Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Transportes | 19/11/2010 | 13h07

Transpetro lança mais um navio ao mar

É o 3º de uma série de 46 embarcações.

Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

A Transpetro, braço logístico da Petrobras para o setor de transporte, lança ao mar nesta sexta-feira, 19, o terceiro de uma série de 46 navios petroleiros encomendados à indústria naval brasileira no âmbito do Programa de Modernização e Expansão da Frota Nacional de Petroleiros (Promef). O custo total é de R$ 10 bilhões.

A solenidade de lançamento, no Estaleiro Mauá, em Niterói, no Rio de Janeiro, terá a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O navio – que será batizado com o nome do historiador, jornalista e critico literário Sérgio Buarque de Holanda – servirá para transportar derivados de petróleo e terá capacidade de levar até 48,3 mil toneladas.

O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, disse nesta quinta-feira (18) que o lançamento de mais uma embarcação no âmbito do Promef impulsiona a indústria naval brasileira. “É sem dúvida a consolidação do renascimento da indústria naval do país. Basta lembrar que há dez anos nós tínhamos no setor apenas 1,9 mil empregos e hoje temos 50 mil brasileiros trabalhando na indústria naval do país.”

A solenidade de hoje segue o cronograma previsto para este ano, que se iniciou no dia 7 de maio, no Estaleiro Atlântico Sul (PE), com o lançamento do Suezmax João Cândido. No dia 24 de junho, no Estaleiro Mauá, foi lançado o navio de produtos Celso Furtado.

Um dos principais projetos estruturantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o Promef viabiliza o ressurgimento da indústria naval brasileira, com a reformulação e modernização de estaleiros e a construção de unidades de produção, como a Atlântico Sul, em Pernambuco.

O Brasil não lançava uma nova embarcação de grande porte há 13 anos. Hoje o país detém a quarta maior carteira de navios petroleiros do mundo. Desde que foi implantado, o Promef já gerou, segundo a Transpetro, 15 mil empregos diretos, número que chegará a 40 mil quando todas as unidades estiverem em produção.

O programa foi criado em 2004 com base em três principais premissas: construir navios no Brasil; alcançar um nível mínimo de nacionalização (65% na primeira fase e 70% na segunda); e oferecer condições para que os estaleiros conquistem competitividade, com a adoção de preços e prazos internacionais.



Tags: Transpetro, Petrobras, Promef, Estaleiro Mauá, petróleo, Estaleiro Atlântico Sul, indústria naval.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV