Chevrolet Spin Activ chega a partir de R$ 62.060

Opção automática eleva o preço para R$ 65.860

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 07/11/2014 - 19:50
  • | Atualizado há 2 months
  • 3 minutos de leitura
    A rede Chevrolet começa a vender no fim deste mês a Spin Activ, versão com apelo fora de estrada da minivan lançada em junho de 2012. O carro parte de R$ 62.060 com câmbio manual de cinco marchas e passa a R$ 65.860 quando equipado com a transmissão automática de seis velocidades. O motor é o mesmo Econo.Flex 1.8 com até 108 cavalos que equipa a Spin desde o lançamento.

    A alteração mais evidente para as demais versões (LT e LTZ) é o estepe fixado do lado de fora da carroceria. Os para-choques também são diferentes. As rodas de 16 polegadas e os pneus de uso misto são exclusivos desta versão, assim como as faixas laterais. Com a nova opção, a minivan amplia a chance atrair consumidores com família.

    “Acreditamos que a Activ responderá por 20% a 25% das vendas do modelo”, diz a gerente de marketing Juliana Fukuda. No acumulado de janeiro a outubro a Spin teve 30,4 mil unidades emplacadas e foi o 11º carro mais vendido no atacado (para frotistas em regra), mas no varejo (aquisição por consumidores comuns) ocupou só o 26º lugar.
    Chevrolet
    Spin Activ tem novos para-choques, rodas maiores e pneus de uso misto. A movimentação do estepe é fácil e combina uma trava elétrica a outra mecânica.

    Diferentemente da Spin LTZ, a Activ só é vendida com cinco lugares: “Percebemos por pesquisas que a prioridade dos clientes era o espaço para bagagem”, afirma Juliana. O porta-malas é mesmo grandão e comporta 710 litros.

    A versão aventureira se apoia em outros dados importantes, como o crescimento de 30% ao ano do ecoturismo no Brasil e de 11% na prática de esportes no País entre 2009 e 2013. Com a nova aparência, a Spin poderá até concorrer com utilitários esportivos como Ford EcoSport e Renault Duster e atender clientes que entram numa concessionária Chevrolet mas ainda não alcançam um Tracker, que parte de R$ 82.050.

    AJUSTES NECESSÁRIOS

    Com as novas rodas e pneus a Spin Activ ficou oito milímetros mais alta. Esse fato somado ao reposicionamento e fixação do pneu reserva obrigou a General Motors a recalibrar as suspensões. Houve mudanças também na transmissão. “O diferencial é mais longo para propiciar redução de consumo e aumento do conforto”, afirma o diretor de powertrain, Paulo Riedel. Esse conforto vem da redução do nível de ruído do motor. Como compensação, a primeira e a ré foram encurtadas para manter a capacidade de subida de rampas.

    COMO ANDA A SPIN ACTIV

    Assim como ocorreu no lançamento da Spin há pouco mais de dois anos, Automotive Business avaliou duas versões, uma manual e outra automática. As principais impressões se repetiram: embora com apenas 108 cv, o motor 1.8 com bloco de ferro fundido e cabeçote de alumínio resulta em desempenho aceitável para a Spin Activ porque tem boa força em baixas rotações. O torque máximo com etanol é de 17,1 kgf.m a 3,2 mil rotações por minuto.

    Segundo a GM, com câmbio manual e abastecida com etanol o novo carro atinge 168 km/h de velocidade máxima e acelera de zero a 100 km/h em 11,7 segundos. Com a transmissão automática os números são um pouco piores, 165 km/h e 12,5 segundos.

    A transmissão manual tem engates fáceis e a automática é de uma nova geração, como a que passou a equipar a versão 2015 do Cruze. Suas trocas de marcha ficaram mais rápidas e, no modo sequencial, continuam sendo feitas por um botão na alavanca. Não há borboletas atrás do volante.

    A Activ foi apresentada na mesma pista do campo de provas em que avaliamos o carro pela primeira vez. O traçado tem 3,6 quilômetros e alterna asfalto liso, ondulado, paralelepípedo, retas curtas e curvas fechadas. Como essa pista fica no meio de uma floresta, é fácil imaginar-se nesse cenário com uma família dentro do carro. Esse sentimento já havia sido experimentado em 2012 e se repetiu com a Activ. Nas poucas voltas dadas não se ouviu barulho vindo do estepe externo. Ele tem três pontos de apoio quando fechado, é bem fácil de movimentar e tem uso intuitivo.
    ChevroletA única opção da Activ é o câmbio automático. O carro traz central multimídia Mylink com tela de sete polegadas. Os revestimentos internos da nova versão são pretos em vez de marrons e os bancos têm listras.