Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 29/03/2011 | 08h23

Desastre no Japão terá impacto mínimo para Vale

Nenhum contrato de venda foi cancelado.

Mônica Ciarelli, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mônica Ciarelli, Agência Estado

O impacto do recente desastre no Japão para a Vale será mínimo e poderá ser compensado pelo aumento da demanda por minério de ferro de outros países como a Coreia do Sul e a China, disse o diretor de Relações com Investidores da mineradora, Roberto Castello Branco.

Em palestra promovida pelo Instituto Brasileiro dos Executivos de Finanças (Ibef) no Rio de Janeiro, o executivo informou que nenhum contrato de venda para o Japão foi cancelado, mas admitiu que as vendas para o país no segundo trimestre tendem a ser menores. Essa queda deve ser compensada pelo incremento na demanda por aço de outros países asiáticos que irão ajudar na reconstrução do Japão.

Castello Branco informou que o preço do minério de ferro registrou uma pequena queda após o terremoto seguido por tsunami no país, entretanto já se estabilizou. A expectativa, segundo ele, é de que a recuperação da economia japonesa comece lentamente a partir de abril e vá se acelerando dali em diante.

Em sua palestra, o executivo fez um paralelo entre o acidente atual e o de Kobe, em janeiro de 1995. A principal diferença foi a ocorrência do tsunami, que obrigou o Japão a racionar energia, o que deve tornar a retomada da economia um pouco mais lenta. O diretor de RI da mineradora lembrou ainda que nos últimos dez anos o preço do minério de ferro registrou alta de 576% e que a Vale investiu no período US$ 83,6 bilhões.



Tags: Vale, minério de ferro, mineração, aço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência