Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 30/07/2010 | 00h00

Mineração Usiminas descarta abrir capital no curto prazo

Presidente da companhia quer agregar valor 'de forma mais inteligente'.

Chiara Quintão, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


O presidente da Usiminas, Wilson Brumer, reiterou hoje que a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Mineração Usiminas não ocorrerá no curto prazo. "Se o IPO for realizado, não será no curto prazo. Poderemos encontrar também outra forma mais inteligente de agregar valor", disse o executivo. No fim de junho, ao comentar o anúncio da criação da Mineração Usiminas, Brumer disse que não havia data definida para uma eventual abertura de capital da empresa de mineração.

Hoje, o presidente da Usiminas voltou a dizer que a prioridade em relação à empresa de mineração já era a busca de um parceiro. No fim de junho, a Usiminas anunciou a criação da Mineração Usiminas e que a Sumitomo terá 30% de participação na empresa.

Brumer ressaltou que a Usiminas mantém o objetivo de alcançar a autossuficiência em minério de ferro, embora tenha afirmado que as unidades de Ipatinga "serão sempre supridas preferencialmente pelo minério da Vale", na medida em que estão na rota da estrada de ferro da mineradora. "Mas quando produzirmos 29 milhões de toneladas de minério em 2015 e exportarmos parte do total, teremos uma proteção natural", disse.

Preços

O vice-presidente de Negócios da Usiminas, Sergio Leite, afirmou que, "em algum momento", haverá necessidade de novo reajustes de preços de aço para compensar as altas das principais matérias-primas, mas não informou se isso será realizado ainda este ano. Questionado se um novo anúncio de aumento seria feito para o quarto trimestre, o presidente da companhia, Wilson Brumer, afirmou que ainda é "prematuro" dizer.

No último dia 20, a siderúrgica informou que elevará o preço de referência de seus produtos de 3,5% a 6% a partir de 1º de agosto. Conforme Leite, o reajuste anunciado vai compensar apenas parcialmente a nova elevação de custos decorrente das altas do minério e do carvão. O vice-presidente de Negócios reiterou que a mudança dos reajustes do minério do sistema anual para o trimestral levou a companhia a alterar a forma de realizar seus reajustes.

Fonte: Chiara Quintão, Agência Estado

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV