Edward Whitacre deixará a GM em setembro

CEO sai após ajudar montadora a enfrentar a crise.

Por Clarissa Mangueira, Agência Estado
  • 12/08/2010 - 00:00
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura
    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Clarissa Mangueira, Agência Estado

    Edward E. Whitacre Jr. disse hoje que deixará as funções de executivo-chefe e chairman da General Motors em 1º de setembro, quando será substituído por Daniel Akerson, membro do conselho de administração da companhia.

    Whitacre, de 68 anos, não pretendia permanecer por um longo mandato no comando da maior montadora dos Estados Unidos. Ele foi nomeado presidente do conselho de administração da GM em 10 de julho de 2009, após a GM emergir de um pedido de concordata, e em 1º de dezembro daquele ano assumiu o cargo de executivo-chefe da companhia.

    "Meu plano era o de ajudar a empresa a recuperar sua grandeza e eu não quero ficar nenhum dia a mais que isso", afirmou Whitacre.

    Akerson, de 61 anos, é diretor administrativo da empresa de private equity Carlyle Group e faz parte do conselho de administração da GM desde julho de 2009, quando foi indicado pelo Departamento do Tesouro dos EUA. Ele tem sido um dos membros mais ativos do conselho, promovendo mudanças rápidas na montadora e acabando com velhas práticas.

    Akerson sinalizou que sua gestão não representará uma grande mudança em comparação com a administração de Whitacre. Ele disse "compartilhar da mesma visão" do atual CEO da montadora e, quando perguntado se haveria mudanças dramáticas, ele disse que é "seguro assumir que" não será o caso.

    A entrada de Akerson na função de CEO ajudar a GM a fornecer aos investidores um claro cenário sobre sua estratégia, após receber US$ 50 bilhões do governo dos EUA. A companhia espera encaminhar os documentos para a realização de uma oferta pública de ações (IPO) até sexta-feira e planeja começar a vender suas ações até o final desse ano. As informações são da Dow Jones.