BWM Série 5 recebe novos recursos semiautônomos

Nova Série 5 tem preço inicial de R$ 314.950 (fotos: Mário Curcio)

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 10/04/2017 - 19:00
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    Mostrada no Salão de Detroit em janeiro deste ano, a nova Série 5 da BMW está chegando ao Brasil em duas versões, 530i M Sport, de R$ 314.950, e 540i M Sport, de 399.950. A primeira tem motor 2.0 de quatro cilindros e 252 cavalos e a outra, 3.0 de seis cilindros e 340 cv. Turbo e injeção direta de gasolina estão em ambas.

    A transmissão é automática com aletas para trocas de marcha atrás do volante. Os carros chegam em maio às concessionárias: “Acreditamos em um volume equilibrado entre as duas versões, mas neste início as vendas dos 540i serão maiores”, afirma a diretora de marketing da BMW, Nina Dragone, sem revelar o volume pretendido.

    Os Série 5 vêm de Dingolfing, na Alemanha. Eles substituem o 528i (245 cv) e o 535i (306 cv) e se juntam no Brasil a outros BMW importados e aos nacionalizados na fábrica de Araquari (SC), como os sedãs da Série 3 e os utilitários esportivos X1, X3 e X4.

    A nova geração da Série 5 recebeu vários itens tecnológicos da Série 7. Os recursos de direção semiautônoma presentes no 540i fazem muito mais do que manter a distância do veículo à frente. Um sistema auxiliar de direção conserva o carro na trajetória em velocidades até 210 km/h, usando como referência o veículo que estiver adiante e as faixas pintadas no asfalto.

    BMW
    Carroceria ficou até 100 kg mais leve com uso de novos aços, alumínio e magnésio. Pacote de conectividade inclui chamada de emergência inteligente, GPS com informações de trânsito, central de ajuda ao motorista e Bluetooth. Ar-condicionado do 540i tem quatro zonas de temperatura.

    Um assistente de mudança de faixa detecta se a pista ao lado está livre e sem outros veículos se aproximando. Em seguida o sistema ajuda o motorista a mudar de faixa. O recurso funciona entre 70 e 180 km/h.

    Um alerta informa o motorista em caso de saída da pista e o ajuda a retornar para a faixa em que rodava. Funciona entre 70 e 210 km/h. Há um aviso de colisão lateral capaz de advertir o condutor visualmente e com vibrações no volante se outro carro se aproximar demais. E caso haja espaço suficiente do lado oposto o carro vai por si só nessa direção a fim de evitar o impacto. O funcionamento ocorre entre zero e 210 km/h.

    A Série 5 mede agora 4,94 metros. Ficou quatro centímetros mais comprida. O porta-malas tem capacidade entre 390 e 530 litros (10 l a mais que na geração anterior). A carroceria utiliza aços de alta e ultra-alta resistência, alumínio, magnésio e se tornou até 100 quilos mais leve.

    O ar-condicionado do 540i tem quatro zonas distintas de temperatura. O pacote de conectividade deste e também do 530i incluem chamada de emergência inteligente, navegador GPS com informações de trânsito em tempo real, central de ajuda ao motorista e Bluetooth, entre outras funções.

    BMW
    Porta-malas transporta entre 390 e 530 litros. Estepe e porta-objetos ficam escondidos sob a tampa do assoalho.

    Desde 1972, quando foi lançada, a Série 5 teve 7,6 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. No Brasil, por causa dos preços elevados, ela representa menos de 5% do mix da BMW.

    Como consequência da retração de mercado, as vendas da BMW caíram 25,2% em 2016 na comparação com o ano anterior. Sua fábrica de Araquari deixou de montar a Série 1 e o Mini Countryman. Este mudou de geração em 2016 na Europa e a montadora preferiu passar a importá-lo da Áustria em vez de produzi-lo localmente.