Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Garrett entra em recuperação judicial para ser vendida
Rabiller, CEO da Garrett, na frente da Bolsa de Nova York, quando a empresa lançou ações e se separou do grupo Honeywell: dois anos depois, problemas financeiros e recuperação judicial

Autopeças | 24/09/2020 | 19h43

Garrett entra em recuperação judicial para ser vendida

Fabricante de turbos chegou a um acordo para a venda de seus negócios, mas antes terá de passar por reestruturação financeira

REDAÇÃO AB

A fabricante de turbocompressores Garrett Motion anunciou na quinta-feira, 24, que chegou a um acordo com a KPS Capital Partners para a possível venda de seus negócios. Atrelado a essa negociação, a Garrett ingressou com pedido voluntário de reestruturação financeira judicial, com base no capítulo 11 do código de falências americano (Chapter 11), e espera concluir esse processo no início de 2021. A empresa vem passando por problemas decorrentes da cisão da Honeywell, que gerou dívidas e outros passivos – herdados pela Garrett – e que foram agravados pela pandemia.

A Garrett pretende levantar um financiamento de US$ 250 milhões junto ao Citigroup e o valor do empréstimo (sujeito à aprovação da Justiça americana e ao atendimento de outras condições prévias à conclusão do negócio) reforçará, segundo a Garrett, o fluxo de caixa das operações e a posição de liquidez da empresa durante o processo de venda.

A KPS é uma empresa global de gestão de fundos de participação no capital de empresas e cujo histórico inclui investimentos bem-sucedidos nos setores automotivo e de transporte, sendo conhecida por fabricantes globais de veículos. A Garrett, de acordo com seu comunicado oficial, acredita que a KPS fornecerá apoio financeiro e estratégico que permitirá agilizar o desenvolvimento das tecnologias nas quais a empresa já vinha trabalhando.

“Esta operação proporcionará uma estrutura de capital e apoio institucional para garantir a nossa viabilidade de longo prazo e estabelecer as bases para a próxima etapa de crescimento da Garrett”, declarou Olivier Rabiller, CEO da Garrett. “Nossa meta é emergir desse processo no início de 2021 com uma posição financeira fortalecida, com uma titularidade nova e de apoio, além de energia e recursos renovados para que a Garrett continue prestando um serviço excepcional aos clientes, seja uma parceira forte e confiável para todas as partes interessadas e atue como empregadora estável e desejável”, acrescentou.

Raquel Vargas Palmer, sócia diretora da KPS, afirmou: “A Garrett é uma companhia de nível de excelência, e esperamos trabalhar com a sua equipe de liderança e seus funcionários para desenvolver sua experiência tecnológica, um histórico de excelência operacional e um atendimento superior ao cliente; a KPS já demonstrou seu histórico de sucesso na indústria automotiva, o que, aliado aos pontos fortes da Garrett, posicionará a companhia para desempenhar um papel fundamental na transformação dessa indústria mundialmente”.



Tags: Autopeças, Garrett, KPS Capital Partners, Capítulo 11, recuperação judicial, Chapter 11, Olivier Rabiller, Raquel Vargas Palmer.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência