NOTÍCIAS
20/04/2017 | 14h49

Internacional

General Motors suspende operação na Venezuela

Montadora teve bens confiscados e deve demitir 2,7 mil trabalhadores


REDAÇÃO AB

A General Motors suspendeu suas operações na Venezuela, onde tem fábrica na cidade de Valência. Os bens da GM foram confiscados pela Força Pública venezuelana. A empresa gera 2,7 mil empregos diretos e deve demitir todos os funcionários. Com o confisco, porém, até mesmo as contas da montadora estariam bloqueadas, o que inviabiliza o pagamento dos empregados.

Em nota, a GM informou que a fábrica foi “inesperadamente tomada pelas autoridades públicas, o que impede as operações normais. Além disso, outros ativos da empresa, como veículos, foram ilegalmente retirados de suas instalações”.

Segundo um jornal local, o confisco decorre de um litígio da montadora com um concessionário de Maracaibo, iniciado há 17 anos. O representante teria sido excluído da rede e entrou na Justiça pedindo o equivalente a US$ 47 bilhões.

A General Motors informa que o problema inviabiliza a operação local de forma permanente e tomará todas as medidas para proteger seus bens e os direitos dos trabalhadores. Além dos postos de trabalho gerados pela fábrica existem 3,9 mil pessoas empregadas pela rede de revendas venezuelana.

A decisão do governo venezuelano foi tomada em meio a uma crise econômica e política cada vez mais grave no país. Há anos a indústria automobilística local vem enfrentando falta de matéria-prima decorrente de controles monetários complexos.
A GM chegou à Venezuela em 1944 e se instalou como fabricante em 1948. Atualmente vende os modelos Chevrolet Aveo, Cruze, Orlando e também o caminhão NPR.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.