SP). Da mesma forma, ainda não há informações sobre demissões na Volkswagen Caminhões e Ônibus, cuja fábrica está localizada em Resende (RJ).

“O clima ainda está muito longe de uma recuperação sustentável”, disse Gründler na assembleia.



Tags: Grupo Traton, estratégia, negócios, caminhões, ônibus, veículos elétricos, MAN, Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus, VWCO, reestruturação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência