Amyris avança com o diesel de cana

Viação Santa Brígida usará o produto em 160 ônibus.

Por Automotive Business
  • 20/07/2011 - 10:07
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    A Amyris Brasil iniciará o fornecimento de diesel derivado da cana de açúcar para 160 ônibus operados pela Viação Santa Brígida, em São Paulo. Os veículos utilizarão uma mistura de 10% de diesel de cana e os restantes 90% de biodiesel e diesel de petróleo fornecidos pela Petrobrás Distribuidora. O contrato de fornecimento estende-se até o fim de 2012.

    John Melo, CEO da Amyris, revela que a empresa fez o lançamento da primeira unidade de produção em escala industrial e obteve resultados positivos dos testes com frotas no Brasil. Em 2012, com a expansão dos acordos de fornecimento às frotas de ônibus de São Paulo, ele espera alcançar US$ 10 milhões a 12 milhões em vendas anuais do novo produto.

    “A crescente demanda de diesel com baixo teor de enxofre no Brasil cria grande oportunidade para destacarmos o desempenho e benefícios do diesel renovável. A importação de diesel representou 20% das necessidade do País em 2010”, disse Melo. Ele registra que a cidade de São Paulo tem mais de 15 mil ônibus que consomem 450 milhões de litros de diesel por ano e assegura que o diesel de cana vai ajudar a cidade a reduzir o uso de combustíveis fósseis no sistema de transporte público. O município de São Paulo trabalha para reduzir o uso de diesel fóssil em 10% por ano até 2018.

    "Os testes que a Amyris promoveu em 2010 com a SPTrans, Mercedes-Benz, Petrobrás Distribuidora e Viação Santa Brígida confirmaram que a adição 10% do diesel da Amyris ao diesel de baixo teor de enxofre da Petrobrás (B5 S50) pode reduzir a opacidade (fumaça) em até 40%”, disse Paulo Diniz, presidente da Amyris Brasil.

    Diniz explica que os principais fabricantes de veículos comerciais no Brasil, liderados pela Mercedes-Benz, garantiram autorização para usar mistura com 10% de diesel de cana. O produto, derivado de açúcares vegetais, não exige modificações no motor: "O diesel renovável demonstrou ter desempenho superior em baixas temperaturas, alto teor de cetano e densidade de energia comparável ao diesel de petróleo, o que possibilitou à empresa obter o registro de mistura na categoria máxima da Agência de Proteção Ambiental norte-americana."