Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Energia | 19/10/2010 | 17h38

Fundo soberano de Cingapura investe US$ 400 mi na Odebrecht

Temasek pretende investir US$ 3,5 bi nos próximos três anos

Nicola Pamplona, da Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Nicola Pamplona, da Agência Estado

A Odebrecht Oil & Gas anuncia parceria com a Temasek Holdings, fundo soberano de Cingapura. A Temasek vai investir US$ 400 milhões na brasileira, que tem planos de aplicar US$ 3,5 bilhões para os próximos três anos. A parceria ainda será detalhada.

A Temasek tem US$ 132 bilhões em patrimônio, abriu escritório em São Paulo em 2008 e busca oportunidades para investir em companhias com potencial de crescimento no País. Em entrevista à Agência Estado no mês de agosto, o diretor-gerente da Temasek na América Latina, Alan Thompson, disse que do total de recursos administrados pela gestora, 10% foram reservados para países da América Latina, África e Oriente Médio. Na ocasião, Thompson observou que os recursos a serem investidos no Brasil dependerão das oportunidades de investimento que surgirem nos próximos anos.

Sobre os segmentos mais atrativos da economia brasileira, ele citou os setores de óleo e gás, consumo interno, recursos naturais, energia e infraestrutura - especialmente por conta dos grandes eventos que o Brasil sediará nos próximos anos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. A Temasek também pode aplicar em empresas estatais ou com participação do governo no capital, como fez com os bancos na China.



Tags: Odebrecht Oil & Gas, Temasek, fundo soberano, Cingapura, óleo e gás, recursos naturais, energia, infraestrutura, Copa do Mundo, Olimpíadas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência