Diretores do IQA tomam posse na Academia Brasileira da Qualidade

Marcio Migues, Ilcon Miranda Costa, Fábio Braga e Basílio Dagnino estão entre as 31 personalidades

Por REDAÇÃO AB
  • 10/01/2013 - 14:41
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 59 segundos de leitura
    Quatro diretores do Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) tomaram posse na Academia Brasileira da Qualidade (ABQ), organização não-governamental que congrega especialistas de qualidade dos mais diversos setores econômicos nos âmbitos públicos e privados, e também acadêmicos.

    São eles: Marcio Migues, presidente da diretoria executiva do IQA, Ilcon Miranda Costa, membro do conselho diretor, Fábio Braga, do conselho fiscal, e Basílio Dagnino, especialista para treinamentos em benchmarking e satisfação de clientes. Ao todo, 31 personalidades formam a ABQ, presidida pelo professor João Mario Csillag, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV).

    “A posse dos acadêmicos é o início de uma nova fase na ABQ, que inicia agora a elaboração do planejamento estratégico que permitirá contribuir para o desenvolvimento do conhecimento da engenharia da qualidade, da gestão da qualidade e da excelência da gestão, em benefício das organizações e da sociedade brasileira”, declara o presidente Marcio Migues.

    Migues explica que os membros da ABQ são profissionais de reconhecida competência no mercado com experiência adquirida em universidades, empresas e organizações públicas nas atividades relacionadas à gestão e ensino da qualidade, certificação de produtos e relações de consumo. “É importante ressaltar que para ingressar na ABQ o profissional deve cumprir pré-requisitos previstos no regimento interno da instituição, além de ser indicado por outro acadêmico.”

    Entre os acadêmicos, estão personalidades como o ex-ministro da Infraestrutura, Ozires Silva, o presidente do conselho de administração do grupo Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, e o presidente do conselho do movimento Brasil Competitivo, Elcio Anibal de Lucca.