Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

| 16/07/2010 | 00h00

Faltam pneus, diz Anfir. A ANIP explica.

Imbróglio é grande, com veículos à espera de pneus.

Paulo Braga, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


O aquecimento do mercado interno como um todo traz à tona a vulnerabilidade da infraestrutura logística do País, com problemas históricos nos portos e aeroportos saturados e ineficientes. Há também desajustes na cadeia de suprimentos que afetam o setor de transporte, como a falta de pneus que impede fabricantes de reboques e semirreboques de entregar seus equipamentos aos clientes.

As notícias dessa área registram que a escassez de pneus para veículos comerciais é consequência da desativação de linhas de produção durante o período crítico do tsunami financeiro detonado no final de 2008. Com a forte retomada, a demanda de pneus ficou maior do que a capacidade de reação dos fabricantes.

A Anfir, associação que reúne os fabricantes de implementos rodoviários, denunciou a dificuldade da indústria de pneus em atender o segmento, enquanto o preço do produto teria avançado 16% em média. Para o presidente da entidade, Rafael Campos, é hora de o governo adotar medidas para regularizar a situação, cujo efeito mais recente é o atraso na entrega dos equipamentos aos clientes, com pátios repletos. A situação foi confirmada por Norberto Fabris, da Randon Implementos e Veículos.

Defesa da ANIP

A ANIP - Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos defende os associados, informando que o fornecimento de pneus de carga para montadoras cresceu cerca de 60% de janeiro a maio de 2010 em relação ao mesmo período de 2009, avançando de 543.727 para 860.601 unidades.

A entidade admite que a queda de vendas por conta da crise levou à desativação de linhas, que estão sendo reativadas. Em nota, a ANIP registra que o setor já contratou este ano mais 1.600 pessoas e continua investindo pesadamente. Ela conclui, assim, que do ponto de vista de produção não há nada que sinalize falta de pneus no setor como um todo.

Se há questões pontuais – diz o comunicado -- elas estão sendo atendidas com o crescente aumento dos volumes produzidos e podem ser causadas por três motivos. Pode haver falha ocasional de planejamento das montadoras; falta pontual em alguma linha específica de montagem regional, sem que isso signifique uma falta generalizada; e podem existir compradores de pneus importados da China que, após a instituição da taxa antidumping, voltaram a comprar no mercado interno sem que houvesse da parte deles um planejamento para isso.

“Não está proibido comprar pneus da China, basta pagar a taxa. Não queremos reserva de mercado, apenas concorrência leal” – conclui Eugênio Deliberato, presidente da ANIP.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência