Cummins Brasil celebra 50 anos de história no País

Empresa começou a operar como importadora nos anos 1950 e inaugurou sua filial em São Paulo em 1971

Por REDAÇÃO AB
  • 26/07/2021 - 16:58
  • | Atualizado há 1 month
  • um minuto de leitura

    No início dos anos 1950, de olho no crescimento industrial da região, a americana Cummins Engine Company decidiu distribuir seus produtos fabricados nos Estados Unidos na América do Sul e, em 1954, inaugura sua primeira oficina, localizada São Paulo (SP). Passaram 17 anos até que a matriz finalmente decidiu investir em uma filial por aqui e, em 1971, com a aquisição das fábricas de motores Otto Deutz no município de Guarulhos (SP), nasceu a Cummins Brasil.

    Em suas cinco décadas de história no País, a Cummins possui muitos fatos que valem ser destacados, como a compra da fábrica de chassis Magirus na Bahia – que deu origem à Cummins Nordeste S.A. – em 1972 e o começou da produção de motores em Guarulhos, destinados inicialmente ao uso estacionário e em equipamentos de construção. Em 1975, por conta da associação com a Caemi (Companhia Auxiliar de Empresas de Mineração), surgiu a Caemi Cummins Motores S.A.





    Outro importante marco na história da Cummins Brasil foi a inauguração, em 1989, do Centro de Desenvolvimento Tecnológico, instalação que se tornaria responsável por desenvolver diversos produtos para o mercado latino-americano e outras regiões. Já em 1992 foi lançada a linha de motores movidos a GNV e a empresa começou a participar do consórcio modular da Volkswagen Caminhões, em Resende (RJ).

    EXPANSÃO E NACIONALIZAÇÃO



    Já no ano 2000, a Cummins Brasil começou a produção da série de motores ISM, com 11 litros e gerenciamento eletrônico. No mesmo ano foi iniciada a produção da Cummins Filtration e inaugurada a nova fábrica em Guarulhos. Dois anos depois, a Cummins Brasil deu início à fabricação de geradores de energia, também na planta de Guarulhos. Em 2004, ano de seu 30º aniversário como fabricante, a Cummins chegou à marca de 430 mil motores produzidos.

    Nesse cenário que a Cummins bateu recorde de produção e de vendas de motores, em 2011, ano que precedeu a entrada em vigor do Euro 5, em janeiro de 2012. Com o ótimo desempenho em 2011, a Cummins Brasil chegou à marca de 1 milhão de motores em 2012.

    Desde a segunda metade da década de 2010, a Cummins Brasil, mesmo com o fortalecimento das unidades de negócio, passou a investir também em soluções para a mobilidade, especialmente na eletrificação veicular e em células de combustível. A empresa afirma ainda que já está pronta para atender às normas do chamado padrão Euro 6, que estipula limites ainda mais rígidos de emissões e está previsto para entrar em vigor no Brasil em 2023.