Demitido, ex-CEO da Visteon leva US$ 12,6 milhões

Stebbins tem direito a ações, plano de saúde e serviço de recolocação

Por REDAÇÃO AB
  • 14/08/2012 - 20:22
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A Visteon anunciou a demissão do CEO e chairman Don Stebbins na segunda-feira, 13 (leia aqui). Mas Stebbins sai com uma bolada digna de quem soube amarrar muito bem seu contrato - à semelhanbça de técnicos de futebol no Brasil, que quando perdem são demitidos levando boas recompensas para descansar em casa.

    De acordo com informações que a Visteon enviou às autoridades de regulamentação do mercado acionário americano na terça-feira, 14, o ex-executivo milionário receberá um pacote generoso de US$ 2,4 milhões de indenização em dinheiro, mais US$ 10,2 milhões em ações que podem ser resgatadas instantaneamente.

    Segundo informações da Automotive News, o conselho administrativo da Visteon acelerou o processo de concessão das ações, que seriam por direito entregues a Stebbins em outubro de 2012 e 2013. Elas estão cotadas em US$ 41,91, valor de terça-feira das ações da empresa, totalizando os US$ 10,2 milhões.

    O conselho, no entanto, cancelou 22.266 ações premium que Stebbins teria direito nos próximos três anos, além de anular 127.141 opções de compra. Outras 41 mil opções permanecem sob o poder do executivo durante o próximo ano, mas o preço opcional está US$ 30 acima do preço corrente das ações – o que o impossibilita de lucrar com a sua venda.

    Fora isso, Stebbins também poderá abocanhar outras 46.517 ações neste ano fiscal de 2012, dependendo do desempenho da Visteon. Essas ações valem cerca de US$ 2 milhões no mercado aberto pela cotação da terça-feira.

    O “seguro-desemprego” do ex- CEO inclui ainda plano de saúde pelo próximo ano e serviço de recolocação de 6 meses, orçados em US$ 25 mil.

    A remuneração de Stebbins como chairman e presidente da Visteon foi de US$ 7,8 milhões no ano passado e de US$ 26,9 milhões em 2010. Como CEO e presidente interino, Tim Leuliette é bem mais barato: receberá bônus de US$ 500 mil e salário de cerca de US$ 95.833 por mês. Se Leuliette sair antes de março de 2013, embolsará um salário adicional de US$ 650 mil.