Fabricantes estendem prazos de revisão e garantia

BMW, Mini, Hyundai, Kia, Nissan, PSA, Renault, Toyota e Lexus aumentaram tolerância de tempo e quilometragem por causa da quarentena

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 25/03/2020 - 20:25
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura
    Reportagem atualizada em 27 de março

    Fabricantes estão aumentando prazos de revisão e garantia de seus veículos por causa do período de isolamento social decorrente da pandemia de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus. BMW, Mini, Hyundai, Kia, Peugeot e Citroën já anunciaram extensões de tempo e quilometragem para seus carros.

    As novas regras têm pequenas variações de uma marca para a outra e poderão ser estendidas como consequência de possível ampliação da quarentena.

    Os donos de Mini e de carros ou motos BMW terão reparos cobertos até 30 dias após o fim da garantia contratual. A condição vale para os veículos cuja garantia vença entre 23 de março e 24 de abril. O período será reavaliado e poderá ser alterado se for preciso.

    O BMW Group também vai adotar como tolerância para realização das manutenções o prazo de 30 dias ou 1,2 mil quilômetros. Para os carros BMW ou Mini eles serão contados a partir da indicação-limite do CBS (sistema de alerta eletrônico integrado a esses veículos). No caso das motos, o parâmetro será o limite de tempo ou quilometragem (o que ocorrer primeiro) indicado no manual do proprietário. A recomendação é que o cliente agende previamente o atendimento nas redes BMW e Mini.

    Na Hyundai Motor Brasil, as garantias e revisões da linha HB20 ou Creta com vencimento a partir de 10 de março de 2020 serão asseguradas até 30 de abril de 2020, com possibilidade de prorrogação. A tolerância de quilometragem destes Hyundai também será ampliada em 2 mil km, mas o veículo deverá passar por inspeção na rede autorizada se a margem for ultrapassada.

    A Kia seguiu caminho semelhante e está ampliando pelos próximos três meses as tolerâncias de quilometragem e de tempo para todo o plano de revisões periódicas. O limite de quilometragem foi dobrado para os automóveis, passando de 1,5 mil km para 3 mil. No minicaminhão Bongo K2500 esse limite triplicou, passando de 500 para 1,5 mil km.

    Já a regra de tempo corrido (atualmente de 12 meses contados a partir da compra ou última revisão) terá um acréscimo de três meses para todos os Kia durante o período de enfrentamento da pandemia.

    “São pequenas medidas que conseguimos oferecer durante essa situação crítica, pensando em minimizar os impactos na rotina e tranquilizar os clientes”, afirma o diretor técnico da Kia Motors do Brasil, Gabriel Loureiro.



    Na Nissan, as revisões periódicas realizadas a cada 10 mil km tiveram sua tolerância temporariamente estendida de mil para 3 mil km. E o limite de tempo dessa tolerância, que era de 12 meses, também foi ampliado em três meses. A fabricante informa que essa alteração emergencial do plano de manutenções poderá ser revisada a qualquer momento, de acordo com a necessidade do mercado.

    Na PSA Peugeot Citroën, os prazos de planos de revisão e manutenção de todos os veículos em garantia aumentaram em três meses e/ou 3 mil km. A medida vale desde 17 de março. E os veículos que estiverem perto do fim da garantia estarão cobertos em até um mês após a data-limite.

    No caso de automóveis em garantia e que sofram pane sem possibilidade de reparo no local, a assistência 24 horas será responsável por organizar a volta do cliente até sua casa e fazer o deslocamento do veículo para a concessionária ou mesmo para a garagem do consumidor.

    Para a Renault, todas as revisões que venceram a partir de 10 de março tiveram seu prazo estendido até 30 de abril. A data poderá ser ampliada posteriormente se houver novas recomendações de quarentena.

    Toyota e Lexus vão estender por até três meses o vencimento de revisões obrigatórias ou garantia contratual em março e abril de 2020. A medida é uma condição temporária.

    A revisão por tempo (12 meses) teve a tolerância ampliada de um para três meses. A revisão por quilometragem (10 mil km) teve a tolerância aumentada de mil para 3 mil km.

    A garantia de 36 meses foi estendida em dois meses. Quando medida por quilometragem, para uso comercial (100 mil km), foi ampliada em 2 mil km. No caso dos Lexus, a garantia de 48 meses também teve acréscimo de dois meses.