Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Waymo começa a operar serviço de táxi autônomo nos Estados Unidos

Novos negócios | 05/12/2018 | 18h26

Waymo começa a operar serviço de táxi autônomo nos Estados Unidos

Empresa do Google passa a cobrar por corridas em carros sem motoristas na região de Phoenix

REDAÇÃO AB

Agora é para valer: a Waymo, empresa de carros autônomos do Google, começou a operar um serviço de táxi sem motorista em Phoenix, nos Estados Unidos. A novidade começou sem alarde da empresa, em quatro bairros da cidade onde a solução já rodava em testes. Agora, no entanto, a companhia passou a cobrar pelo serviço.

A iniciativa coloca a empresa à frente de outras startups que têm a oferta de soluções de mobilidade em carros autônomos como uma de suas metas, como a Cruise Automation, que pertence à General Motors, e a Uber. Com a novidade, a companhia também larga na frente das próprias fabricantes de veículos, que ainda não contam com serviços autônomos para deslocamentos no país.

A EXPERIÊNCIA DA MOBILIDADE AUTÔNOMA


As corridas sem motorista da Waymo cobrem uma área de aproximadamente 160 quilômetros e, por enquanto, são realizadas com o condutor de segurança, que está lá apenas para tomar alguma providência em uma eventual situação de emergência. Por enquanto, o serviço está rodando em beta para um número reduzido de clientes.

Para usar o novidade, chamada de Waymo One, o cliente baixa um aplicativo semelhante ao usado por outras plataformas de mobilidade, como a própria Uber. Ali cadastra um meio de pagamento e solicita o serviço. Os preços, segundo apurou a agência Reuters, são competitivos em relação aos concorrentes não-automatizados. Uma viagem de 4,8 quilômetros de 15 minutos custa US$ 7,59.

A aura de novidade do serviço tem atraído uma série de clientes, mas a verdade é que ainda há bons desafios pela frente para consolidar os táxis autônomos. O primeiro deles está na legislação que, nos Estados Unidos, varia muito entre um estado e outro. O outro obstáculo é técnico. Por enquanto os deslocamentos ainda são mais lentos do que os realizados quando há pessoas ao volante, algo que precisará evoluir rápido, sob o risco de que os consumidores percam interesse no serviço.

Veja como funciona o Waymo One:



Tags: Waymo, Google, carro autônomo, táxi, serviço, mobilidade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência