Continental firma parcerias com NIO e Baidu, da China

Frank Jourdan, membro executivo do conselho da Continental, e o fundador e chairman da NIO, William Li, assinam acordo de cooperação em Berlim

Por REDAÇÃO AB
  • 31/05/2017 - 16:10
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura
    A Continental anuncia novas parcerias com as chinesas NIO e Baidu com o objetivo de avançar no desenvolvimento de novas tecnologias para veículos elétricos e também para carros autônomos. Para a área de veículos elétricos, a empresa assinou um acordo de cooperação com a NIO, uma startup global de origem chinesa que planeja lançar seu primeiro carro elétrico em 2018, o ES8, um crossover de oito lugares, cujo conceito foi apresentado durante o Salão de Xangai no mês passado. O acordo foi assinado na quarta-feira, 31, em Berlim, na Alemanha, pelo membro executivo do conselho da Continental e presidente da divisão de chassis e segurança, Frank Jourdan, e pelo fundador e chairman da NIO, William Li.

    Neste primeiro momento, a Continental fornecerá sistemas de suspensão a ar e pneus para o crossover. Pelo acordo, as duas empresas vão colaborar juntas não só no campo de carros elétricos, mas também em sistemas inteligentes de transporte e automação em novos modelos para o futuro, visando uma parceria estável de longo prazo. Entre os planos posteriores, estão o desenvolvimento conjunto de sistemas de carregamento sem fio, condução autônoma, painéis digitais, sistemas de freio de próxima geração e sistemas de suspensão a ar. Além disso, as empresas acordaram em estabelecer plataformas de cooperação nas áreas de promoção da marca, marketing de produtos, promoção de tecnologia, treinamento em qualidade e em atendimento ao cliente.

    “Os carros do futuro contêm unidades elétricas, que estarão totalmente conectadas e automatizadas. Em 2025, esperamos uma participação de mercado para sistemas de acionamento totalmente elétricos de cerca de 10% e a Continental está bem posicionada para satisfazer com sucesso essas futuras demandas em sistemas de acionamento automotivo. Hoje, a China é um dos principais mercados de veículos elétricos e nossa parceria com a NIO contribuirá para avançar ainda mais no desenvolvimento de veículos elétricos e do mercado chinês para estes modelos”, disse o presidente executivo da Continental, Elmar Degenhart.

    “Estamos empolgados nesta parceria com a Continental em vários projetos, incluindo tecnologia de condução autônoma, carregamento e bateria para oferecer serviços e experiências únicas aos nossos usuários”, comentou Li.

    O segundo acordo é com a Baidu, uma das maiores empresas especializadas em internet da China, comumente chamado de Google chinês por desenvolver tecnologias semelhantes ao concorrente norte-americano. Com ela , o objetivo da Continental é também avançar na área de condução autônoma, veículos conectados, e serviços inteligentes de mobilidade. A parceria foi firmada na mesma ocasião, assinada por Frank Jourdan, da Continental, e Qi Lu, presidente do grupo e diretor de operações da Baidu.

    As empresas pretendem explorar diferentes campos de colaboração, como sistemas de sensores e softwares para sistemas avançados de assistência ao motorista e condução autônoma, aplicações para a plataforma Apollo, da Baidu, incluindo inteligência artificial, segurança cibernética e carros conectados, bem como testes rodoviários, coleta de dados e análise para condução autônoma.

    “A Continental desenvolve e fornece tecnologias e serviços pioneiros para a mobilidade do futuro. A Baidu é uma das empresas mais importantes de internet na China. Com a nossa colaboração estratégica, levaremos a mobilidade inteligente a um passo ainda mais importante”, afirmou o presidente executivo da Continental, Elmar Degenhart.

    “A inteligência artificial tem um grande potencial para impulsionar o desenvolvimento social e uma das maiores oportunidades da IA é o de veículos inteligentes. Ao juntar as mãos com a Continental, estamos nos esforçando para atualizar a inteligência na indústria automobilística e desenvolver um novo ecossistema de mobilidade inteligente e condução autônoma, capacitando as indústrias existentes e as novas”, afirmou Qi Lu, da Baidu.