Carros de passeio e comerciais leves registram queda de 7,5%

Falta de insumos segue preocupando o setor, que comercializou 163,9 mil veículos em abril

Por REDAÇÃO AB
  • 04/05/2021 - 14:30
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura
    A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – entidade que representa os concessionários de veículos do País, divulgou seu balanço mensal referente a abril na terça-feira, 4, e o resultado mostrou retração de 7,45% no número de licenciamentos no segmento de automóveis de passeio e comerciais leves.

    De acordo com o relatório, abril contabilizou 163.902 veículos emplacados, contra 177.097 unidades licenciadas em março. Como o terceiro mês do ano teve 23 dias úteis, ou três a mais do que abril, a média diária foi ligeiramente maior neste. Assim, é possível dizer que o setor registrou estabilidade nos dois últimos meses. A escassez de semicondutores e de componentes, porém, segue dificultando a regularização da produção para atender a demanda e continua preocupando o setor.

    Na comparação com abril do ano passado, o resultado mostra alta de 219,2%, mas esse número não deve ser levado em consideração, já que o País viveu o pior momento da pandemia (em termos econômicos) naquela época, em que todos os estabelecimentos dos setores não essenciais ficaram fechados por conta da pandemia. A título de registro, em abril de 2020 foram comercializados apenas 51.344 veículos.

    ESTOQUES MAIS “JUSTOS”



    Os estoques, de acordo com os associados da Fenabrave, são suficientes para 14 dias de vendas, em média, o que significa metade do volume que era considerado normal antes da pandemia – mas que, segundo a Anfavea, deve se consolidar como o “novo normal”, com distribuidores e fabricantes trabalhando com margens mais estreitas a partir de agora.

    Já o crédito para financiamentos, apesar de estar mais seletivo, segue com uma boa oferta, segundo a Fenabrave, com aprovação se mantendo na média de 6,7 cadastros aprovados para cada dez propostas enviadas.



    - Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
    - Veja outras estatísticas em AB Inteligência