NOTÍCIAS
18/05/2017 | 19h11

Autopeças

Cummins amplia negócios com turbos Holset

Aftermarket dobra participação nas vendas da turbina no País


PEDRO KUTNEY, AB

Graças à substancial expansão das vendas no aftermarket, a fabricante de motores diesel Cummins está ampliando os negócios no mercado brasileiro da Holset, sua unidade de turbocompressores. A participação do mercado de reposição no faturamento da divisão dobrou de 20% para 40% no último ano. “Aumentamos a oferta de produtos para atender melhor às necessidades dos clientes nesse mercado”, justifica Ellen Costa, supervisora de vendas da Cummins Turbo Technologies, que detém a marca Holset de turbos.

Até há poucos anos de uso cativo apenas nos caminhões motorizados pela Cummins, a Holset ampliou o foco e começou a fornecer turbos no aftermarket para outros fabricantes de veículos diesel no País. Ellen conta que um impulso extra ao negócio vem da oferta de turboalimentadores remanufaturados pela própria Cummins na fábrica de Guarulhos (SP), em uma lista que passou de 13 para 35 modelos e já representa cerca de 30% das vendas da Holset. “Essa participação deve aumentar bem mais e é o nosso principal foco no momento. A remanufatura é uma tendência mundial que também está chegando com força aqui, pois podemos oferecer equipamentos com a mesma qualidade e garantia com preços até 40% menores em relação ao novo”, explica a supervisora.

Outra fonte de aumento do faturamento da divisão é a ampliação das importações e vendas de componentes sobressalentes para reparos dos turbos Holset. Como parte dessa estratégia, no segundo semestre começam a ser importados atuadores eletrônicos e conjuntos centrais para turboalimentadores de geometria variável (VGT), que até agora precisam ser trocados inteiros. “Com isso vamos reduzir os custos de manutenção dos Holset VGT, com reparo sem necessidade de troca completa”, diz Ellen.

A linha de produção da Cummins Turbo Technologies em Guarulhos opera atualmente em capacidade máxima para atender a demanda de motores novos fabricados pela Cummins na mesma planta, fornecidos no Brasil principalmente para os caminhões MAN/Volkswagen e Ford, e também o mercado de reposição. Mas 97% do portfólio destinado ao aftermarket no País são de turbos importados da China e Estados Unidos.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.