Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Balança comercial de autopeças atinge déficit de US$ 2,15 bilhões

Balanço | 13/06/2018 | 15h12

Balança comercial de autopeças atinge déficit de US$ 2,15 bilhões

Valor para o acumulado até abril está 15,2% acima de 2017

MÁRIO CURCIO, AB

A balança comercial de autopeças acumulou de janeiro a abril um déficit de US$ 2,15 bilhões. O valor é 15,2% maior que o registrado nos mesmos quatro meses do ano passado. As importações totalizaram US$ 4,72 bilhões no período e cresceram 18% na comparação interanual.

As vendas externas avançaram mais, 20,4%, mas o total exportado de US$ 2,57 bilhões não impediu o aumento do déficit. Os números foram divulgados pelo Sindipeças, entidade que reúne fabricantes do setor de autopeças.



- Faça aqui o download dos dados do Sindipeças
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Em seu estudo, o Sindipeças mostra que a desvalorização do real favorece as exportações, mas mesmo assim o déficit se acentua como consequência do crescimento da produção nacional de veículos, que no primeiro quadrimestre registrava alta de 20,7%.

A China permanece como maior fornecedor e enviou ao Brasil US$ 588,5 milhões em componentes, o que representa 12,5% de participação em todas as compras. A Alemanha mantém o segundo lugar, com US$ 552,4 milhões. Esse valor é 40,2% maior que o anotado nos primeiros quatro meses do ano passado. Os Estados Unidos acompanham de perto a Alemanha, com US$ 521,6 milhões em autopeças vendidas ao Brasil.

A Argentina, principal destino dos componentes brasileiros, absorveu no primeiro quadrimestre US$ 800,2 milhões, o que equivale a mais de um quarto (25,4%) de todas as exportações do período. O segundo maior destino são os Estados Unidos, com US$ 464,8 milhões, ou 18,1% do total de embarques.

Chama a atenção o crescimento dos embarques para Angola. Embora pouco expressivos (US$ 16,7 milhões, menos de 1% do total), anotaram alta de mais de 800% em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado. A exportação de carrocerias para fabricação de tratores, comerciais leves e outros itens para transporte de mercadorias motivou essa alta expressiva, segundo o Sindipeças.



Tags: Balança comercial, autopeças, déficit, importações, exportações, Sindipeças.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência