Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de motos crescerá, apesar da alta do dólar

Mercado | 17/05/2018 | 19h22

Venda de motos crescerá, apesar da alta do dólar

Honda e Yamaha devem segurar reajustes e estimam mercado ao menos 10% maior em 2018

MÁRIO CURCIO, AB

A alta do dólar não deve atrapalhar em curto prazo o crescimento do setor de motos, que depois de seis anos seguidos de queda voltou a registrar números positivos (veja aqui). “Não prevemos reajustes em curto prazo”, afirma o diretor comercial da Honda, Alexandre Cury, que acredita em acomodação da moeda americana em valores abaixo dos picos atuais. Na Honda, na Yamaha, a dependência de peças importadas é maior para os modelos de alta cilindrada.

Sobre as vendas no mercado interno, o executivo não duvida de uma alta maior ou igual a 10% em 2018, mantidas as condições atuais de inflação, de crédito e de confiança na economia.

“Há espaço para crescer este ano porque houve envelhecimento da frota”, diz o diretor comercial da Honda.



Ele se refere aos anos seguidos de retração do mercado de duas rodas e consequente aumento da idade média das motos em circulação (leia aqui).

Na Yamaha, o diretor de relações institucionais Hilário Kobayashi recorda que a alta do dólar também impacta os preços dos componentes nacionais, mas mesmo assim não acredita em reajustes em curto prazo nem prejuízo ao atual desempenho do mercado.

“Conseguiremos crescer 10% sem problemas, mas para crescer 15% teríamos dificuldades em relação à logística de insumos”, afirma Kobayashi, referindo-se ao tempo de espera de componentes, que já causou falta de algumas cores e versões de diferentes modelos no começo deste ano.

A projeção inicial da Abraciclo, associação dos fabricantes, previa para 2018 um total de 865 mil unidades e pequena alta de 1,6%. Um novo número deve ser revelado na primeira metade de julho.

Os executivos de Honda e Yamaha concederam entrevista durante anúncio da volta ao financiamento de motos pelo programa Mais Alimentos (leia aqui).



Tags: Honda, Yamaha, Alexandre Cury, Hilário Kobayashi, dólar, Abraciclo, motos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência