Fabricantes de implementos têm recuperação mais rápida

Vendas do primeiro semestre recuaram 13% e Anfir estima queda de 10% em 2020

Por REDAÇÃO AB
  • 06/07/2020 - 11:42
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura


    As vendas de implementos rodoviário no primeiro semestre apontam para recuperação mais rápida do que o mercado de caminhões, que recuaram 19% no acumulado de janeiro a junho (46,8 mil veículos emplacados) em comparação com o mesmo período de 2019, enquanto os fabricantes de carretas e carrocerias de carga apuraram retração nos negócios de 12,7%, com o total de 49,1 mil unidades comercializadas.

    Na análise da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários) o desempenho este ano poderá sofrer menos perdas em relação a outros setores econômicos, graças ao desempenho positivo do agronegócio. Com essa expectativa, a entidade projeta que a perda geral da indústria de implementos em 2020 deverá ser de aproximadamente 10%, totalizando cerca de 108 mil produtos vendidos.

    “O setor do agronegócio representa mais de 40% de nosso faturamento e tem dado mostras de seguir aquecido graças à demanda por transporte da safra”, destaca Norberto Fabris, presidente da Anfir.



    O segmento de implementos pesados, de reboques e semirreboques apresentou recuo de 13,4% de janeiro a junho de 2020 com relação ao mesmo período do ano passado. No semestre a indústria distribuiu ao mercado perto de 26,7 mil carretas, contra 30,8 mil na primeira metade de 2019.

    No mercado de carrocerias sobre chassis a retração chegou a 11,8%, com 22,4 mil produtos comercializados de janeiro a junho, contra 25,4 mil unidades no mesmo período de 2019.

    A exportações do setor anotaram expressiva contração de 52% no último semestre, caindo de 1.333 unidades nos seis meses de 2019 para apenas 638 de janeiro a junho deste ano.



    - Faça aqui o download dos dados da Anfir
    - Veja outras estatísticas em AB Inteligência