Automotive Business
  
News Mobility Now

Opinião | Paulo Braga |

Ver todas as opiniões
Paulo Braga

24/05/2021

LMV e Guarani, armas da Iveco Defence para o Exército

Os blindados LMV e Guarani contribuem para a modernização da frota de veículos atual


Desenvolvido para substituir os antigos blindados Urutu, o Guarani pesa 18 toneladas, possui tração 6x6 e tem função anfíbia

A Iveco Defence Vehicles entregou no final de abril o primeiro dos 32 veículos LMV-BR ao Exército brasileiro, como parte de um contrato que se estende a mais 31 unidades a serem entregues até 2022. Trata-se de um processo de modernização dos veículos utilizados pelo Exército em suas operações.

O LMV 4x4 está equipado com sistemas de armas e de comando e controle e foi escolhido como a nova viatura blindada multitarefa sobre rodas. A montagem final dos veículos, a partir da estrutura produzida pela Iveco Defence na Itália, será realizada na fábrica da montadora em Sete Lagoas (MG), na qual diversos componentes nacionais são incorporados, com integração de armas e pintura final. O projeto completo prevê a aquisição de outras 186 unidades e os próximos lotes devem entrar em produção em 2022.

Veículo tático para missões especiais com alto nível de proteção (balística e antiminas), a viatura blindada leve multitarefas LMV (VBMT-LR) tem agilidade comprovada em diversos tipos de terrenos e grande autonomia. O veículo já foi adotado por vários países que fazem parte da Otan, entre eles Itália, Espanha, Bélgica, Áustria, Inglaterra e Noruega e já esteve em campo em operações no Afeganistão, Líbano, Kosovo e Chade.

A Iveco Defence é uma marca da CNH Industrial dedicada ao fornecimento de soluções automotivas e de proteção para clientes militares em todo o mundo. A empresa fabrica veículos de logística especializados, protegidos e blindados em sua fábrica de Bolzano, no norte da Itália, além de oferecer toda a linha comercial da Iveco, adaptada para atender às demandas dos usuários militares.

GUARANI



A parceria da Iveco Defence com o Exército brasileiro teve início com o fornecimento de 480 unidades da família de blindados anfíbio Guarani VBTP 6x6 desde 2012, quando foi assinado o primeiro contrato. O veículo nacional, com configurações semelhantes, já foi exportado para outros países.

O contrato inicial com o Exército Brasileiro foi assinado em 2009 e a produção local começou em 2012. O volume total do acordo foi revisado para mais de 1.500 unidades com produção no Brasil. A fábrica brasileira já produziu mais de 500 blindados Guarani, dos quais duas dezenas foram exportadas.


O LMV-BR é um veículo tático com alto nível de proteção balística e antiminas e já usado no campo em operações no Afeganistão, Líbano e Kosovo

A Iveco Defence confirma a Automotive Business que a principal característica do Guarani é o design modular, permitindo a incorporação de diferentes torres, armas, sensores e sistemas de comunicações e versões diferentes de apoio de fogo, armadas com morteiros de grosso calibre e sistemas de armas.

Desenvolvido para substituir os blindados Urutu, o Guarani pesa 18 toneladas, possui tração 6x6, pode chegar a 110 km/h e tem função anfíbia. Além de ar-condicionado, o projeto apresenta uma série de inovações tecnológicas, como sistema automático de detecção e extinção de incêndio e baixa assinatura térmica (o que dificulta sua localização pelos inimigos).

As unidades entregues ao Exército Brasileiro são usadas em missões de pacificação e também em operações de combate ao crime organizado nas fronteiras do país. A plataforma do blindado poderá ser usada como base para o desenvolvimento e a produção de uma família de blindados em diferentes versões, entre as quais viaturas de reconhecimento, socorro, posto de comando, porta-morteiro e ambulância.

O Guarani utiliza o motor Cursor 9 Euro V, da FPT Industrial, configurado para entregar 380 cavalos. Especialmente para aplicação no Guarani, o motor recebeu reforços para atender as exigências da aplicação militar – a começar pela blindagem no alternador, responsável por gerenciar as fontes de energia elétrica como a bateria, e no módulo eletrônico de injeção de combustível. As tampas do cabeçote do motor, originalmente de plástico, foram trocadas por tampas de ferro fundido.

CENTAURO 2 8X8



A Iveco Defence informou a Automotive Business que tem seu portfólio (em conjunto com o Consórcio Oto-Melara) o blindado VBR-MR 8x8 Centauro 2, que considera o veículo mais moderno, com maior poder de fogo e proteção balística na atualidade, já em operação com o Exército italiano.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now