Fiat suspenderá produção em duas fábricas na Itália

Paralisação de transportadores não dá sinais de término

Por Automotive Business
  • 23/03/2012 - 11:48
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    A Fiat anunciou que suspenderá novamente a produção em duas fábricas da Itália devido à greve de transportadores de veículos novos, que já dura um mês, informou a montadora em um comunicado divulgado nesta sexta-feira, 23. As fábricas atingidas serão a de Pomigliano d’Arco, de 26 a 27 de março, e a de Cassino, entre 27 e 29 deste mês. Em Cassino a Fiat produz o Bravo hatchback, Alfa Romeo Giulietta hatchback e o Lancia Delta; e em Pomigliano d’Arco a empresa monta a nova versão do Panda, seu modelo mais popular no país.

    Em nota, a montadora afirma que a greve prejudica não só a empresa, mas toda a indústria automotiva do país.

    “Os longos e numerosos atrasos na entrega dos produtos aos revendedores e clientes estão tendo consequências graves sobre o faturamento e os registros na Itália e no exterior. O prejuízo econômico causado pelo protesto está se tornando insustentável para o setor automotivo italiano, que já tinha sido atingido pela tendência (de queda) do mercado.”

    A paralisação é realizada por motoristas que transportam carros novos das fábricas para as concessionárias. Segundo a Fiat, não há sinais sobre o fim da situação.