Automotive Business
  
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 11/09/2010 | 21h09

Brasil e Argentina querem fortalecer autopeças

Fundo de US$ 200 milhões será liberado este ano.

Agência Brasil

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Paula Laboissière, Agência Brasil

O ministro, Miguel Jorge, do MDIC, e a ministra da Indústria da Argentina, Débora Giorgi, afirmaram na quinta-feira, 9, que há interesse dos dois países em aumentar a produção de autopeças.

Durante entrevista coletiva pouco antes da abertura do seminário internacional Integração Produtiva no Mercosul – Construindo uma Agenda Positiva para o Mercosul, os ministros disseram que diferentes estratégias de integração já estão em estudo.

Miguel Jorge citou como exemplo linhas de crédito oferecidas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo Banco de La Nación para empresas no setor. O fundo de US$ 200 milhões, segundo ele, deve ser liberado até o final do ano.

“Quando você faz esse esforço combinado, começa a criar condições melhores de fabricação de autopeças e componentes no Brasil e na Argentina”, ressaltou. O ministro lembrou que cerca de 90% das empresas que funcionam no Brasil atuam também na Argentina, mas destacou que é preciso trabalhar para reduzir “assimetrias” entre os dois países.

Para Débora Giorgi, o Brasil e a Argentina precisam desenvolver “sua plena competitividade” e não se conformar apenas com o que é produzido atualmente. A ministra argentina cobrou mais ambição dos dois países no que diz respeito ao comércio regional.

“A solução para as assimetrias passa pela integração produtiva, por ter acesso ao mercado. É uma enorme oportunidade para os nossos países e para o Mercosul”, disse.



Tags: autopeças, Sindipeças, MDIC, Miguel Jorge, BNDES.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência