Com o Bronco, Ford encara trilha premium do mercado

Bronco Sport: R$ 256,9 mil por 4x4 de luxo

Por PEDRO KUTNEY, AB
  • 20/05/2021 - 11:00
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    Importado do México, o Bronco Sport chega ao Brasil na versão única Wildtrack por R$ 256,9 mil, completo e sem opcionais, com motor a gasolina EcoBoost 2.0 de 240 cavalos e tração 4x4 acionada sob demanda. É um SUV de porte médio que reúne qualidades para rodar bem em qualquer terreno, na estrada ou fora dela, combinando luxo, tecnologia refinada e robustez. É o veículo escolhido pela Ford para começar a encarar sua nova trilha premium no mercado brasileiro, onde este ano decidiu deixar de produzir carros nacionais e fechou suas três fábricas, passando a ser uma marca de modelos importados – e muito mais caros.



    LEIA TAMBÉM:
    > Bronco Sport é SUV “domado” pela tecnologia



    Oficialmente, as vendas do Bronco Sport no Brasil começam nesta quinta-feira, 20 de maio, data em que o carro estará disponível para test-drive em todas as concessionárias, mas a Ford não informa quantas delas vão de fato vender o modelo, pois a rede da marca que somava mais de 200 lojas passa por sensível redução, para se adaptar às novas ambições da fabricante no País, que envolvem volumes muito menores. A Ford apenas garante que não há limitações de importação do México e que tem condições de atender toda a demanda, seja de qual tamanho for, em todos os concessionários que quiserem vender o SUV.

    Como vem do México, o Bronco Sport é isento da alíquota de 35% do imposto de importação sobre veículos, pois se beneficia do acordo comercial que o Brasil mantém com o país. Com isso, a Ford pode praticar preços menores do que os concorrentes diretos e aumentar suas margens, trocando volumes por mais rentabilidade.

    COMPETIÇÃO NA CASTA SUPERIOR DO MERCADO




    Ford quer colocar o Bronco Sport no ambiente do consumo de luxo dentro e fora das cidades

    Segundo a Ford, os clientes do Bronco Sport no Brasil são (por óbvio) da classe A, pessoas acima dos 35 anos que buscam carros conectados, com as mais modernas tecnologias disponíveis, design diferenciado e ao mesmo tempo valorizam o lazer de aventura off-road. O novo SUV de fato oferece tudo isso com sobras, mas é desconhecido seu potencial de vendas por aqui – e a montadora não revela suas expectativas. Mas há algumas pistas.

    A Ford declara que o Bronco Sport vai competir na faixa de mercado de SUVs premium entre R$ 200 e R$ 400 mil, e maior concorrente do por aqui seria o Land Rover Discovery Sport, que em 2020 somou pouco mais de 1,6 mil unidades vendidas e é mais caro, as três versões a gasolina custam R$ 294 mil (S), R$ 316 mil (SE) e R$ 338 mil (R-Dynamic) e as diesel começam em R$ 347 mil. As ambições com o Bronco, portanto, não devem girar muito acima das 2 mil unidades/ano.

    Publicidade



    Nos mercados norte-americanos o Bronco Sport em cinco versões e três delas são opções mais baratas equipadas com motor EcoBoost 1.5 de 181 cavalos, também com tração integral automática e o mesmo câmbio automático de oito marchas. Mas por aqui, ao menos por enquanto, a Ford garante que pretende trabalhar só com o topo de linha, com motorização EcoBoot 2.0 de 240 cavalos, para competir na faixa de mercado mais elevada, onde acredita que terá melhor desempenho comercial.


    A Ford reconhece que boa parte do público do seu novo SUV pode estar nas prósperas zonas do agronegócio brasileiro, onde a preferência é por luxuosas picapes diesel, mas a avaliação é que o Bronco é capaz de se tornar uma opção atraente com seu potente motor a gasolina EcoBoost 2.0 turbo de 250 cavalos e tração 4x4 inteligente, que oferece desempenho esportivo no asfalto e capacidade para superar qualquer terreno fora-de-estrada.