Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 06/08/2010 | 00h00

Chery lança Face e quer vender 10 mil unidades em 2010

Compacto chega completo por R$ 31.900.

Giovanna Riato, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Confira outras imagens no Media Center Automotive Business.

Giovanna Riato, AB

A Chery apresentou o compacto Face na última sexta-feira, 6. O hatch é a grande aposta da montadora para o mercado nacional e chega completo por R$ 31.900, maior vantagem do modelo e cerca de 40% mais barato do que os principais concorrentes: Renault Sandero e Volkswagen Fox.

Fruto de US$ 150 milhões em investimento, o compacto tem design do estudio italiano Bertone. "O carro é a cara do mercado local. Com a chegada dele devemos alcançar o volume de vendas de 10 mil unidades no Brasil em 2010, sendo seis mil do Face", revela Luis Curi, CEO da Chery para o País.

Para brigar no Brasil, o modelo chega com um generoso kit de acessórios que inclui ar condicionado, direção hidráulica, freios ABS, rodas de liga leve, farol de altura regulável e airbags frontais. A propulsão fica a cargo do motor Acteco 1.3 litro 16 válvulas a gasolina, que desenlvolve torque máximo de 122 Nm. Segundo a montadora, a versão flexível deve chegar apenas no ano que vem.

A Chery garante preço compretitivo também no pós-venda, com revisões fixas - gratuita para 2.500 km, R$ 149,00 para 10 mil km, R$ 249,00 para 20 mil km e R$ 149,00 para 30 mil km. A montadora oferece ainda três anos de garantia para o compacto.



Impressões

O Face realmente agrada no visual, com linhas simples e sem a aspecto asiático. O interior, apesar de menor do que os concorrentes, também tem design caprichado com painel de instrumetos iluminado por luz azul. A boa dirigibilidade é outro ponto positivo, com direção leve e engate preciso das marchas.

O modelo é adequado para o transporte nas cidades, mas pode trazer problemas para o proprietário que decidir usá-lo para viajar. O porta-malas, com apenas 190 litros de capacidade, é suficiente para apenas uma bagagem pequena. Há possibilidade de abrir mão dos bancos traseiros e rebatê-los para estender o espaço até 460 litros.

O modelo também deve em alguns detalhes de acabamento, que fazem a diferença na comparação com os concorrentes. O tecido dos bancos parece frágil e o encaixe das peças do volante ainda são ásperos em alguns pontos.

Vendas

A Chery avança em ritmo acelerado no Brasil. Além dos planos de instalar uma fábrica na região, a montadora já conta com 40 concessionárias em território nacional e pretende ampliar este número para 70 até o fim do ano.

Com o crescimento da rede e a diversificação do catálogo de produtos, a expectativa é comercializar 25 mil unidades em 2011, com participação de 40% do Face.

"Antes estávamos importando os veículos CKD da planta de Montevidéu mas a estratégia não deu certo. Agora passamos a trazer os carros direto da China", explica Curi. Segundo ele, a importação da Ásia permite que a montadora trabalhe com volumes maiores para o mercado nacional.





Leia mais:
Anfavea comenta chegada da Chery [+]
Curi desconversa sobre fábrica em Jacareí [+]
Chery quer aproximação com fornecedores locais [+]

Fotos: divulgação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV