Ducati começa a formar rede de concessionárias no Brasil

Ducati Monster tem preço sugerido de R$ 37,9 mil

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 24/07/2013 - 16:17
  • | Atualizado há 2 months
  • 53 segundos de leitura
    Estabelecida no País desde 1º de outubro de 2012, a Ducati do Brasil começa a formar sua rede. A primeira revenda foi aberta na cidade de São Paulo em junho deste ano e a segunda foi inaugurada na quarta-feira, 24, na cidade de Campinas. Na quinta-feira, 25, abre a terceira unidade, em Ribeirão Preto, também no Estado de São Paulo.

    “Até o fim do ano pretendemos ter cerca de dez concessionárias”, afirma o diretor-geral da empresa, Ricardo Susini. No fim do ano passado a Ducati começou a montar em Manaus (AM) a linha Diavel (com preço inicial de R$ 58,9 mil) e também já produz localmente a Monster 796, com tabela de R$ 37,9 mil.

    Ambos os modelos são montados dentro da estrutura da Dafra, em Manaus. A Ducati não revela o investimento feito no Brasil. Susini acredita na venda de mil unidades até o fim do ano. “Além da montagem local, traremos montadas a Street Fighter 848, todas as versões da Multistrada e a 1199 Panigale”, diz o executivo.

    Em abril de 2012, a Ducati foi adquirida pela Audi por € 860 milhões. No Brasil, as duas empresas dividem um escritório na cidade de São Paulo. “A Audi sublocou o espaço dela, mas não há vínculo de gestão. O que ocorre é uma sinergia em eventos porque nossos clientes são muito parecidos”, afirma Susini.