Caoa Chery mostra 3 novos SUVs e 4 elétricos no Salão

Chery Tiggo 5x vem no fim do ano com motor flex 1.5 turbo de 150 cavalos

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 07/11/2018 - 14:02
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    A Caoa Chery mostrou de uma só vez três novos SUVs. Todos serão montados no Brasil. Os carros estão no Salão do Automóvel de São Paulo, que ocorre entre os dias 8 e 18 de novembro no São Paulo Expo. O primeiro a chegar às concessionárias será o Tiggo 5x, já em dezembro.

    O Tiggo 5x tem 4,34 metros de comprimento, motor flex 1.5 turbo com até 150 cavalos e transmissão automática de dupla embreagem e seis marchas. Será produzido em Anápolis (GO), na mesma unidade em que o Grupo Caoa monta atualmente os SUVs Hyundai ix35 e New Tucson e os caminhões HR e HD 80.

    Na sequência, em janeiro de 2019, entra na linha de produção de Anápolis o Tiggo 7. O conjunto motor-câmbio é o mesmo do Tiggo 5x.

    No estande da Caoa Chery também se vê o Tiggo 8, um SUV de grande porte com 4,7 metros e sete lugares. Sua produção em Anápolis começará no fim de 2019. Os três novos carros estão incluídos no plano de investimento de R$ 2 bilhões anunciado há um ano, no início da parceria entre Chery e Caoa. Com eles a produção da fábrica aumentará em 15 mil a 20 mil veículos por ano, segundo prev^w Marcio Alfonso, CEO da operação Caoa Chery.

    De carona em uma grande onda que invadiu o Salão deste ano, a Chery mostra quatro modelos elétricos. Três deles têm as mesmas carrocerias de automóveis produzidos em Jacareí (SP): o Tiggo 2e, o Arrizo 5e e o eQ (equivalente ao QQ). O quarto é o eQ 1, subcompacto ainda menor que o QQ. No entanto a Chery não revela quando pretende iniciar as vendas ou uma eventual nacionalização.

    CHERY DIVULGA PREÇOS DO ARRIZO


    A Chery divulgou no Salão os preços do sedã Arrizo, apresentado à imprensa em 22 de outubro (leia aqui). Os valores vieram abaixo da projeção inicial. A versão RX ficou em R$ 65.990 e a RXT, em R$ 72.990. Os carros estarão nas concessionárias na terceira semana de outubro.

    “Em um ano nossas vendas saltaram 300%. Nossa participação de mercado subiu de 0,13% para 0,52% e estamos em 15º lugar no ranking das montadoras”, comemorou o CEO Marcio Alfonso.