Digitalizada, CES segue como palco para novidades automotivas

Principal feira de tecnologia do mundo acontece on-line até 14 de janeiro

Por GIOVANNA RIATO, AB
  • 11/01/2021 - 20:10
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura
    Desde 1967, a Consumer Electronics Show (CES) se propõe a apresentar ao mundo as principais novidades tecnológicas e concretizar tendências futuristas. Em 2021, pela primeira vez nas mais de cinco décadas, o evento acontece totalmente on-line, entre 11 e 14 de janeiro.

    A digitalização causada pela pandemia de Covid-19 reduziu o impacto visual das novidades mostradas no evento: nada de imagens de grandes soluções tecnológicas rodeadas por uma grande audiência. Ainda assim, o setor automotivo e da mobilidade sustenta a tradição criada nos últimos anos de apresentar ali algumas de suas principais novidades. Afinal, on-line ou presencial, é preciso continuar.

    Na versão digital, saem de cena os salões e corredores lotados do centro de exposições que costumava abrigar a feira em Las Vegas, nos Estados Unidos. A perda física é compensada por uma plataforma on-line que abriga palestras, vitrine de lançamentos e um sistema de networking, com agendamento de reuniões. Com a mudança, diminui também a sensação de FOMO (do inglês Fear Of Missing Out – aquela sensação de estar perdendo algo por não conseguir acompanhar tudo o que o evento oferece simultaneamente).

    Com as pessoas mais isoladas por causa da pandemia, a CES trouxe uma enxurrada de soluções para casa: televisões conectadas, telas dobráveis, assistentes pessoais. A mobilidade, no entanto, não deixou de ser assunto.

    Confira a seguir as principais novidades para o setor automotivo no primeiro dia da CES 2021:

    BOSCH: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA LUA



    A companhia alemã reforçou a aposta na sustentabilidade e destacou que conseguiu cumprir em 2020 a audaciosa meta de tornar as suas operações neutras em emissão de carbono em todo o mundo. Para a mobilidade, a empresa reforçou a aposta em soluções sustentáveis que incluam Internet das Coisas.

    A empresa também abordou a expansão da parceria com a Nasa para usar o sensor de inteligência artificial SoundSee em aplicações na lua. A tecnologia já estava em uso na estação espacial dos Estados Unidos e agora ganha missão mais desafiadora.

    LG E MAGNA: COLABORAÇÃO PARA CARROS ELÉTRICOS



    A LG, fabricante de eletrônicos, e a Magna, que produz sistemas para a indústria automotiva, reforçaram na CES 2021 a criação da joint-venture LG Magna e-Powertrain. A parceria, anunciada nas últimas semanas, mira o mercado de carros elétricos com a oferta de inversores, motores eletrificados e carregadores. O novo negócio contará com mil funcionários alocados entre Estados Unidos, Coreia do Sul e China.

    MERCEDES-BENZ: UM CÉREBRO DIGITAL PARA O CARRO



    MBUX Hyperscreen. Este é o nome do painel digital que a Mercedes-Benz apresenta na CES 2021 com o objetivo de melhorar a interação entre pessoas e carros, digitalizando a experiência. A interface de 141 centímetros recobre o painel do carro, equipada com inteligência artificial, chega com a proposta de facilitar a operação de diversos sistemas, como o infoentretenimento, dispositivos de conforto e uma série de outras funções.

    Segundo a fabricante, é o cérebro do veículo, com operação por comando de voz e capacidade de aprender sobre as preferências do motorista. A Mercedes-Benz assegura que tudo é “radicalmente fácil de operar”.

    MOBILEYE E INTEL: NOVO SENSOR LIDAR E EXPANSÃO DOS TESTES COM AUTÔNOMOS



    A jovem e promissora empresa israelense que produz sensores lidar para carros autônomos anunciou uma nova tecnologia no evento. Em parceria com a Intel (empresa que controla a Mobileye desde 2017), a companhia anunciou o Lidar System-on-a-Chip (SoC). Na prática, a novidade concentra em apenas um chip de silício todo o processamento do sensor, incluindo os elementos ativos e passivos, reduzindo o custo do sistema.

    Segundo o CEO Amnon Shashuawill a tecnologia vai mudar o jogo para o desenvolvimento de carros autônomos. O lançamento para o mercado ficou prometido para 2025. A empresa também anunciou a ampliação dos testes com veículos robotizados. Este ano Detroit, Tóquio, Xangai, Paris e Nova York devem receber frotas da Mobileye.