Califórnia rejeita plano da Volkswagen para remediar dieselgate

Foto: Greenpeace

Por REDAÇÃO AB
  • 12/01/2016 - 18:46
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 46 segundos de leitura
    O Grupo Volkswagen levou um golpe inesperado nos Estados Unidos. O Carb, conselho de controle da qualidade do ar do estado da Califórnia, recusou o plano apresentado pela montadora para remediar os efeitos do dieselgate. Segundo a organização, a proposta da companhia alemã não é “adequada ou rápida o bastante” para resolver o problema.

    O plano foi apresentado pela Volkswagen em dezembro de 2015, três meses depois de a empresa ser pega ao fraudar motores diesel para que eles passassem em testes de emissões. Segundo a própria montadora, o problema afeta 11 milhões de carros vendidos globalmente, cerca de 600 mil deles nos Estados Unidos. Os veículos superam em cerca de 40 vezes o limite de emissões de poluentes imposto no país.

    Apesar de ter rejeitado a proposta do Grupo, o conselho californiano ainda não anunciou nenhuma penalidade imediata para a companhia. O CEO da Volkswagen, Matthias Müller, participará de reunião com a chefe da agência de proteção ambiental da região na quarta-feira, 13. O objetivo é discutir soluções para o problema durante o encontro. “Estamos comprometidos a trabalhar em cooperação com o Carb e com outras entidade reguladoras”, destacou a companhia em comunicado distribuído na região.