Mercedes-Benz é a Empresa do Ano no Prêmio REI
Companhia também vence em Profissional de Montadora e Comercial Pesado

Leitores e participantes dos eventos deAutomotive Business elegeram a Mercedes-Benz Empresa do Ano do Prêmio REI 2016, em reconhecimento às conquistas da companhia no ano em que completa 60 anos de produção no País. A eleição apontou os vencedores em 13 categorias da sexta edição do prêmio, cuja sigla significa Reconhecimento à Excelência e Inovação.

A maior vencedora desta edição foi a Mercedes-Benz, que também teve o presidente da companhia no Brasil, Philipp Schiemer, eleito Profissional de Montadora; e o caminhão Actros foi escolhido como melhor Veículo Comercial Pesado. 

A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) também recebeu três troféus: Veículo Leve (Jeep Renegade), Marketing e Propaganda (campanha de relançamento da marca Jeep) e Manufatura e Logística (40 anos da fábrica da Fiat em Betim). 

Os 65 finalistas do Prêmio REI 2016, cinco em cada categoria, foram selecionados por 22 jurados convidados por Automotive Business, que analisaram mais de 200 iniciativas na indústria automobilística no período entre 1º de fevereiro de 2015 e 1º de fevereiro de 2016. A entrega dos troféus ocorreu no dia 15 de junho, em festa promovida em São Paulo (SP). 

Conheça abaixo todos os vencedores e finalistas de cada categoria: 

EMPRESA DO ANO 
Mercedes-Benz - 60 anos de Brasil - movendo o futuro - No ano em que completa 60 anos de produção de caminhões e ônibus em solo brasileiro, a Mercedes-Benz do Brasil construiu uma relação sólida com o País. Nos últimos dois anos a empresa anunciou investimento de R$ 730 milhões para modernização e ampliação de suas fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG), que produzem caminhões e ônibus. Com isso, o aporte chega a R$ 3,2 bilhões aplicados no período de 2010 a 2018 – o maior já realizado no segmento de veículos comerciais no Brasil. A Mercedes-Benz também investiu R$ 500 milhões na construção de sua nova fábrica de automóveis em Iracemápolis (SP), onde já monta o Classe C e montará também o GLA no segundo semestre. Com a nova unidade, a Mercedes-Benz será a única empresa do setor automotivo a produzir na América Latina caminhões, ônibus, vans e automóveis. 

Finalistas:
BMW - Construção e implementação bem-sucedida da fábrica em Araquari (SC) 
FCA - Liderança e investimento no Brasil
Honda - Crescimento recorde em 2015
Hyundai - Ano de conquistas da Hyundai Motor Brasil
Mercedes-Benz - 60 anos de Brasil – movendo o futuro

PROFISSIONAL DE MONTADORA
Philipp Schiemer - Mercedes-Benz - Há três anos como presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, Philipp Schiemer trouxe importantes novidades para o mercado brasileiro. Entre as iniciativas estão o lançamento de 40 inovações no portfólio de caminhões, o aumento da participação dos ônibus da marca em projetos de mobilidade urbana e a ampliação da oferta de serviços de pós-venda com foco nas necessidades dos clientes. 
Schiemer anunciou, ainda, em apenas um ano e meio de gestão, importantes investimentos para o setor de veículos comerciais, como também a construção da fábrica de automóveis em Iracemápolis (SP). Os resultados mostram que, sob seu comando, a Mercedes-Benz liderou as vendas de veículos comerciais no Brasil, com quase 33 mil caminhões, ônibus e vans comercializados em 2015. No segmento de carros premium a empresa bateu recorde de vendas também em 2015, atingindo mais de 17 mil unidades, volume 47% maior que o registrado em 2014. 

Finalistas:
Issao Mizoguchi - Honda
Joerg Hofmann – Audi do Brasil
Philipp Schiemer – Mercedes-Benz
Roberto Cortes – MAN Latin America
Stefan Ketter – FCA (Fiat Chrysler Automobiles)

PROFISSIONAL DE AUTOPEÇAS
Paulo Butori - Sindipeças - O engenheiro Paulo Butori foi presidente, várias vezes reeleito, do Sindipeças e da Abipeças. Durante sua gestão, mudanças profundas foram experimentadas pelo setor de autopeças, que se desnacionalizou e passou a enfrentar a concorrência internacional de mercados maiores e economicamente mais poderosos. 
Com inteligência de líder e experiência de empresário “muito nacional”, como gosta de brincar, num contraponto a “multinacional”, ajudou as empresas associadas de médio e pequeno portes a atravessar duras transformações e mostrou aos fabricantes de capital estrangeiro que era necessário trabalhar pelo fortalecimento de toda a cadeia. “O gigante não fica em pé se seus pés de barro estiverem quebrados.” Os “pés de barro” a que Butori se refere são as empresas de segundo e terceiro níveis na produção de autopeças. Paulo Butori conseguiu manter os associados do Sindipeças sempre unidos, projetou o setor e concluiu seu mandato em março deste ano. 

Finalistas:
Delfim Calixto - Bosch
Lourenço Oricchio - Sabó
Marco Rangel - FPT Industrial
Paulo Butori - Sindipeças
Wilson Bricio - ZF

VEÍCULO LEVE
Jeep Renegade - FCA - Grande sucesso de vendas em um ano sem muitos acontecimentos para celebrar, o Jeep Renegade vem frequentando a lista dos dez automóveis mais vendidos no País e catapultou a Jeep para a nona posição no ranking de marcas com mais emplacamentos. 
O SUV compacto produzido na nova fábrica da FCA em Pernambuco chegou com uma série de novidades para o segmento. A maior delas é o fato de não derivar de nenhum carro de passeio, o que dá o tom de sua autenticidade e faz o Jeep chamar muita atenção nas ruas. Foi primeiro carro nacional a obter cinco estrelas no teste do Latin NCAP e continua sendo o único de sua categoria com opção de motor diesel (2.0 Multijet turbo de 170 cv) e tração 4x4 com reduzida, entre outros equipamentos típicos para o uso off-road. 
Outras inovações são o câmbio automático de nove marchas (só na versão diesel), o freio de estacionamento eletrônico e as duas opções de teto solar – um panorâmico, outro removível. As versões de preço mais acessível contam com motor 1.8 flex de 132 cv, acoplado a transmissão manual de cinco marchas ou automática de seis. 

Finalistas:
BMW X3 (nacional) 
Ford Focus Fastback
Honda HR-V
Jeep Renegade
VW Up! TSI

COMERCIAL PESADO
Mercedes-Benz - Actros de 510 cv com câmbio automatizado - O cavalo mecânico Actros, já com acesso a 100% do Finame, inicia 2016 fazendo mais sucesso no mercado brasileiro de caminhões. Os veículos passam a oferecer o novo motor nacional OM 460 de 13 litros com potência de até 510 cv, câmbio automatizado otimizado para as condições das estradas brasileiras, eixos sem redução nos cubos e freios a tambor, tudo para aumentar a produtividade e reduzir o consumo de combustível e o custo de manutenção do veículo. 
Os tanques de alumínio de 1.080 litros, que garantem a maior autonomia do mercado, e o novo modelo com suspensão metálica asseguram que o veículo esteja preparado para qualquer tipo de aplicação. O conforto do motorista também foi priorizado com a introdução de uma nova cama, climatizador e um novo painel totalmente interativo.

Finalistas:
DAF Caminhões - CF amplia portfólio da DAF no Brasil e oferece Finame
Iveco - Chassi 170S28 destaca-se pelo baixo custo operacional
MAN Latin America - Performance e capacidade de carga destacam novo Constellation 30.330 V-Tronic
Mercedes-Benz do Brasil - Novo cavalo-mecânico Actros de 510 cv e câmbio automatizado
Scania - Cavalo mecânico rodoviário 8x2 original de fábrica

MARKETING E PROPAGANDA
FCA - Relançamento da marca Jeep no Brasil - Para relançar a marca Jeep no País a FCA deu início no Salão do Automóvel de 2014 a um planejamento de ações integradas de comunicação. A estratégia foi criar uma campanha utilizando paisagens e músicas brasileiras para retomar a identificação do País com a marca. O primeiro filme, chamado Poema, teve mais de 1,2 milhão de visualizações no YouTube. Em fevereiro de 2015 foi lançado o filme Nome, com versões de 1 minuto (3,4 milhões de visualizações no YouTube) e 30 segundos (quase 7 milhões de visualizações). 
Um aplicativo foi oferecido nas redes sociais para que cada pessoa pudesse fazer o próprio filme. Em março entrou no ar a campanha My Brazil (7,8 milhões de visualizações). Pela primeira vez no País uma marca automotiva ficou entre os três vídeos mais assistidos no YouTube. A campanha chegou ao ápice com os eventos de lançamento do Renegade, no fim de março, e da inauguração do Polo Automotivo Jeep, no fim de abril. O resultado pode ser visto nos dois meses seguintes, quando todas as unidades do Renegade que chegaram às lojas foram vendidas. 

Finalistas:
FCA - Relançamento da marca Jeep no Brasil
GKN - Valorização da marca através de programas estudantis
Honda - HR-V, a revolução na sua garagem
Hyundai Motor - 2015: O ano da superação
Mitsubishi Motors - New Outlander 2016 - O mundo vai ter que se preparar para tanta tecnologia

MANUFATURA E LOGÍSTICA
FCA - 40 anos da planta da Fiat - A fábrica da Fiat em Betim, MG, completa, em 9 de julho, 40 anos. A data vem coroar um intenso processo de modernização da planta, considerada a segunda maior do mundo em capacidade produtiva e a primeira da América Latina. Os investimentos são de R$ 7 bilhões entre 2010 e 2016. Modernizar-se sem interromper a produção de 16 modelos em quatro linhas de montagem fez a FCA desenvolver know-how para realizar simultaneamente grandes mudanças de processos, incorporação de novas tecnologias e um robusto programa para desenvolvimento de pessoas. 
Robôs estão sendo inseridos na linha de produção, trazendo tecnologia de ponta e mais precisão. O número de robôs passou de 238 em 2013 para quase mil em 2016. A fábrica terá novo prédio para pintura, com equipamentos modernos e mais produtivos e início de operação em 2016. A pintura vai ocorrer ao longo dos quatro andares, que totalizam 88 mil m2. Outro desafio foi fazer da fábrica uma referência em gestão ambiental, alcançado com o “Aterro Zero” o pioneirismo na ISO 50001 (eficiência energética) e o recorde de 99,4% de reúso de água. 

Finalistas:
CNH Industrial - Gestão antecipada de equipamentos através de minimock-up 3D e simulações
FCA - 40 anos da planta da Fiat
MAN Latin America - Smart Feeding
PSA Peugeot Citroën - Nova Logística traz uma revolução nos fluxos e processos
ZF - Plano de Desenvolvimento de Fornecedores

ENGENHARIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA
Magneti Marelli Powertrain - Primeiro laboratório para análise de emissões de veículos híbridos e 4x4 - A Magneti Marelli demostra a sua preocupação com a inovação e com a oferta de soluções pioneiras aos seus clientes ao anunciar novidades relacionadas ao Centro Tecnológico instalado na unidade Powertrain, em Hortolândia (SP). O espaço, que já contava com laboratórios de emissões (veículos e motos) e de motores, recebe agora espaço de 618 m² para aumentar a capacidade de atendimento no que diz respeito aos veículos 4x4 e híbridos, tornando-se o primeiro da América Latina a atender esse tipo de especificidade. 
A iniciativa busca atender as legislações nacionais e internacionais. O investimento no laboratório foi de R$ 16 milhões. O novo espaço conta com tecnologia de última geração, constituído de analisadores, sistemas de amostragem e dinamômetros de chassi para atender o desenvolvimento de programas como os de transportes híbridos, além de outras fontes de matriz energética, em veículos de até 5,4 toneladas. Desde 2010 a empresa vem investindo na atualização tecnológica dos laboratórios para ensaios de veículos e motores e na implementação do laboratório para motos. 

Finalistas:
Axalta Coating Systems - Pintura altos-sólidos Ford Brasil
BorgWarner - Primeiro turbo para carro de passeio flex no Brasil
Delphi - Novas soluções de conectividade automotiva para o mercado brasileiro
Magneti Marelli Powertrain - Primeiro laboratório para análise de emissões de veículos híbridos e 4x4
New Holland Agriculture - Forrageira comprova bom rendimento na colheita de plantações energéticas de eucalipto

SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL
Toyota - Projeto educacional traz economia de água e energia - Realizado desde 2008 em Indaiatuba (SP) e, mais recentemente, em Guaíba (RS) e Sorocaba (SP), o projeto Ambientação desenvolve estudantes e comunidades usando ferramentas de solução de problemas socioambientais, com base em práticas industriais, o Toyota Business Practices. A metodologia pode ser aplicada em qualquer área. Entre os benefícios estão menor custo e economia de recursos naturais (energia e água) nas cidades onde a montadora atua. 
A ação já envolveu mais de 415 mil pessoas entre alunos, professores e servidores públicos, que agem como multiplicadores para a comunidade. Em 2015, em Indaiatuba, as 46 escolas municipais reduziram 25% do consumo de água. Já em Sorocaba (SP), o Zoológico Quinzinho de Barros diminuiu gastos pela metade. Em Guaíba (RS), 18 escolas participantes registraram uma economia de 15% na energia e 34% em água. Também houve implementação de 100% do gerenciamento de resíduos em todas as unidades. Desde 2011 a Toyota do Brasil já contratou sete jovens participantes do projeto Ambientação para o programa Menor Aprendiz. 

Finalistas:
Cummins Brasil - De Gota em Gota
FCA - Cooperárvore: empoderamento feminino e produção de moda sustentável
Honda - Redução nas emissões de CO2 superior a 7 mil toneladas na fábrica de automóveis
Pirelli - Cinturato P1 Plus é o primeiro pneu fabricado no Brasil com ecoetiqueta
Toyota - Projeto educacional da Fundação Toyota atinge resultados importantes em economia de água e energia

AUTOPEÇAS
Bosch - E-Clutch: sistema aciona eletronicamente a embreagem - A Bosch apresentou ao mercado brasileiro a tecnologia e-Clutch: electronic Clutch System. O sistema aciona eletronicamente a embreagem, além de proporcionar mais conforto ao usuário, possibilitando ainda a economia de combustível, que pode chegar a um índice de até 5% em um circuito misto entre cidade e estrada. Com o e-Clutch a operação da embreagem é eletrônica e a troca da marcha é realizada de forma manual. Assim, o sistema apresenta características de conforto similares às de um câmbio automático. 

Finalistas:
Aethra - Unidade de protótipos e desenvolvimento de produtos
Bosch - e-Clutch: sistema que aciona eletronicamente a embreagem
Gestamp - Novos conceitos em aços de estampagem a quente para estruturas veiculares
Mahle Metal Leve - Camisas com níquel – maior controle térmico e maior eficiência
Thyssenkrupp - Eixos de comando de válvula integrados à tampa do cabeçote do motor

POWERTRAIN
Volkswagen - Novo motor 1.0 TSI Total Flex - O motor 1.0 TSI Total Flex da família EA211 é o mais moderno fabricado pela Volkswagen no Brasil, oferecendo excelentes resultados de desempenho e consumo de combustível para sua categoria. Produzido em São Carlos (SP), é o primeiro motor com injeção direta, turbocompressor e flexível feito no Brasil. 
A sigla TSI representa injeção direta de combustível, combinada ao turbocompressor, que permite o downsizing. A potência máxima é de 101 cv (74 kW) a 5.000 rpm, com gasolina, e de 105 cv (77 kW) à mesma rotação, com etanol. O torque máximo é de 16,8 kgf.m, com gasolina ou etanol, disponíveis já a partir de apenas 1.500 rpm. O valor é próximo do entregue por motores maiores. Combinado ao baixo peso do Up! (951 kg), o motor TSI colabora para que o modelo tenha eficiência energética sem precedentes, consagrando-se, quando lançado, como o mais econômico entre todos os equipados com motor flexível avaliados no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, obtendo a classificação “A”, com a marca de 1,44 MJ/km. 

Finalistas:
Delphi - 30 milhões de bicos injetores produzidos no Brasil
FPT Industrial - Motor 10,3 litros, mais leve e com materiais nobres para elevar eficiência
Mitsubishi Motors - Outlander PHEV
Nissan - Motor de 3 cilindros: mais economia e excelente desempenho
Volkswagen - Novo motor 1.0 TSI Total Flex

INSUMOS
Gerdau Aços Especiais - Aço microligado para pino-bola do sistema de direção - O processo de fabricação do pino-bola do sistema de direção baseia-se no circuito “forjamento a frio + têmpera + revenimento + endireitamento + medição de empeno + inspeção + usinagem”. Esse fluxo ocorre em regra com aços como o DIN 41Cr4, com temperabilidade capaz de adquirir as propriedades mecânicas necessárias à peça pelas transformações de fases oriundas do tratamento térmico. 
Porém, este mecanismo gera um nível de tensão que ocasiona o empenamento do pino, sendo necessário um processo de desempeno das peças nem sempre eficaz. A inovação proposta pela Gerdau é o uso de aço microligado, o qual combina outros mecanismos de endurecimento para garantia das propriedades mecânicas que dispensam o tratamento térmico e, por consequência, o desempeno do produto. Com o novo processo tem-se a redução de energia elétrica e efluentes (oriundos do tratamento) que levam a uma redução de custos em torno de 25% e a uma queda no lead time de produção de até 50%.

Finalistas:
ArcelorMittal - S-in motion: aços de alta resistência produzidos no Brasil
Evonik Industries - Uso de PMMA especial para janelas automotivas com objetivo de redução de peso
Gerdau Aços Especiais - Aço microligado para pino-bola do sistema de direção, com redução do fluxo produtivo e lead time
Sabic - Reforço do assoalho híbrido plástico-metal
Usiminas - Desenvolvimento do aço para conformação a quente com revestimento Zn-Fe

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SOFTWARE
BMW - ConnectedDrive - O BMW ConnectedDrive possui as funcionalidades mais avançadas do mercado brasileiro em termos de conectividade. A solução oferece mais conveniência e conforto, segurança e entretenimento para os clientes BMW, transformando completamente a experiência a bordo. Os veículos com o ConnectedDrive são equipados com um SIMCard embutido, responsável por conectá-los à internet. 
Algumas funcionalidades que podem ser destacadas são: 1) Chamada de Emergência Inteligente sem a necessidade de pareamento de aparelhos móveis; 2) Concierge: serviço exclusivo 24 horas por dia para pesquisar pontos de interesse, programação de cinema, restaurantes; 3) informações de trânsito em tempo real; 4) BMW Remote: o cliente tem acesso ao status de alguns sistemas do veículo e também pode acionar algumas funções como trancar portas e ligar o ar-condicionado.

Finalistas:
BMW - ConnectedDrive
Flexsys Sistemas e Feeder Industrial - Gestão sistêmica da produção e qualidade
MWM Motores Diesel - Desenvolvimento de software de otimização de produção e logística
Nissan - Multi-App, central multimídia que traz o tablet para o painel de March e Versa
Smarttech - Smart simulation – revolução no desenvolvimento de produtos plásticos.



Conheça todos os cases finalistas do Prêmio REI 2016:

EMPRESA DO ANO

BMW

Construção e implementação bem-sucedida da fábrica em Araquari (SC)      
Em outubro de 2015, a fábrica do BMW Group em Araquari iniciou a produção do Mini Countryman, quinto veículo a ser feito nesta unidade fabril, cumprindo com sucesso o ciclo definido para o lançamento de novos modelos produzidos em solo nacional, que inclui ainda os veículos BMW Série 3, BMW Série 1, BMW X1 e BMW X3. Com uma área total de 1,5 milhão de metros quadrados, dos quais 500 mil metros quadrados de área pavimentada, a fábrica do BMW Group é a 30ª unidade fabril da empresa no mundo, em 14 países. Ela contou com investimento de mais de 200 milhões de euros (cerca de R$ 800 milhões) e tem capacidade para produzir até 32 mil carros por ano.

FCA
Liderança e investimento no Brasil
A FCA – Fiat Chrysler Automobiles liderou as vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil em 2015. Contribuíram para esse resultado o 14º ano de liderança da marca Fiat e o relançamento da Jeep no país, com a chegada do Renegade. 2015 foi um ano importante para a FCA. Em abril, o grupo inaugurou sua mais moderna fábrica no mundo, o Polo Automotivo Jeep de Pernambuco, em Goiana, com área construída de 260 mil metros quadrados e capacidade para produzir 250 mil veículos por ano. O primeiro modelo fabricado no Polo é o Jeep Renegade. A histórica identificação do consumidor brasileiro com a marca ficou ainda mais forte após a produção local do modelo. Tanto que a Jeep fechou o ano na décima colocação entre as marcas mais vendidas do Brasil. Em Betim, novos robôs foram inseridos na linha de produção da fábrica da Fiat. A planta terá uma das maiores e a mais moderna cabine de pintura do mundo, com capacidade para processar 180 carrocerias por hora ou 950 mil por ano.
A FCA também investiu para aumentar a produção de inteligência automotiva no Brasil, inaugurando o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Engenharia Automotiva em Pernambuco. O Centro terá quatro unidades (Centro de Software, Projetos, Centro de Testes Veiculares e Campo de Provas), gerando aproximadamente 500 empregos nos próximos anos. Estes avanços fazem parte do maior ciclo de investimentos da FCA no Brasil, iniciado em 2013 e que prevê R$ 15 bilhões até o fim deste ano.

Honda
Crescimento recorde em 2015
No ano em que completou 18 anos de produção no País, a Honda Automóveis do Brasil obteve recorde de vendas. Foram comercializadas 153.395 unidades dos modelos Civic, Fit, City, Accord, CR-V e HR-V. O total aponta para um crescimento de aproximadamente 11% no ano 2015 em relação ao ano passado. Com isso, a Honda atingiu o mais alto market share no Brasil desde 1997, quando a marca chegou ao País: 6,7%. Atribui-se ao sucesso da empresa em 2015, bastante difícil para o mercado de automóveis no Brasil, à estratégia de renovação do line-up e lançamento de novo segmento (com o HR-V), somada à trajetória de compromisso em oferecer, além de produtos da mais alta qualidade, excelência em serviços pós-vendas, com um pacote de soluções que envolve assistência técnica qualificada, garantia, peças de reposição e valor de revenda.

Hyundai
Ano de conquistas da Hyundai Motor Brasil
A Hyundai Motor Brasil encerrou o ano de 2015 com o terceiro veículo mais vendido do país – o compacto HB20. Contabilizando os modelos hatch, aventureiro e sedã foram 163.674 unidades emplacadas. Com uma estratégia acertada de produção e vendas, a empresa manteve sua operação na planta de Piracicaba (SP), com a manutenção dos três turnos e dos 2,7 mil colaboradores. Uma grande conquista da Hyundai foi a Diplomação de Boas Práticas em Trabalho Decente, concedida pela Secretaria Estadual de Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo. Primeira montadora a receber a certificação no Brasil, a Hyundai atingiu e superou níveis estabelecidos pela Organização Internacional do Trabalho, agência da ONU, tornando-se a 9ª empresa no país a ser diplomada. A Hyundai celebrou em 2015 o aniversário de três anos do HB20 e a produção da unidade 500 mil, além de ter lançado no mercado sua primeira reestilização, com mudanças mecânicas e de design no modelo que revolucionou o segmento de compactos no Brasil.

Mercedes-Benz
60 anos de Brasil – movendo o futuro
No ano em que completa 60 anos, a Mercedes-Benz do Brasil construiu uma relação sólida com o País e os brasileiros. Nos últimos dois anos a empresa anunciou investimento de R$ 730 milhões para modernização e ampliação de suas fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG), que produzem caminhões e ônibus. Com isso, o aporte chega a R$ 3,2 bilhões aplicados no período de 2010 a 2018 – o maior já realizado no segmento de veículos comerciais no Brasil. Na divisão de automóveis premium, a Mercedes-Benz investe R$ 500 milhões para construção de sua nova fábrica em Iracemápolis (SP), de onde sairão o Classe C e o GLA nacionais. Com a nova unidade, a Mercedes-Benz será a única empresa do setor automotivo a produzir na América Latina caminhões, ônibus, vans e automóveis, estando presente em todos os momentos da vida dos brasileiros, seja no transporte de mercadorias ou de pessoas.

PROFISSIONAL DE MONTADORA

Issao Mizoguchi

HONDA
Em 2014, Issao Mizoguchi foi o primeiro brasileiro a ser designado ao cargo de chefe de Operações na Honda Motor Co. Ltd., no Japão, e assumiu também a posição de Presidente da Honda South America. Em 2015, segundo ano de sua gestão, a Honda Automóveis, empresa integrante da holding, alcançou o mais alto market share de sua história no Brasil (6,7%) e, em um ano em que todas as empresas do setor automotivo sentiram as dificuldades do mercado, a fabricante bateu recorde de vendas e registrou crescimento de 11%. Além disso, a Moto Honda da Amazônia, que também está sob a sua liderança, manteve sua liderança absoluta no setor de motocicletas com mais de 80% de market share em 2015. O executivo acredita que é possível enxergar boas oportunidades em momentos de instabilidade econômica. Para isso, é necessário atuar de acordo com as necessidades e realidade dos diferentes perfis de consumidores espalhados pelas cinco regiões do País.

Jörg Hofmann

AUDI DO BRASIL
A Audi saiu de um volume mensal de 500 unidades em 2013 para 1.400 (em média) em 2015, quase triplicando seu número de emplacamentos. Os resultados também colocaram o Brasil no topo do crescimento da marca no mundo, à frente de países como Rússia, Espanha e Estados Unidos. À frente da companhia no Brasil há pouco mais de dois anos está o alemão Jörg Hofmann, que levou a empresa da quarta colocação no ranking do mercado premium em 2013 para a primeira em 2015, com 17.541 unidades emplacadas no ano, um recorde para a montadora. A Audi também foi alçada à segunda colocação do ranking da ‘Marca mais desejada do Brasil’ em 2015, segundo a Fenabrave. Os resultados refletem a nova estratégia para a atuação da empresa no país denominada 360°, com diferentes frentes de investimentos – em vendas, pós-vendas, marketing, desenvolvimento de rede, produção local, marketing, portfólio de produtos e recursos humanos. A estratégia levou a Audi a uma “Nova Era”, que também envolve a mudança de cultura da empresa no Brasil, com valores concentrados nos pilares de desempenho, relacionamento e identificação com a marca. O novo escritório, o crescimento em número de colaboradores no país – 67% da equipe foi admitida entre 2014 e 2015 e tem um perfil jovem, com média de idade de 36 anos – o incentivo à inovação e à saúde e bem-estar dos colaboradores, à maior integração de equipes, ao fortalecimento da cultura Audi também estão entre os esforços de gestão da presidência que refletem no novo momento da empresa no país.

Philipp Schiemer
MERCEDES-BENZ
Há três anos como presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, Philipp Schiemer trouxe importantes novidades para o mercado brasileiro. Dentre as iniciativas, estão o lançamento de 40 inovações no portfólio de caminhões, o aumento da participação dos ônibus da marca em projetos de mobilidade urbana e a ampliação da oferta de serviços de pós-venda com foco nas necessidades dos clientes. Schiemer anunciou, ainda, em apenas um ano e meio de sua gestão, importantes investimentos para o setor de veículos comerciais, como também a construção da fábrica de automóveis premium em Iracemápolis (SP), que será inaugurada este ano. Os resultados mostram que, sob seu comando, a Mercedes-Benz liderou as vendas de veículos comerciais no Brasil, com quase 33 mil caminhões, ônibus e vans comercializados em 2015. No segmento de automóveis premium, a empresa bateu recorde de vendas também em 2015, atingindo mais de 17 mil unidades, volume 47% maior que o registrado em 2014.

Roberto Cortes
MAN
Em 2015, Roberto Cortes conduziu de forma exemplar os negócios da MAN Latin America, com uma postura positiva diante das adversidades, mas também enérgica para reações rápidas e eficazes. O resultado se vê em números: 19 lançamentos e crescimento na participação de mercado de caminhões (no qual é líder pelo 13º ano consecutivo) e também nos resultados de pós-vendas e exportações. Em 2015, os feitos da gestão de Cortes consolidaram a importância da empresa nos negócios mundiais de caminhões e ônibus do Grupo Volkswagen, que ganhou ainda mais projeção com a criação da holding Volkswagen Truck & Bus GmbH. A marca Volkswagen Caminhões e Ônibus, que nasceu no Brasil, tem hoje a mesma importância das demais do Grupo e, desde julho deste ano, através de Roberto Cortes, garantiu um assento no board mundial da holding de caminhões e ônibus do Grupo Volkswagen.

Stefan Ketter
FCA
Presidente da FCA para a América Latina desde 1º de novembro de 2015, Stefan Ketter é também vice-presidente mundial de manufatura do Grupo. Em 2013 mudou-se para o Brasil para liderar a implantação do Polo Automotivo Jeep em Goiana (PE), inaugurado em abril do ano passado. O Polo Automotivo Jeep é a unidade mais moderna da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no mundo, por reunir as 15 mil melhores práticas, processos e tecnologias acumuladas pelo grupo. O investimento total superou os R$ 7 bilhões. A fábrica Jeep tem capacidade para produzir 250 mil veículos por ano. A trajetória de Ketter na Fiat SpA começou em 2004, quando assumiu a área de qualidade. Logo em 2005 passou a comandar a área de manufatura. No ano seguinte, passou a gerir a implementação do sistema de produção World Class Manufacturing (WCM) no grupo – uma nova cultura de organização industrial que busca maiores padrões de excelência, reduzindo perdas e ampliando a eficiência, a competitividade, a inovação de processos e valorização das pessoas, resultando em maior qualidade nos veículos produzidos. Em 2008, Ketter se tornou vice-presidente mundial de manufatura e membro do Group Executive Council (GEC), a máxima instância executiva global da Fiat Chrysler Automobiles (FCA). Ketter comandou a reorganização das fábricas da Fiat na Itália e da Chrysler nos Estados Unidos, após a aquisição da empresa pela Fiat, e também coordenou o projeto, construção e instalação das novas fábricas do grupo em outras regiões do mundo.

PROFISSONAL DE AUTOPEÇAS

Delfim Calixto

BOSCH
Delfim Calixto está no Grupo Bosch desde 89 e teve sua carreira desenvolvida no Aftermarket ocupando cargos na Alemanha, Argentina, México e Brasil. Há 4 anos é o presidente regional da divisão Automotive Aftermarket da Bosch América Latina. É conhecido pelo seu excelente relacionamento com clientes, distribuidores e colaboradores, mas fatos e números endossam sua atuação no grupo: a divisão Aftermarket na América Latina cresceu cerca de 7% ao ano nos últimos três anos, resultado pautado na estratégia de longo prazo, como a expansão da rede de oficinas, investimentos em logística e atuação em novos segmentos. O Centro de Distribuição da Bosch, em Louveira (SP), é um exemplo de eficiência. Desde que a Bosch reassumiu sua operação, em 2013, conseguiu obter um ganho de 7% de produtividade, além da redução de 6% nos custos com equipamentos e mão de obra. A tecnologia implementada no Centro Logístico diminuiu em 85% os impactos causados por colisões entre equipamentos e estruturas de porta pallets. Atualmente o índice de satisfação dos clientes com entregas é de 95%. A empresa pretende ainda ampliar sua presença no Brasil dobrando sua rede de oficinas de 5 mil para 10 mil nos próximos 6 anos. Se este número se concretizar, cerca de 25% de toda a rede independente de reparação de veículos será credenciada pela Bosch.

Lourenço Oricchio
Sabó
Diretor geral da Sabó Américas, Lourenço Agnello Oricchio Junior destacou-se por preservar e evoluir o diferencial tecnológico da Sabó (uma das últimas multinacionais brasileiras no setor de autopeças), concorrendo e competindo com grandes players mundiais desse setor. Coordenou o fornecimento das juntas alumínio x borracha (nanotecnologia) para as principais fabricas mundiais de transmissões da General Motors e o desenvolvimento e fornecimento da tecnologia F-Red (Friction Reduction), com melhor eficiência na vedação dos retentores e sistemas de vedação. O processo foi desenvolvido junto aos times de engenharia da Cummins Indiana (USA) e Inglaterra, aplicando tecnologias 6 sigma e FEA. Foi eleita a melhor solução de vedação no ano de 2015. Comandou a modernização e melhoria da produtividade e competitividade das fábricas brasileiras, provendo um processo fabril de alta tecnologia, com alta automação, competitivo, robusto, com eliminação dos desperdícios e minimizando os problemas de qualidade junto aos nossos principais clientes do Brasil e do Exterior. O diferencial tecnológico (em produto e processo) faz com que a Sabó seja uma das grandes exportadoras brasileiras no setor de autopeças, com vendas para mais de 40 países, incluindo as principais montadoras e autopeças mundiais. A Sabó tem hoje uma marca muito forte e presença no mercado de aftermarket, sendo também um dos grandes diferenciais do seu sucesso. A Sabó também possui um processo de governança corporativa muito forte e um Conselho muito ativo e atuante. Lourenço Oricchio é membro dos Conselhos do Sindipeças e SAE Brasil.

Marco Rangel
FPT INDUSTRIAL
Após assumir a presidência da FPT Industrial, em junho de 2015, Marco Aurélio Rangel tem sido o responsável por importantes marcos na história da empresa na América Latina. Entre as conquistas estão a ampliação da produção de motores para geração de energia (G-Drive) para a unidade em Córdoba (Argentina), integrando-a à linha de produção em Sete Lagoas (MG); ampliação do contrato de fornecimento para a Modasa, que anteriormente era apenas para motores GNV, incluindo motores G-Drive; fornecimento de motores para os primeiros tratores agrícolas da Landini fabricados no Brasil; início da produção de motores Euro V na unidade de Córdoba para atender o mercado argentino; homologação de 21 novas versões de motores destinados ao segmento agrícola e de construção, em conformidade com a legislação MAR-I, com o objetivo de validar o total de 49 versões ainda em 2016.

Paulo Butori
SINDIPEÇAS
O engenheiro Paulo Butori é presidente, várias vezes reeleito, do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) e da Associação Brasileira da Indústria de Autopeças (Abipeças). Durante sua gestão, mudanças profundas foram experimentadas pelo setor de autopeças, que se desnacionalizou e passou a enfrentar a concorrência internacional de mercados maiores e economicamente mais poderosos. Com inteligência de líder e experiência de empresário “muito nacional”, como gosta de brincar, num contraponto a “multinacional”, ajudou as empresas associadas de médio e pequeno porte a atravessar duras transformações e mostrou aos fabricantes de capital estrangeiro, muitos deles grandes sistemistas, que era necessário trabalhar pelo fortalecimento de toda a cadeia. “O gigante não fica em pé se seus pés de barro estiverem quebrados.” Os “pés de barro” a que Butori se refere são as empresas de segundo e terceiro nível na produção de autopeças. Paulo Butori conseguiu manter os associados do Sindipeças sempre unidos, projetou o setor e conclui seu mandato em março deste ano, tendo, entre outras vitórias, fortalecido a ação do Sindipeças na educação corporativa. “Educação é fundamental para nosso setor e para o País.” O Sindipeças e a Abipeças representam 470 empresas, que faturaram cerca de R$ 63 bilhões, empregaram 165 mil trabalhadores e exportaram o equivalente a US$ 7,6 bilhões no difícil ano de 2015.

Wilson Bricio
ZF
Mesmo diante da crise econômica que se instalou no Brasil, Wilson Bricio, presidente da ZF América do Sul, colocou em prática duas importantes ações, na contramão do movimento do mercado. Devido à alta demanda por conteúdo local, a ZF nacionalizou em 2015 duas linhas de eixos para o segmento de construção, com produção instalada em Sorocaba (SP). A linha de eixos Multisteer MS-B 3000 é destinada para altos carregamentos em retroescavadeiras, enquanto a linha MT-B 3000 é voltada para aplicação em retroescavadeiras de design tradicional, com eixo traseiro rígido. Já o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores visa elevar a qualidade dos processos industriais na cadeia automotiva, bem como aumentar a competitividade dos fornecedores. O PDF ZF, em parceria com o IEL (Instituto Euvaldo Lodi da CNI – Confederação Nacional da Indústria), capacita o desenvolvimento de 25 parceiros por meio de dois módulos, o Financeiro (realizado pelo IEL) e o de Produção (realizado por profissionais da ZF), ambos com recursos oriundos da própria ZF.

VEÍCULO LEVE

BMW X3 (NACIONAL)
O utilitário esportivo da BMW ganhou uma versão nacional em tudo parecida com a importada da Alemanha. O modelo é oferecido em três versões: xDrive20i, com motor 2.0 turbo de 184 cv, a xDrive20i X-Line, com a mesma motorização, mas mais equipamentos de série, e a xDrive35i M Sport, com motor 3.0 de seis cilindros em linha, turbinado, com 306 cv. A transmissão é automática de oito marchas.

FORD FOCUS FASTBACK

A reestilização do Focus, agora com a chamada “dianteira Aston Martin”, por conta da abertura frontal semelhante a uma boca enorme, chegou ao sedã com uma proposta a mais. Segundo o departamento de marketing da Ford, era preciso apresentar o carro por suas qualidades dinâmicas, diferentes das da concorrência. Daí o nome Fastback, única coisa diferente que o Focus de três volumes trouxe além da nova aparência.

HONDA HR-V
Construído sobre a mesma plataforma do Fit, o HR-V foi um dos poucos modelos que não puderam se queixar de 2015. O que a Honda produziu foi vendido e chegou a haver fila de espera pelo SUV compacto. Considerado um dos modelos mais seguros do Brasil, após testes realizados pelo Latin NCAP, o HR-V usa o mesmo motor 1.8 do Honda Civic de entrada, que rende 140 cv e vem conjugado a um câmbio manual de cinco marchas ou a uma CVT.

JEEP RENEGADE

Outro sucesso de vendas em um ano sem muitos acontecimentos para celebrar, o Jeep Renegade foi o carro mais seguro do Brasil por um breve período, enquanto o HR-V não foi testado pelo Latin NCAP. Construído sobre a plataforma SUSW, o Renegade é o único SUV compacto com motor diesel, um 2.0 MultiJet de 170 cv. Outra inovação é seu câmbio automático, de nove marchas. A opção de entrada é um 1.8 flex de 132 cv com transmissão manual de cinco marchas ou automática de seis.

VW UP TSI

O Up! não é o primeiro 1.0 sobrealimentado do mercado brasileiro, tendo sido antecedido pelo Gol Turbo e pelo Ford Fiesta SuperCharger, mas chega em momento mais propício, com um mercado consumidor mais maduro para a ideia de downsizing. Tanto que a Volkswagen nem precisou apelar para o marketing de esportividade para que o carro se tornasse objeto de desejo. Com 105 cv no etanol, o motorzinho de três cilindros rende muito bem e ainda é econômico.


COMERCIAL PESADO

DAF Caminhões

CF amplia portfólio da DAF no Brasil e oferece Finame
O maior mercado dentro do segmento de pesados ganha um competidor consagrado na Europa, o CF85. O caminhão, voltado a transporte de curtas e médias distâncias, é produzido na fábrica da companhia em Ponta Grossa, no Paraná, e oferecido em cavalo mecânico nas versões 4x2 e 6x2, equipados com o motor Paccar MX 12.9 litros, capaz de gerar potências de 360 cv ou 410 cv, além de duas opções de cabine, a Sleeper e a Space Cab. O modelo atinge também índice de nacionalização que o habilita para o Finame. O CF85 também se destaca pela robustez aliada ao conforto. O projeto brasileiro do caminhão conta com chassis reforçados e suspensão totalmente balanceada para as condições de uso nas estradas do país. O modelo tem ótimo desempenho com carreta três eixos, vanderleia ou LS (2+1).

Iveco
Chassi 170S28 destaca-se pelo baixo custo operacional
Desenvolvido e fabricado no complexo industrial da Iveco em Sete Lagoas (MG), o chassi 170S28, consolidado no mercado brasileiro em 2015, tornou-se um trunfo da fabricante para atender o segmento de 17 toneladas, o maior no País. Disponível nas versões urbano e fretamento, o veículo tem seu ponto forte no baixo custo operacional. Conforto e alta tecnologia completam o pacote de sucesso. O motor é o modelo N67, de seis cilindros em linha. O propulsor de 6,7 litros, com sistema SCR, atende as normas do Proconve-P7 e é capaz de gerar potência máxima de 280 cv. O torque chega a 950 Nm, já disponíveis na faixa de 1.250 a 1.950 rpm. A curva plana de torque e a grande disponibilidade de força em baixas rotações garantem, de uma só vez, economia de combustível e conforto para o motorista, evitando constantes trocas de marchas. O motor foi produzido, em parceria com a FPT Industrial, com o conceito downspeeding, onde é possível descolar o ponto de funcionamento do motor mais utilizado, até o eficiente. A engenharia identifica qual é a rotação reduzida que faz o motor entregar o melhor desempenho em termos de torque e consumo de combustível. Além do baixo consumo de combustível, outra vantagem da rotação baixa é a redução das perdas de componentes internos do motor, obtida com a diminuição do atrito entre as peças. O chassi é a nova escolha dos principais operadores de transporte de passageiros do Brasil, por oferecer uma alternativa que garante eficiência e resistência extra nas aplicações.

MAN Latin America
Performance e capacidade de carga destacam novo Constellation 30.330 V-Tronic
As novas demandas do mercado brasileiro para veículos comerciais, como a lei do descanso do motorista, geraram uma modificação no perfil do segmento. Observando a demanda por veículos com performance superior e maior capacidade de carga transportada, a MAN Latin America lançou o Constellation 30.330 V-Tronic, uma versão 8x2 com PBT de 29.000 kg. Ou seja, o veículo proporciona a opção de transportar mais carga em uma única viagem minimizando os custos operacionais. Outro item que vem para somar à melhor relação custo-benefício, com maior conforto e segurança, é a transmissão automatizada V-Tronic.

Mercedes-Benz do Brasil
Novo cavalo-mecânico Actros de 510 cv e câmbio automatizado
O cavalo mecânico Actros, já com acesso a 100% do Finame, inicia 2016 fazendo ainda mais sucesso no mercado brasileiro de caminhões. Para acompanhar a difícil realidade das estradas brasileiras, a nova geração do Actros ficou ainda melhor para as particularidades da aplicação dos clientes no mercado nacional. Os novos veículos passam a oferecer o novo motor nacional OM 460 de 13 litros com potência de até 510 cv, câmbio automatizado otimizado para as condições das estradas brasileiras, eixos sem redução nos cubos e freios a tambor, tudo para incrementar a produtividade, e, ao mesmo tempo, reduzir o consumo de combustível e o custo de manutenção do novo veículo. Os novos tanques de alumínio de 1.080 litros, que garantem a maior autonomia do mercado, e o novo modelo com suspensão metálica asseguram que o modelo está preparado para qualquer tipo de aplicação. O conforto do motorista também foi priorizado, com a introdução de uma nova cama, climatizador e um novo painel totalmente interativo. O extrapesado também recebeu um novo design com um moderno facelift, com modificações nos faróis e nos para-choques dianteiros, trazendo maior robustez para encarar as estradas brasileiras. Definitivamente o novo Actros, desenvolvido no Brasil, está pronto para o Brasil.

Scania
Cavalo mecânico rodoviário 8x2 original de fábrica
No início de 2011 entrou em vigor a resolução do Contran n.º 210/211, que definiu a obrigatoriedade de tração dupla, tipo 6x4, para as combinações cujo peso bruto total combinado (PBTC) fosse superior ou igual a 57 toneladas. O rigor dessa lei teve forte reflexo em alguns modais de transporte, principalmente na combinação cavalo mecânico mais bitrem, que antes era tracionada por um veículo 6x2. As consequências mais impactantes no dia a dia do transportador foram o maior valor de investimento para adquirir veículos 6x4. A Scania e a transportadora G10, de Maringá (PR), se uniram para desenvolver uma solução mais rentável, daí surgiu o cavalo mecânico 8x2. A Scania mostrou sua capacidade de trabalhar com o cliente na busca de soluções customizadas. Em apenas cinco meses esse novo caminhão atingiu o objetivo de ser o responsável por 15% das vendas dentre os rodoviários da Scania. O cavalo mecânico 8x2 permite o aumento de capacidade de carga em comparação com o 6x2 com “vanderleia”. Na comparação com bitrem, reduz o investimento inicial, o custo operacional (economia de pedágio e pneus), consumo de diesel e de pneus nas operações carregado/vazio e custo na compra do implemento; além de ter maior agilidade em manobras, capacidade de carga líquida similar e liberdade de circulação. Uma solução original foi realocar os tanques de combustível atrás da cabine e fazer mudanças de aumento de capacidade, altura e reposicionamento da quinta roda.

MARKETING E PROPAGANDA

FCA

Relançamento da marca Jeep no Brasil
O Jeep foi lançado o Brasil nos anos 1950 e produzido até os anos 1980, angariando uma legião de amantes da marca. Nos anos 1990, a Chrysler voltou a comercializar os modelos Jeep por aqui. Faltava ainda que eles voltassem a ser produzido no Brasil, o que foi feito pela FCA.
Para relançar a marca Jeep no país, a FCA deu início no Salão do Automóvel de 2014 a um planejamento de ações integradas de comunicação. Entraram em campo as equipes de Assessoria de Imprensa, Relações Públicas, Eventos, Relacionamento com a Comunidade, Mídias Sociais, Publicidade e Marketing. A estratégia foi criar uma campanha utilizando paisagens e músicas brasileiras para retomar a identificação do País com a marca. O primeiro filme, chamado Poema, teve mais de 1,2 milhão de visualizações no YouTube. Em fevereiro de 2015, foi lançado o filme Nome, com versões de 1 minuto (3,4 milhões de visualizações no YouTube) e 30 segundos (quase 7 milhões de visualizações). Um aplicativo foi oferecido nas redes sociais para que cada pessoa pudesse fazer seu próprio filme. Em março, entrou no ar a campanha My Brazil (7,8 milhões de visualizações). Pela primeira vez no País uma marca automotiva ficou entre os três vídeos mais assistidos no YouTube. A campanha chegou ao ápice com os eventos de lançamento do Renegade, no fim de março, e da inauguração do Polo Automotivo Jeep, no fim de abril. O resultado pode ser visto nos dois meses seguintes, quando todas as unidades do Renegade que chegaram às lojas foram vendidas.

GKN
Valorização da marca através de programas estudantis
A participação da GKN nos projetos de Baja e Fórmula, promovidos pelas escolas de engenharia, aumentou substancialmente nos últimos anos. A GKN encontrou nesse projeto um meio para: a) apoiar um público que tem tudo a ver com a essência da empresa, já que somos uma companhia de engenharia global; b) contribuir com o desenvolvimento da engenharia local através do apoio técnico às equipes em seus projetos e do apoio voluntário nas competições SAE, trabalhando como juízes da competição; c) oferecer oportunidades de carreira para esses jovens; d) proporcionar o conhecimento de um ambiente fabril com visitas dos estudantes às unidades de manufatura e laboratório da empresa e, finalmente, e) criar um canal de comunicação com esses jovens e auxiliá-los em sua formação. Por meio desse apoio, que consiste na doação de semieixos e apoio técnico da engenharia da empresa, esses jovens se tornaram embaixadores da marca GKN, o que a torna cada vez mais conhecida no meio universitário como uma empresa de tecnologia de ponta e, sobretudo, socialmente responsável, já que está ao lado deles desde suas primeiras iniciativas no campo da engenharia. Atualmente, a marca GKN, amplamente divulgada nos materiais promocionais das equipes, incluindo mídias e redes sociais, já vai além das fronteiras das escolas de engenharia e do Brasil. A maioria das equipes vencedoras das competições do SAE em 2015 tem o apoio da GKN, incluindo três equipes que participaram de competições nos EUA. A GKN patrocina 41 equipes distribuídas em nove estados do Brasil. O número de equipes em lista de espera por um patrocínio é de mais de 70 em todas as regiões do País. Isto prova que com poucos recursos e a dedicação de uma equipe multidisciplinar é possível atingir um grande público e agregar valor à marca. O projeto no Brasil é benchmarking para outras unidades da GKN no mundo.

Honda
HR-V, a revolução na sua garagem
“Chegou o Honda HR-V, a revolução na sua garagem”. Com esse mote, a Honda lançou a campanha publicitária do HR-V, em parceria com a agência F/Nazca Saatchi & Saatchi, retratando o posicionamento inovador e a revolução positiva que o modelo representa para o segmento de SUVs no Brasil. O grande destaque, considerado a alma da campanha, foi o filme produzido para TV, com versões de 60” e 30”, além de versões exclusivas para a plataforma digital. O vídeo mostra como revoluções históricas alteraram o curso da humanidade. Toda a produção foi realizada no Brasil reproduzindo cenas históricas em um minucioso trabalho de reconstituição de época.  Até uma trilha sonora exclusiva foi criada para o comercial. O HR-V passa pelo cenário da Revolução Francesa, por Woodstock, a queda do muro de Berlim, o comício de Martin Luther King em Washington, terminando com a chegada do homem à Lua. Inspirado por todos esses acontecimentos que trouxeram mudanças positivas e inovações para a humanidade, o HR-V chegou para ser a revolução na sua garagem.
Para assistir ao filme: https://www.youtube.com/watch?v=WIR8wjT568k
Para assistir ao making of: https://www.youtube.com/watch?v=zc5bKaNRBX0

Hyundai Motor
2015: O ano da superação
Foram quatro os principais desafios: 1) Aproximar-se ainda mais dos brasileiros; 2)
Manter as vendas num cenário econômico difícil, com campanhas Modern Premium; 3) Aumentar a satisfação dos clientes e manter o HB20 como o carro mais desejado do Brasil; e 4) Preparar o lançamento do novo HB20. Começamos com um poderoso conceito: “HB20. A escolha mais fácil da sua vida”, que guiou todas as ações até a chegada no novo carro e lançou duas séries especiais: o HB20 Spicy e o HB20S Impress.
Transformamos o Before Service Day num evento nacional de vendas e desenvolvemos o Test Drive Mega Premiado. Para o lançamento do novo HB20, fizemos diferente para fazer a diferença, com uma estratégia em quatro fases: 1) Balance Out: celebramos 500 mil unidades vendidas com um ano adicional de garantia; 2) Storytelling: retrospectiva da história de sucesso do HB20 e anuncio dos patrocínios do Cristo Redentor e de quatro atletas olímpicos brasileiros; 3) Teaser: inovamos com uma inédita experiência screen 2 screen; 4) Lançamento: fizemos um evento para a rede com test drive, apresentação do filme da campanha e o novo programa de fidelidade Hyundai Sempre. Após um mês, lançamos o HB20X com uma abordagem radical em um inédito vídeo interativo em 360º, e o HB20S – o mais sofisticado membro da família. A Hyundai atingiu 6 milhões de fãs no facebook e conquistou a 1a posição no Google Search. Obteve 11,2% de share no segmento B e o 5o lugar no ranking.
Em 2015, reforçamos que a Hyundai entende as necessidades e os sonhos dos brasileiros.

Mitsubishi Motors
New Outlander 2016 - O mundo vai ter que se preparar para tanta tecnologia
A campanha publicitária do New Outlander 2016 foi veiculada nos principais veículos de comunicação do País. Com a assinatura “New Outlander. O mundo vai ter que se preparar para tanta tecnologia”, as peças exploram o conceito do topo do universo tecnológico. Para alcançar esse resultado grandioso e mostrar que o New Outlander foi ainda mais longe no que diz respeito a tecnologia e inovação, mais de 150 profissionais estiveram envolvidos em 45 dias de pré-produção, dois dias de gravação e quase 15 dias para finalizar todos os efeitos especiais e imagens em 3D. As gravações foram realizadas em três diferentes locações: Campo de Marte (São Paulo), Cenforpe (São Bernardo do Campo) e Ubatumirim (São Paulo). O vídeo está em
https://www.youtube.com/watch?v=MY7xk-2y4Us

MANUFATURA E LOGÍSTICA

CNH Industrial

Gestão antecipada de equipamentos através de minimock-up 3D e simulações
Em minimock-up 3D de uma linha de montagem de cabines de colheitadeira e simulação do layout, método e MO, conseguimos de forma antecipada avaliar problemas relacionados a ergonomia na atuação dos trabalhadores, possíveis riscos envolvendo condições inseguras, reduzir custos operacionais devido a atividades que não agregariam valor, otimização das atividades logísticas (com melhor distribuição do abastecimento das peças e seus fluxos), detalhamento de todos os grupos funcionais do equipamento, contribuindo na racionalização de componentes, afetando diretamente a redução do custo dos spare parts, conquistando excelência em manutenção profissional e autônoma. A perfeita integração entre o produto e a manufatura possibilitou a projeção de energia elétrica gerada, permitindo otimizar custos e reduzir o impacto no meio ambiente. Esses conceitos possibilitaram melhor integração entre os engenheiros de manufatura, industriais e de manutenção, além dos operadores de montagem e manutentores mecânicos e elétricos, incluindo os gestores da empresa. O foco do projeto foi explorar e garantir os conceitos de lessons learn em todos as fases do design review (basic concept design e detailed design) como forma de garantir o front loading e adequado vertical start-up, evitando gastos reais e gerando cost avoidance. Esse projeto nos concedeu o Prêmio Inovação 2015 das Plantas CNH da América Latina, concorrendo com 11 fábricas.

FCA
40 anos da planta da Fiat
Localizada em Betim (MG), a fábrica da Fiat completa, em 9 de julho, 40 anos. A data vem coroar um intenso processo de modernização da planta, considerada a 2ª maior do mundo em capacidade produtiva e a 1ª da América Latina. Os investimentos são de R$7 bilhões entre 2010 e 2016. Modernizar-se sem interromper a produção de 16 modelos em 4 linhas de montagem fez a FCA desenvolver know-how para realizar simultaneamente grandes mudanças de processos, incorporação de novas tecnologias e um robusto programa para desenvolvimento de pessoas, preparando a Fiat para uma nova era e um momento novo da indústria. O passo inicial foi na área de prensas, que recebeu, em 2011, duas linhas de alta cadência Komatsu, capazes de dar 16 golpes por minuto. Robôs estão sendo inseridos na linha de produção, trazendo tecnologia de ponta e mais precisão. O número de robôs passou de 238 em 2013 para quase 1 mil em 2016. A fábrica terá um novo prédio para pintura, com equipamentos modernos e mais produtivos e início de operação em 2016. A pintura vai acontecer ao longo dos 4 andares, que totalizam 88 mil m2. Paralelo a esses investimentos, o programa de desenvolvimento de competências prioriza a formação de profissionais completos e de alta performance. Outro desafio foi fazer da fábrica uma referência em gestão ambiental, alcançado com o “Aterro Zero” (100% dos resíduos são encaminhados para reciclagem e reutilização), o pioneirismo na ISO 50001 (eficiência energética) e o recorde de 99,4% de reuso de água.

MAN Latin America
Smart Feeding
O Smart Feeding é um novo conceito de abastecimento de peças na linha de produção. Consiste em um dispositivo móvel que leva as peças do estoque necessárias para o uso do posto de trabalho, onde o seu reabastecimento ocorre uma vez por turno. O processo anterior era realizado por meio de prateleiras dispostas e fixadas à borda de linha; o sistema de Kanban obrigava o abastecimento de embalagens de reposição nas prateleiras, com isso era possível observar um excesso de peças na linha de produção.
Com o novo processo, os abastecimentos são realizados por dispositivos móveis (Smart´s) em que a reposição das peças no estoque é realizada sem o transbordo sistêmico e a reposição da linha é feita mediante janelas de abastecimento, eliminando excessos na borda de linha. Entre os principais ganhos estão as eliminações do transbordo sistêmico e de equipamentos para impressão. Destaca-se ainda a redução no tempo de abastecimento, a do material em processo (WIP). Outra melhoria relevante é a liberação de 80% da área na borda de linha (fator crítico no Consórcio Modular).

PSA Peugeot Citroën
Nova Logística traz uma revolução nos fluxos e processos
Uma nova forma de logística interna e externa foi desenvolvida para a fábrica da PSA em Porto Real. Diante da necessidade de aumentar sua eficiência para receber projetos de novos veículos, foi implantada uma logística capaz de gerar espaços livres, reduzir estoques e aumentar a taxa de serviço (% de ordens esperadas expedidas no dia e hora programados) por parte dos fornecedores das peças.  A mudança nos fluxos logísticos levou a uma economia de cerca de € 5 milhões, especialmente em 2015.
A transformação começou com o Mapeamento do Fluxo de Valor, que permitiu reduzir os espaços logísticos e os estoques em cerca de 30%. Em paralelo, foi implantado um sistema just in time em que a programação é feita com 5 a 6 dias de antecedência, sendo as peças entregues hora a hora, diretamente nos supermercados internos.
As peças chegam às linhas de montagem em trens e em embalagens marcadas com a data e hora da necessidade do consumo. Com isso, a taxa de serviço dos fornecedores subiu de 85% para 97%, gerando uma redução significativa do custo de transporte das mercadorias. A revolução logística ajuda a empresa a reduzir seus custos e, consequentemente, a oferecer produtos ainda mais competitivos para seus clientes. 

ZF
Plano de Desenvolvimento de Fornecedores
Para elevar a qualidade dos processos industriais na cadeia automotiva e alavancar a competitividades dos fornecedores, a ZF criou o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores da ZF (PDF ZF). O programa capacita e estimula o desenvolvimento de aproximadamente 25 parceiros estratégicos das categorias Tier 2 (empresas que fornecem produtos e serviços para a ZF) e Tier 3 (que fornecem para os fornecedores Tier 2). A iniciativa aconteceu após a ZF aderir ao Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Automotivos criado pelo MDIC no final de 2014, porém, devido à crise econômica e política, os recursos foram temporariamente suspensos. Mesmo assim, os planos da ZF se mantiveram e a empresa, de maneira independente e em parceria com o IEL (Instituto Euvaldo Lodi, da CNI – Confederação Nacional da Indústria), deu início ao programa próprio. O PDF ZF é composto por dois módulos: o Financeiro (realizado por profissionais da IEL) e o de Produção (realizado por colaboradores da ZF), ambos com recursos oriundos da própria ZF.

ENGENHARIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

Axalta Coating Systems

Pintura altos-sólidos Ford Brasil
Esta tecnologia é muito conhecida nos Estados Unidos e Europa, mas era pouco difundida no Brasil, sendo a Ford a primeira a implementá-la. A tecnologia de tinta de altos-sólidos é um conceito de produto com vários benefícios, como a redução do conteúdo de orgânicos Voláteis (VOC), melhora as métricas de qualidade, trazendo vantagens para absolutamente todas as partes do processo, de economias monetárias a ambientais, com eficiência e responsabilidade. Com maior concentração de sólidos por litro, as tintas apresentam maior rendimento, sendo assim necessária menor quantidade para a pintura de um veículo, o que implica em mais eficiência, aumento de produtividade e redução de custos. Colocando em números: o processo de pintura fica 20% mais rápido e economiza 60% de produto, se comparado à categoria de pintura médio sólidos usada hoje no mercado. A implementação da tecnologia requer baixos investimentos de maquinário, com troca e inclusão de alguns equipamentos, e de treinamento de equipe. Além das vantagens de produção, a tecnologia de alto sólidos também tem benefícios para o meio ambiente: o produto tem baixa emissão de VOC e o processo gera menos resíduos.

BorgWarner
Primeiro turbo para carro de passeio flex no Brasil
A BorgWarner foi, em 2015, a grande responsável pelo fornecimento do primeiro turbocompressor para carros de passeio flex fabricado no Brasil. O componente melhora o desempenho do motor, reduzindo o consumo de combustível e emissões de poluentes, auxiliando as montadoras a atender os requisitos estabelecidos pelo Inovar-Auto. Projetado para propulsores de 0,8 até 1,6 litro, o novo turbo flex da BorgWarner estreou no mercado na nova versão do Volkswagen Up! Caracterizado pelo seu projeto compacto para aplicações em carros de passeio, o turbocompressor BorgWarner inclui ainda um rotor de compressor em alumínio fresado, sistema de mancais otimizado e válvula de descarga controlada por atuador elétrico, com características avançadas de redução de ruído. A empresa já está desenvolvendo novos projetos com outras montadoras para que, em breve, mais modelos com essa tecnologia sejam disponibilizados, comprovando o grande interesse do mercado na redução de emissão de poluentes e consumo de combustível, configurando o downsizing como uma grande tendência no cenário automotivo.

Delphi
Novas soluções de conectividade automotiva para o mercado brasileiro
A conectividade passou a ser uma exigência dos consumidores e a Delphi trabalha para acompanhar essa demanda e atender aos requisitos de inovação e tecnologia das montadoras. Em 2015, a sistemista trouxe ao Brasil sua nova linha de produtos Delphi Data Connectivity. Esta nova linha reforça o portfólio de conectividade com novas entradas USB, que podem ser adaptadas no painel do veículo. O produto apresenta capacidade máxima de carregadores e transferências de dados e possui um design moderno, iluminação em Led e é certificado por todas as montadoras. A empresa também trabalha no desenvolvimento de carregadores sem fio para celulares, com design projetado para trazer praticidade e conveniência ao usuário. Eles são ativados automaticamente, iniciando o carregamento assim que o aparelho entra no raio de alcance do equipamento, que utiliza um campo magnético para transmitir energia, eliminando a necessidade de cabos e adaptadores.  O carregador tem capacidade compatível à versão convencional com fio e pode carregar completamente um dispositivo, estendendo a vida útil da bateria por mantê-lo sempre com alto nível de energia. O produto exige um desenvolvimento específico que gira em torno de 18 a 24 meses, levando em consideração os fabricantes de celular e veículo.

Magneti Marelli Powertrain
Primeiro laboratório para análise de emissões de veículos híbridos e 4x4
A Magneti Marelli demostra a sua preocupação com a inovação e com a oferta de soluções pioneiras aos seus clientes ao anunciar novidades relacionadas ao Centro Tecnológico instalado na unidade Powertrain, em Hortolândia (SP). O espaço, que já contava com laboratórios de emissões (veículos e motos) e de motores, recebe agora um espaço de 618 m² com o objetivo de aumentar a capacidade de atendimento no que diz respeito aos veículos 4x4 e veículos híbridos, tornando-se o primeiro da América Latina a atender esse tipo de especificidade e a ser equipado com equipamentos tão modernos. A iniciativa busca atender as legislações, nacionais e internacionais, que têm se apresentado cada vez mais severas e com necessidades globais. O investimento para a formatação do novo laboratório foi de R$ 16 milhões.
O novo espaço conta com tecnologia de última geração, constituído de analisadores, sistemas de amostragem e dinamômetros de chassis, para atender ao desenvolvimento de programas específicos, como os de transportes híbridos, além de outras fontes de matriz energética, em veículos de até 5,4 toneladas. Desde 2010, a empresa vem investindo na atualização tecnológica dos laboratórios para ensaios de veículos e motores (desenvolvimento de produtos e tecnologias, homologações e controle de produção) e na implementação do laboratório para motos, comprovando o seu espirito de inovação e preocupação em se manter sempre atualizada e atenta às necessidades do mercado.

New Holland Agriculture
Forrageira comprova bom rendimento na colheita de plantações energéticas de eucalipto
A New Holland ampliou a área de atuação de suas forrageiras para o mercado florestal. O modelo FR600 passa a ser equipado com um novo conceito de plataforma chamado FB130. Com uma visão clara das novas demandas de biomassa e se posicionando como empresa líder em desenvolvimento de projetos para produção de energia limpa, a New Holland criou esse conjunto para produção de cavacos, mas também para realizar a remoção de árvores plantadas num sistema adensado e de ciclo curto, ou seja, 0,5m entre plantas e 3m entre linhas, com ciclo curto de produção (em média três anos) e com restrição máxima de diâmetro de árvore em 18cm na base. Em parceria com a Unesp de Botucatu (SP), foi possível comprovar seu alto rendimento e apresentar ao mercado o primeiro modelo de máquina capaz de cortar, recolher, picar e distribuir os cavacos sobre o transbordo em um mesmo equipamento.

SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Cummins Brasil
De Gota em Gota
Em decorrência da crise hídrica, os engenheiros da Cummins desenvolveram protótipos de cisternas para captação da água da chuva, distribuídas em 50 casas da comunidade de Guarulhos (SP), onde a empresa está instalada, no ano passado, com capacidade de armazenamento de 200 litros. O projeto De Gota em Gota contou com a participação de 166 voluntários que dedicaram um total de 620 horas trabalhadas. Em três meses de operação, o projeto gerou uma economia de 100 mil litros de água. Para este ano, o projeto prevê a distribuição de mais 450 cisternas. Todo o processo de desenvolvimento foi criteriosamente analisado, sendo implantados filtros sobre os reservatórios e nas saídas das tubulações, para impedir a entrada de sujeira e insetos, além de um depósito para a pastilha de cloro. Esta água de reuso é utilizada pela comunidade em vários tipos de atividades domésticas (lavagem de sanitários, terraços, irrigação de jardins, etc.).

FCA
Cooperárvore: empoderamento feminino e produção de moda sustentável
As mulheres da região do Jardim Teresópolis, em Betim (MG), sempre estiveram inseridas em um contexto econômico ligado ao setor industrial. Apesar disso, possuíam poucas chances de emprego. Para superar isso, foi criada em 2006 uma cooperativa no âmbito do Árvore da Vida, programa social da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), em parceria com as ONGs AVSI Brasil e CDM: a Cooperárvore. Com refugos doados pela FCA e parceiros, como aparas de cinto de segurança e tecidos automotivos, as cooperadas inovam e criam produtos que são sucesso de vendas, como bolsas e malas. Em 2016, a Cooperárvore completa 10 anos com resultados robustos não só em números, mas também em transformações de vida. Desde 2006, a cooperativa já reutilizou cerca de 25 toneladas de materiais e faz parte do projeto Aterro Zero, no qual 100% dos resíduos gerados na fábrica da Fiat em Betim são encaminhados para reciclagem ou reutilização. Em 10 anos, a Cooperárvore comercializou 233 mil produtos, 14 mil apenas em 2015. As vendas crescentes resultam no aumento da renda das artesãs (na comparação 2007 e 2015, o crescimento foi de 427%). Mais do que gerar trabalho e renda, a cooperativa busca fortalecer o papel dessas mulheres como cidadãs e líderes de família ao capacitá-las e promover o protagonismo feminino na comunidade. Sua importância já foi reconhecida pela União Europeia, que firmou convênio para aumentar o faturamento e ampliar o atendimento psicológico para mulheres da região, dentre outras metas.

Honda
Redução nas emissões de CO2 superior a 7 mil toneladas na fábrica de automóveis 
O parque eólico da Honda Energy do Brasil, em Xangri-Lá (RS), gerou em 2015 mais de 60.000 MW e permitiu a redução de 7.475 mil toneladas de CO2 emitidas no meio ambiente, o que representa 30% do total gerado pela fábrica da Honda Automóveis localizada em Sumaré, interior de São Paulo. Inaugurado em 2014, o primeiro parque eólico da empresa, pioneiro no setor automotivo nacional e no grupo Honda no mundo, produziu energia suficiente para atender toda a demanda de energia elétrica da fábrica da Honda Automóveis em Sumaré, que tem capacidade produtiva anual de 120 mil carros.

Pirelli
Cinturato P1 Plus é o primeiro pneu fabricado no Brasil com eco-etiqueta
Em outubro de 2015, a Pirelli lançou o primeiro pneu fabricado em território nacional a ser comercializado com a etiqueta de eficiência energética, parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), coordenado pelo Inmetro. Com este lançamento, a Pirelli se antecipou em um ano às datas de implantação do programa brasileiro de etiquetagem de pneus, que entra em vigor a partir de outubro de 2016 para produção e importação e, a partir de abril de 2017, para distribuição. O Cinturato P1 Plus é o primeiro pneu verde desenvolvido exclusivamente para o mercado de reposição, com notas A na frenagem no piso molhado, B-C na economia de combustível e menores emissões sonoras, que nasce com padrão de performance e de segurança superior em relação ao produto anteriormente destinado pelo mesmo segmento de mercado. A inovação deste novo integrante do portfólio de produtos verdes da companhia se traduz na economia de combustível (5% em relação a um categoria F), diminuição do ruído durante a rodagem (17% em relação ao antecessor) e frenagem no piso molhado e seco (10 metros em relação a um categoria E). A dirigibilidade em todas as condições climáticas também foi beneficiada, inclusive para os motoristas com estilo de direção mais esportiva.

Toyota
Projeto educacional da Fundação Toyota atinge resultados importantes em economia de água e energia
Realizado desde 2008 em Indaiatuba (SP) e, mais recentemente, em Guaíba (RS) e Sorocaba (SP), o projeto Ambientação busca desenvolver estudantes e comunidades usando ferramentas de solução de problemas socioambientais, com base em práticas industriais, o Toyota Business Practices (TBP). A metodologia exclusiva da montadora pode ser aplicada em qualquer área. Entre os benefícios estão a redução de custos e a economia de recursos naturais (energia e água) nas cidades onde a montadora atua. A ação já envolveu mais de 415.000 pessoas, entre alunos, professores, servidores públicos, que servem como multiplicadores para a comunidade. Em 2015, em Indaiatuba, as 46 escolas municipais reduziram 25% do consumo de água. Já em Sorocaba (SP), o Zoológico Quinzinho de Barros, que gastava cerca de R$ 300 mil por mês, reduziu seus gastos para R$ 150 mil somente regulando o registro de torneiras, realizando a manutenção preventiva de poços artesianos, entre outras ações. Em Guaíba (RS), 18 escolas participantes registraram uma economia de 15% na energia e 34% em água. Também foi implementado 100% do gerenciamento de resíduos em todas as unidades. Além dos resultados positivos para o meio ambiente e para a comunidade, desde 2011, a Toyota do Brasil já contratou, após a capacitação, sete jovens participantes do projeto Ambientação para o programa Menor Aprendiz.

AUTOPEÇAS

Aethra

Unidade de protótipos e desenvolvimento de produtos
Em 2015, a Aethra se posicionou definitivamente como um grupo empresarial automotivo completo. Seguindo seus planos de diversificação de serviços e de crescimento global, a empresa mineira ativou seu novo centro de desenvolvimento e protótipos, o Cedep, em Belo Horizonte (MG). É nesta unidade onde já estão sendo produzidos protótipos de alguns dos mais esperados lançamentos dos próximos anos do mercado automobilístico. No mesmo local, está sendo preparada uma exclusiva linha de montagem para atender as montadoras na produção de “pré-série” de seus novos veículos. Contando com a maior CNC para modelagem, da América Latina, o empreendimento é capaz de fabricar protótipos de cabines completas (Complex Body in White) para caminhões e automóveis, bem como componentes internos e externos, além de gabaritos de componentes (meisterbock). O local reune uma moderna sala de realidade virtual 3D, capaz de interagir em tempo real com o cliente e um centro de qualificação, testes e homologação de sistemas e conjuntos. Com acesso restrito e vigiada durante 24 horas por dia, para garantir o sigilo e segurança para os clientes, a unidade conta com profissionais altamente qualificados capazes de gerenciar e executar os mais diversos projetos.  Este é o primeiro grande investimento do grupo dedicado exclusivamente ao desenvolvimento de novos produtos.

BOSCH
e-Clutch: sistema que aciona eletronicamente a embreagem
A Bosch, por ser uma empresa de vanguarda, está sempre buscando oferecer soluções automotivas integradas que visam tornar o presente e o futuro da mobilidade ainda mais seguro, limpo, eficiente e confortável. Neste sentido, a empresa apresenta ao mercado a tecnologia e-Clutch: electronic Clutch System. O sistema aciona eletronicamente a embreagem, além de proporcionar mais conforto ao usuário, possibilitando ainda a economia de combustível, que pode chegar a um índice de até 5% em um circuito misto entre cidade e estrada. Com o e-Clutch, o acionamento da embreagem é feito eletronicamente e a troca da marcha é realizada de forma manual. Assim, o sistema apresenta características de conforto similares à de um câmbio automático.

Gestamp
Novos conceitos em aços de estampagem a quente para estruturas veiculares
Em tempos de recessão é importante manter a confiança no futuro e na evolução tecnológica do mercado automobilístico. Em um cenário atualmente crítico, mas vislumbrando os novos lançamentos planejados para os próximos anos, a Gestamp investiu em um trabalho de co-engenharia avançada (antes da definição final do design das peças) com uma grande montadora e na construção de uma nova unidade, a qual é dedicada para a produção de peças com aços de altíssima resistência, mais precisamente no conceito de estampagem a quente. Agregando uma outra tecnologia, chamada patch work, o processo torna-se mais vantajoso, pois com a eliminação da necessidade de ferramental duplo a competitividade aumenta.
Tudo isso faz com que este investimento chame a atenção, pois quebra mais um paradigma: a larga utilização deste tipo de conceito em veículos do segmento B. Até o presente, este tipo de aço ficava restrito a veículos das gamas superiores. Dois aspectos principais chamam a atenção deste projeto: (1) investir no momento atual é um dos destaques e (2) viabilizar aços de estampagem a quente para veículos do seguimento B de uma forma competitiva. Em paralelo a este investimento, temos a possibilidade de melhoria da segurança veicular das estruturas desenvolvidas e produzidas no Mercosul.

Mahle Metal Leve
Camisas com níquel – maior controle térmico e maior eficiência
Motores em alumínio ganharam espaço no mercado, sendo a tecnologia de bloco em motores de maior eficiência. Nesses casos, existe a necessidade técnica de controlar o nível de deformação do bloco, o que aperfeiçoa consumo de óleo e emissões. Assim, aumentar a taxa de transferência de calor da câmara de combustão para a galeria de refrigeração contribui para reduzir a deformação do cilindro e melhorar a raspagem do filme de óleo pelos anéis de pistão. Ligado a essa demanda, a Mahle desenvolveu uma camisa de cilindro em ferro fundido revestida externamente com níquel para gerar uma camada de difusão com o bloco em alumínio, aumentando a aderência e a taxa de transferência de calor. Comprovou-se a partir de testes de motor o aumento desta dissipação térmica apresentando redução do consumo de óleo em 35%, podendo chegar a até 75% quando o motor opera em regimes de alta rotação e carga. Assim sendo, é possível se atingir eficiência ainda superior para o Inovar-Auto.

Thyssenkrupp
Eixos de comando de válvula integrados à tampa do cabeçote do motor
A Thyssenkrupp inaugurou, em outubro de 2015, uma planta em Poços de Caldas (MG) para a produção de eixos de comando de válvula integrados à tampa do cabeçote do motor. Fabricado com tecnologia inédita no Brasil, o novo componente proporciona às montadoras benefícios importantes para o processo de montagem, já que o módulo, que antes era composto por peças individuais, passa a ser integrado. Com isso, além de maior simplicidade e eficiência, o produto também permite uma redução de até 40% no peso do conjunto. Com um produto mais leve e com melhores condições de lubrificação, o motor diminui o consumo de combustível, reduzindo as emissões de gás carbônico na atmosfera e apresentando um melhor desempenho. Essa tecnologia desenvolvida pela Thyssenkrupp pode ser empregada em qualquer motor a combustão. A nova unidade aplica em seu processo produtivo conceitos de Indústria 4.0, ou seja, toda a linha de produção é monitorada em um ambiente virtual, com a montagem feita por robôs industriais que trabalham em alta velocidade. Cada estágio é monitorado minuciosamente por sensores que fornecem dados em tempo real para o sistema de controle. Apenas com este nível de precisão as características finais do conjunto de componentes podem ser garantidas. As linhas de montagem e os equipamentos podem ser influenciados a qualquer momento por uma nova formulação, resultando em grande flexibilidade, com consequentes ganhos de eficiência, de melhoria de qualidade e redução de custos.

POWERTRAIN

Delphi

30 milhões de bicos injetores produzidos no Brasil
Pioneira no desenvolvimento de injetores, a Delphi celebrou, em 2015, a conquista histórica de 30 milhões de bicos injetores produzidos em sua fábrica localizada em Piracicaba, no interior de São Paulo. Isso significa que já foi produzido o equivalente a toda a frota de carros da Grande São Paulo, considerando que são usados quatro injetores por veículo. Os injetores da Delphi possibilitam uma maior economia de combustível, reduzem a emissão de poluentes e não requerem manutenção. A qualidade superior do produto oferece mais conforto e segurança aos usuários. Os injetores aquecidos, um verdadeiro diferencial tecnológico da Delphi, possuem uma tecnologia que elimina o “tanquinho” de gasolina e proporciona uma redução expressiva de emissões de poluentes, quando se faz uso do etanol, o qual é aquecido pelo próprio injetor – além de possibilitar partida em temperaturas subzero. A qualidade dos produtos da Delphi é reconhecida pelo mercado e esse é resultado de um trabalho completo, que envolveu investimentos em pesquisa, excelência, trabalho em equipe e muito comprometimento e dedicação.

FPT Industrial
Motor 10,3 litros, mais leve e com materiais nobres para elevar eficiência
O FPT 10,3 litros teve sua concepção e componentes pensados para oferecer mais leveza e consequentemente mais economia em todos os quesitos. Os parafusos de titânio suportam até 750º de temperatura e a cobertura do cabeçote e tampa do comando de engrenagens composta por polímeros de alta resistência garantem redução de peso na ordem de 87%. Com foco em reduzir ainda mais o peso do produto final, a carcaça do volante foi produzida em alumínio e tem seu peso reduzido em cerca de 40%. O motor possui seis cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, injeção eletrônica e aftercooler. Sua potência máxima é de 420 hp a 2100 rpm com torque máximo de 1900 Nm a 1050 rpm. Ideal para aplicações severas, possui freio motor por descompressão (CEB), um sistema patenteado que garante potência de frenagem até 30% maior. O comando do ventilador de alta velocidade é acionado por polia magnética e reduz até 1,5% no consumo de combustível.

Mitsubishi Motors
Outlander PHEV
O Outlander PHEV é o primeiro crossover 4x4 híbrido disponível no mercado brasileiro. Trabalha com três motores: um a combustão no ciclo Otto e outros dois elétricos síncronos com imã permanente, proporcionando máxima eficiência e um rendimento superior aos veículos híbridos convencionais. O veículo sempre irá optar pela forma mais eficiente de trabalho dos motores elétricos ou motor a combustão, privilegiando a máxima economia de combustível, sem comprometer o conforto e a performance. O motorista ainda pode optar pelo botão Charge, que otimiza o uso do motor a gasolina para carregar a bateria, ou o modo Save, onde opta por reduzir o uso de energia da bateria.

Nissan
Motor de 3 cilindros: mais economia e excelente desempenho

Produzido na fábrica de motores de Resende (RJ) seguindo os padrões de qualidade da Nissan, o motor HR10 1.0, com 12 válvulas e três cilindros, recebeu nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), do Inmetro, tanto para March como para Versa (na categoria e no geral). O propulsor é moderno, compacto e leve por conta da redução da massa de componentes, como bloco, cabeçote, virabrequim, cárter. O cabeçote com variador na admissão e o bloco são de alumínio para redução do peso. Com esse novo "coração", os Nissan March e Versa – também produzidos na planta fluminense – obtêm bom equilíbrio entre o desempenho, pois tem a maior parte do seu torque disponível já em baixas e médias rotações. A dirigibilidade e o prazer ao dirigir foram os focos no desenvolvimento desse novo motor. Derivado do HR12, de 1,2 litro, utilizado em vários países, o HR10 foi desenvolvido pelas engenharias do Brasil e do Japão. Tem calibração para trabalhar com a gasolina brasileira (E22) e etanol (E100). Muitos componentes foram nacionalizados e preparados para o etanol. O material das camisas dos cilindros foi desenvolvido para a nova taxa de compressão e a geometria do coletor de admissão é nova. O volante e a polia de amortecimento foram balanceados com contrapesos externos para reduzir as vibrações características dos motores de três cilindros. Além disso, o isolamento acústico foi reforçado. Usa de corrente no lugar de correia para sincronização do virabrequim com a árvore do comando de válvulas (duplo e variável na admissão), solução que amplia o prazo de manutenção do equipamento para acima de 100 mil km, o dobro do normal para as correias. As velas têm eletrodos de platina, substituídas também a cada 100 mil km.

Volkswagen
Novo motor 1.0 TSI Total Flex 
O motor 1.0 TSI Total Flex pertence à família EA211 e é o mais moderno fabricado pela Volkswagen no Brasil, oferecendo excelentes resultados de desempenho e consumo de combustível para sua categoria. Produzido em São Carlos (SP), trata-se do primeiro motor com injeção direta, turbocompressor e flexível produzido no Brasil. Esse motor reforça a identidade da Volkswagen como empresa líder em inovação. A sigla TSI representa toda a tecnologia que resulta nas qualidades entregues pelo motor: injeção direta de combustível, combinada ao turbocompressor, que permite o downsizing (redução da cilindrada, com excelente desempenho), de forma a entregar muito prazer ao dirigir e alta eficiência energética. Sua potência máxima é de 101 cv (74 kW) a 5.000 rpm, quando abastecido com gasolina, e de 105 cv (77 kW) à mesma rotação, com etanol. O torque máximo é de excelentes 16,8 m.kgf, com gasolina ou etanol, disponíveis já a partir de apenas 1.500 rpm. O valor é próximo do entregue por motores maiores. Combinado ao baixo peso do up! (951 kg), o motor TSI colabora para que o modelo tenha eficiência energética sem precedentes, consagrando-se como o mais econômico entre todos os equipados com motor flexível avaliados no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do INMETRO, obtendo a classificação “A”, com a excelente marca de 1,44 MJ/km.

INSUMOS

ArcelorMittal

S-in motion: aços de alta resistência produzidos no Brasil
A ArcelorMittal, como líder global, antecipa a necessidade de inovação em aços de alta resistência para a indústria automobilística ofertando localmente suas soluções globais nestas tecnologias de forma a trazer benefícios tanto para os processos de fabricação dos clientes quanto para o produto final. Exemplo dessa iniciativa é o programa S-in motion, projeto ArcelorMittal para oferecer aos clientes mais de 60 soluções em aço com os produtos já disponíveis em nosso portfólio e que permitem criar veículos mais leves, seguros e ambientalmente sustentáveis. As soluções, aplicadas na sua totalidade, permitem redução no peso da carroceria de 20% ou mais, aliada a menor emissão de CO2, que vem ao encontro às tendências de mercado e ao atingimento das metas de eficiência energética do regime automotivo brasileiro, o Inovar-Auto. O S-in motion possui um conjunto de soluções para cada tipo de veículo: S-in motion Passageiros (hatch e sedan), S-in motion Comerciais Leves, S-in motion Picapes, S-in motion Caminhões e S-in motion Elétricos e Híbridos. Todas utilizam os mais avançados aços de alta resistência produzidos nas plantas de ArcelorMittal Tubarão (Espírito Santo) e ArcelorMittal Vega (Santa Catarina) para estampagem a frio, como os FB (até 590 Mpa), CP (até 780 Mpa), DP (até 1.000 Mpa) e TRIP (até 980 Mpa), e também para estampagem a quente com o Ductibor 500Mpa e o Usibor 1.500 Mpa. Estes últimos aços ao boro com revestimento de alumínio-silício (AlSi) foram especialmente desenvolvidos pela ArcelorMittal para estampagem a quente, utilizados principalmente na produção de peças estruturais críticas para a segurança veicular como colunas A e B, elementos de reforço (para-choque frontal e traseiro, travessa do teto, barra de proteção de portas, longarinas) e túnel do assoalho, algumas delas já utilizadas nos veículos que obtiveram cinco estrelas no Latin NCAP.

Evonik Industries
Uso de PMMA especial para janelas automotivas com objetivo de redução de peso
Redução no peso, liberdade de design e integração de funções: esses são os principais benefícios das janelas automotivas feitas em polímeros em comparação com o vidro convencional. A Evonik Industries apresenta um novo composto especial para moldagem de janelas automotivas, o Plexiglas/Acrylite Resist AG 100. Ele confere a alta resistência à luz UV e à intempérie, pela qual o Plexiglas/Acrylite já é reconhecido, foi modificado ao impacto e proporciona até 30 vezes a resistência à ruptura do vidro mineral. Em virtude de seu perfil de propriedades balanceado, o produto atende todos os requisitos relevantes no segmento de janelas automotivas. Outra característica importante é a ótima avaliação do ciclo de vida do
Plexiglas/Acrylite, que foi determinado e confirmado ao longo de todo o ciclo de vida do produto, de acordo com a norma DIN ISO 14040. Ao final da vida útil de um carro, o Plexiglas/Acrylite pode ser reciclado e utilizado em outras aplicações transparentes.

Gerdau Aços Especiais
Aço microligado para pino bola do sistema de direção, com redução do fluxo produtivo e lead time
O processo de fabricação do pino bola do sistema de direção baseia-se no circuito “forjamento a frio + têmpera + revenimento + endireitamento + medição de empeno + inspeção + usinagem”. Este fluxo ocorre via de regra com aços como o DIN 41Cr4, com temperabilidade capaz de adquirir as propriedades mecânicas necessárias a peça pelas transformações de fases oriundas do tratamento térmico.  Porém, este mecanismo gera um nível de tensões que ocasionam o empenamento do pino, sendo necessário um processo de desempeno das peças,  nem sempre eficaz. A inovação proposta pela Gerdau é o uso de aço microligado, o qual combina outros mecanismos de endurecimento para garantia das propriedades mecânicas que dispensam o tratamento térmico e, por consequência, o desempeno do produto. Com o novo processo, tem-se a redução de energia elétrica e efluentes (oriundos do tratamento) que levam a uma redução de custos em torno de 25% e uma queda no lead time de produção de até 50%.

SABIC
Reforço do assoalho híbrido plástico-metal
As montadoras continuam com seus esforços em fazer carros mais leves, com o desafio de melhorar os padrões de resistência e segurança dos veículos. Uma solução global e pioneira que contribui para este desafio é o reforço do assoalho, auxiliando o Jeep Renegade a obter nota máxima (cinco estrelas), no teste do Latin NCAP. Esta peça se encaixa em um espaço abaixo da coluna B do veículo. A peça usa a resina Noryl GTX, uma blenda de poliéter fenileno e poliamida (PPE/PA), com um design exclusivo em forma de colmeia, com flanges integradas de metal que pode ser montada sem a necessidade de adesivos estruturais ou espumas. A peça é soldada diretamente na parte inferior da coluna, sem necessidade de qualquer alteração do processo de montagem normal. Esta solução híbrida plástico-metal substitui várias peças estampadas de aço e oferece uma redução de 45% do peso, além de oferecer a rigidez e a capacidade de absorção de energia necessárias para a melhor performance do veículo no teste de impacto. Na colisão lateral a 50 km/h, o chassi apresentou deformação maior na parte de baixo, protegendo a parte superior das colunas e, consequentemente, a cabeça dos passageiros. O uso de resina condutiva Noryl GTX também permite que a peça possa passar pelo processo de e-coat da montadora junto com o resto da carroceria (BIW). Esta solução cria um precedente para aplicações similares, abrindo um potencial real para redução de peso de 5 kg a 8 kg em diversos componentes BIW, como reforços para colunas A/B/C, barras transversais, teto/assoalho, etc.

Usiminas
Desenvolvimento do aço para conformação a quente com revestimento Zn-Fe
O aço para conformação a quente é um produto em franco crescimento na indústria automotiva mundial e brasileira em razão das vantagens que proporciona de redução de peso e aumento expressivo da segurança. Na aplicação, o aço é aquecido a temperaturas da ordem de 900 °C, conformado e simultaneamente resfriado, quando sua resistência atinge valores da ordem de 1500 MPa. O produto é constituído de um aço base ao boro ao qual é aplicado um revestimento que deve se manter estável na superfície da chapa, mesmo após submetido a alta temperatura. A Usiminas desenvolveu e testou industrialmente um aço com revestimento Zn-Fe. Testes foram realizados buscando-se condições ideais de composição e proporção das fases de Zn no revestimento assim como de processo na linha de conformação a quente. Os resultados mostraram que o produto da Usiminas não apresenta trincas no aço base, a qualidade superficial de amostras pintadas sem a remoção da camada de óxidos de Zn é excelente, assim como a resistência à corrosão e a soldabilidade. Essas características associadas a um custo compatível tornam o produto competitivo com outras opções de mercado. A Usiminas conseguiu uma solução técnica para a maior restrição ao uso desse revestimento, que seria a possibilidade do aparecimento de micro-trincas no aço base pela penetração de Zn líquido em regiões fortemente estiradas, além de um óxido superficial mais espesso que poderia levar à necessidade de jateamento para sua remoção, encarecendo o produto.

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SOFTWARE

BMW

ConnectedDrive
O BMW ConnectedDrive possui as funcionalidades mais avançadas do mercado brasileiro em termos de conectividade. A solução da BMW oferece mais conveniência e conforto, segurança, entretenimento para os clientes BMW, transformando completamente a experiência a bordo. Os veículos que contam com o ConnectedDrive são equipados com um SIMCard embutido, responsável por conectá-los à internet. Algumas funcionalidades que podem ser destacadas são: 1) Chamada de Emergência Inteligente: em caso de acidente ou por intervenção manual, conecta o veículo ao serviço de apoio da BMW que aciona os serviços de emergência locais, sem a necessidade de pareamento de aparelhos móveis; 2) Concierge: serviço exclusivo para clientes BMW que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana. Com o concierge é possível pesquisar pontos de interesse, programação de cinema, restaurantes, entre outros; 3) Informações de Trânsito em Tempo Real: o mais conveniente, compreensivo e seguro sistema disponível no mercado, com as informações de trânsito em tempo real diretamente no sistema do veículo. Se locomover nos grandes centros nunca foi tão prático e seguro; 4) BMW Remote: por meio do aplicativo, o cliente BMW tem acesso ao status, de qualquer lugar, de alguns sistemas do veículo e também pode acionar algumas funções como trancar portas e ligar o sistema de ar-condicionado.

Flexsys Sistemas e Feeder Industrial
Gestão sistêmica da produção e qualidade
Com a implantação dos sistemas Flexsys nas áreas de produção e qualidade, a Feeder Industrial conseguiu redução significativa de custos e melhoria substancial nos indicadores de qualidade auditados pela ISO/TS 16949. A Feeder Industrial foi uma das premiadas pela Fiat em 2015 no seu concurso O Melhor Fornecedor. O case foi apresentado em outubro/2015 no Sindipeças, onde causou muito interesse nas 20 empresas participantes com depoimentos como “não imaginava este grau de organização e integração em empresas de autopeças no Brasil”.  O sistema, feito sob medida para indústrias de autopeças, integra os processos de orçamento e desenvolvimento de novos produtos, com APQP, PPAP, FMEA, MSA e CEP; ferramental, metrologia, RH, controle de produção, qualidade, MRP-II e Kanban eletrônico. Na opinião do diretor-presidente da Feeder, Hermes Gonçalves, o sistema foi fundamental para a empresa adequar rapidamente sua produção às variações de demanda no mercado automotivo e atravessar com estabilidade a atual crise que afeta drasticamente o setor. Sua área de qualidade que antes da implantação do sistema possuía 19 colaboradores foi reduzida para 9, com eliminação de papéis nas auditorias e de não conformidades. Os auditores ISO/TS reconhecem que a solução implantada é inédita no segmento automotivo brasileiro.

MWM Motores Diesel
Desenvolvimento de software de otimização de produção e logística
Diante da necessidade de otimização de produção, a MWM desenvolveu ferramenta que otimiza o controle de produção e logística, o software JIS – Just In Sequence.
A ferramenta JIS integra os departamentos responsáveis pelo planejamento de produção, customer service e expedição dos motores com a área de logística do cliente. O planejamento de produção e entrega de motores é realizado conforme a demanda do cliente, que é recebida e tratada automaticamente no sistema da MWM.  Com a utilização do software, a produção dos propulsores é realizada sob demanda, mantendo o estoque de produtos acabados em nível saudável, vincula os números de série dos motores aos chassis das aplicações, gera relatórios gerenciais que garantem a visão firme para os próximos dias de produção e entrega propulsores de maneira sequenciada. Como a troca de dados é eletrônica (EDI/SAP), e integra fornecedor e cliente em tempo real, proporciona também um ganho com informações precisas e agilidade nos processos de sequenciamento da produção, carregamento e expedição.  Através da ferramenta JIS, foi possível um nível de aperfeiçoamento que reduz 100% o risco de falhas durante o processo produtivo e entrega de produtos. Este sincronismo entre as equipes MWM com o cliente garante extrema evolução e transparência em todas as etapas de planejamento e produção, redução de custos e estoques. Isso sem mencionar as soluções adequadas, o atendimento personalizado no modal e timing, de forma que atendam cada vez mais às necessidades dos clientes.

Nissan
Multi-App, central multimídia que traz o tablet para o painel de March e Versa
Os compactos March e Versa estreiam mundialmente no mercado brasileiro uma nova tecnologia em interatividade: a central multimídia Nissan Multi-App, que reúne o melhor do tablet no painel dos veículos em uma tela de 6,2 pol. Além de rádio, CD e DVD, a novidade traz 13 aplicativos de fábrica que dispensam o espelhamento do telefone celular: Waze, Google Chrome, Google Search, Google Maps, YouTube, Spotify, Deezer, Weather Channel, Trip Advisor, Tunein Radio, Foursquare, Skype e Onde Parar (os de imagens funcionam só com o freio de estacionamento acionado).
É possível ainda baixar outros apps e transferir arquivos digitais de música e fotografia, já que conta com 2 Gb de espaço extra. Quase todos aplicativos para Android da loja Google Play podem ser transferidos. É possível ainda acessar a internet; fazer buscas por comando de voz; conectar o celular para atender ligações por viva-voz (via Bluetooth); ouvir música por meio da conexão com iPod, streaming, rádio ou arquivos digitais de mp3. O Nissan Multi-App conta ainda com navegador por GPS, atualizado frequentemente via internet, e mostra as imagens da câmera de ré do veículo. Todas as funcionalidades são controladas na tela sensível ao toque. Outra funcionalidade interessante é a pesquisa por comando de voz pelo Google Search. O usuário também poderá configurar a aparência das telas ao seu gosto.

Smarttech
Smart simulation – revolução no desenvolvimento de produtos plásticos
A Smarttech criou um novo conceito que revoluciona o desenvolvimento de componentes plásticos – o Smart Simulation, que permite a redução de tempo e custo do produto. O sistema conecta diversas tecnologias para simular o produto de maneira automática e multidisciplinar desde sua concepção até a linha de produção e transporte. Variações normais de processo, tolerâncias e desgaste de máquinas e moldes reduzem a produtividade industrial, gerando prejuízos da ordem de milhares de reais na tentativa de produzir com a qualidade adequada para o mercado. No Smart Simulation são inseridos diversos parâmetros do processo de fabricação, assim como possíveis variações de cada parâmetro. Após simulada a condição de processo, o Smart Simulation realiza, através de um software de integração, o cálculo estrutural do componente considerando os esforços mecânicos atuantes já na condição deformada da peça, resultante do processo de fabricação. Exatamente como acontece na peça física, seja na fábrica ou na mão do consumidor. Em uma etapa final, o Smart Simulation permite variar parâmetros de geometria e processo, para que se atinja o critério estabelecido eliminando o processo de tentativa e erro. Com esse novo conceito, a S gerou em 2015 para seus clientes, uma economia de aproximadamente R$ 35 milhões.

 

 


AGENDA DO
PRÊMIO REI 2016

Envio de sugestões
Até as 17 horas do dia 5 de fevereiro de 2016

Anúncio dos indicados na primeira fase (finalistas)
7 de março de 2016

Fase de votação popular
De 15 de março a 3 de junho - Votação eletrônica

28 de março - Votação com cédulas no VII Fórum da Indústria Automobilística

2 de maio - Votação com cédulas no Workshop Indústria 4.0

16 de maio - Votação com cédulas no IV Fórum de RH na Indústria Automobilística

Divulgação dos vencedores e entrega dos troféus
Junho de 2016


ENTREGA DOS PRÊMIOS
Automotive Business realizará uma cerimônia para a entrega dos troféus aos finalistas e aos vencedores. A festa ocorrerá no mês de junho e os resultados finais serão publicados no portal, na newsletter e na revista Automotive Business. Haverá também cobertura da ABTV, divulgada no portal AB e no YouTube.



Automotive Business – Av. Iraí, 393, cjs. 52/53, Moema, 04082-001, São Paulo, SP, tel. 11 5095-8888.