Argentina tem alta na produção e vendas estáveis em junho

Exportações do VW Taos para o Brasil contribuíram para o crescimento da indústria argentina no semestre

Por REDAÇÃO AB
  • 06/07/2021 - 16:08
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    De acordo com o balanço mensal divulgado pela Adefa – associação das montadoras argentinas – as fabricantes daquele país registraram alta, tanto na produção quanto nas vendas para as concessionárias em junho, em relação aos números de maio. Os dados mostram que houve avanço de 14,5% na produção, com 40.035 unidades, frente aos 34.953 exemplares fabricados em maio. Apenas para constar, a evolução sobre junho de 2020 foi de 155,7%, mas é preciso lembrar que a base de comparação é muito pequena (pouco mais de 15 mil veículos).

    As exportações também registraram crescimento, de 14,1%, em relação a maio, com 22.737 unidades embarcadas (contra 19.919 no mês anterior). Chama a atenção o fato de o segundo maior mercado para os veículos argentinos depois do Brasil ser a América Central – incluindo países como Panamá, Honduras, El Salvador e Costa Rica, entre outros – com pouco mais de 8 mil automóveis adquiridos, o que corresponde a 7,5% de participação. Já o mercado brasileiro recebeu quase 70 mil unidades, ou 64,5% do total exportado pelas fabricantes argentinas.

    Publicidade



    O total exportado pelas montadoras do país vizinho no primeiro semestre foi de 107.877 veículos, ou 102,7% a mais que o resultado do mesmo período no ano passado, que havia sido de 53.222 exemplares.

    “De acordo com os resultados do primeiro semestre, o que vínhamos antecipando em nossas análises se confirma e mostra o esforço que temos feito com toda a cadeia de valor desde que retomamos nossas operações após a quarentena (abril-maio de 2020) para voltar ao caminho do crescimento apesar das limitações logísticas e sanitárias que temos enfrentado em nível internacional”, afirmou Daniel Herrero, presidente da Adefa.

    Com relação às vendas no atacado, o balanço mostra que o setor vendeu 28.187 veículos para as concessionárias em junho, ou 0,6% a mais que as entregas de maio e 18,6% acima do volume de junho de 2020. Nos primeiros seis meses deste ano foram vendidas 172.426 unidades às concessionárias, número 40% superior que as 123.158 unidades entregues no mesmo período do ano anterior.