Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
BMW expande capacidade produtiva de componentes para veículos elétricos

Elétricos e híbridos | 17/11/2020 | 18h49

BMW expande capacidade produtiva de componentes para veículos elétricos

Até 2022, fábrica alemã de Regensburg receberá € 150 milhões para produzir células de baterias

REDAÇÃO AB

O Grupo BMW está expandindo a sua capacidade de produção de componentes para veículos eletrificados a partir da escolha de mais uma fábrica para produzir células para baterias. A unidade de Regensburg receberá até 2022 um total de € 150 milhões para atender à crescente produção de veículos eletrificados com baterias.

Segundo a empresa, a partir de 2021, a fábrica de Regensburg fará o revestimento das células para baterias e em 2022 a unidade passará a produzir as baterias completas, tornando-se a terceira fábrica do grupo responsável pela produção de componentes para veículos elétricos, unindo às plantas de Dingolfing e Leipzig.

“A mobilidade elétrica está impulsionando substancialmente o crescimento do Grupo BMW e esse desenvolvimento também se reflete em nossa produção de e-drives”, explica Michael Nikolaides, chefe de planejamento e produção de motores e E-Drive do Grupo BMW.

A fábrica de Dingolfing ganhou em julho deste ano o centro de competência para produção de E-drives. Além disso, a companhia dobrou sua capacidade de produção de baterias de alta tensão na joint ventura BMW Brilliance Automotive com um novo centro de bateria na China.

Por sua vez, a fábrica de Leipzig foi confirmada em setembro para abrigar a produção de módulos de bateria a partir de 2021. No total, o Grupo BMW está investindo € 750 milhões nas unidades de Dingolfing, Leipzig e Regensburg para a expansão de sua capacidade de produção de componentes para veículos elétricos até 2022.

A planta de Regensburg iniciou em 2020 a produção de dois modelos eletrificados, as versões híbridas plug-in do BMW X1 e do BMW X2. Ao mesmo tempo, a fábrica está se preparando para que, no futuro, possa responder com flexibilidade às mudanças na demanda por diferentes tipos de propulsão e motores.

“O revestimento da célula da bateria e a produção de bateria desempenharão um papel fundamental nesta transição”, disse o diretor da fábrica Frank Bachmann. O revestimento das células garante ao conjunto uma maior robustez mecânica e melhor condutividade térmica. Isso permite um melhor isolamento e resfriamento das células de bateria ainda mais potentes para a quinta geração do e-drive.



Tags: Grupo BMW, veículos elétricos, capacidade produtiva, fábrica, células para bateria, Alemanha, investimento, veículos eletrificados.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência