Ford encerra produção em São Bernardo na quarta, dia 30

Em caso de compra pelo Grupo Caoa, os caminhões Ford permanecerão em linha sob licenciamento da montadora

Por REDAÇÃO AB
  • 28/10/2019 - 20:15
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A Ford encerrará a produção de caminhões em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP) na quarta-feira, dia 30. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que realiza uma assembleia com os trabalhadores remanescentes na manhã de terça-feira, 29. Os metalúrgicos vivem a expectativa da compra da unidade pelo Grupo Caoa, que no início de setembro confirmou a intenção de concluir o negócio em cerca de 45 dias. Como já se passaram 54 dias, o anúncio pode ocorrer até o fim desta semana.

    Quando confirmou a intenção de compra, o fundador do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, afirmou que não tomaria empréstimo do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para conclusão do negócio, mas notícias recentes indicam que a transação ainda não ocorreu por falta de apoio financeiro local, restando como alternativa bancos da China.

    A Ford anunciou sua decisão de fechar a fábrica de São Bernardo do Campo em 20 fevereiro deste ano. Segundo o sindicato dos metalúrgicos, naquele dia a unidade tinha 2,7 mil funcionários. Nesse meio-tempo, 1,5 mil trabalhadores foram demitidos, em regra pela adesão a um Programa de Demissão Voluntária (PDV). A fábrica do ABC também montava o Fiesta hatch, cuja produção se encerrou em julho. Restam cerca de 600 funcionários na linha de montagem. Eles fazem parte de um total de 1,8 mil candidatos a apenas 750 vagas a ser criadas pela Caoa, caso esta realmente compre as instalações. Neste caso os caminhões Ford continuarão em linha. Dentro da Ford há também outros 600 trabalhadores em funções administrativas, que permanecerão trabalhando para a própria Ford.