Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Autopeças atingem déficit de US$ 3,2 bi no 1º semestre

Balanço | 09/08/2018 | 20h00

Autopeças atingem déficit de US$ 3,2 bi no 1º semestre

Importações avançaram 17,1%, chegando a US$ 7,1 bilhões

MÁRIO CURCIO, AB

A balança comercial de autopeças atingiu no acumulado até junho US$ 3,2 bilhões de déficit. O valor é 21,7% mais alto que o registrado no primeiro semestre do ano passado. As exportações no período cresceram 13,5% e somaram US$ 3,9 bilhões, mas as compras do exterior avançaram 17,1%, atingindo US$ 7,1 bilhões.



- Faça aqui o download dos dados do Sindipeças
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A China permanece como maior fornecedor de componentes automotivos ao Brasil e encerrou o semestre com US$ 885,3 milhões em vendas. Sozinha ela respondeu por 12,5% de todas as autopeças adquiridas pelo Brasil do exterior.

Permanecem na segunda e terceira posições a Alemanha (US$ 883,6 milhões, 11,7% de participação) e os Estados Unidos (US$ 791,8 milhões, 11,2% do total importado). Dos 20 maiores fornecedores, somente Coreia do Sul e França registraram queda em suas vendas ao Brasil.

Do lado oposto, a Argentina permanece como principal comprador dos componentes brasileiros, apesar da crise interna. Para lá foram o Brasil enviou US$ 1,16 bilhão em autopeças, 11,3% a mais que na primeira metade do ano passado. O país vizinho respondeu por quase um terço (exatos 29,9%) de todas as autopeças exportadas pelo Brasil.

Os Estados Unidos são o segundo maior destino, mas o total exportado para lá (US$ 682,6 milhões) é pouco mais que a metade do que vai para a Argentina.



Tags: Autopeças, Sindipeças, exportações, importações, déficit, balança comercial.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência