Ford: Steven Armstrong estima 2013 promissor

Para o mercado automotivo brasileiro, Steven Armstrong acredita em crescimento semelhante ao da economia do País

Por MÁRIO CURCIO, AB | De Itatiba (SP)
  • 04/12/2012 - 00:40
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 51 segundos de leitura
    Durante o lançamento das versões automática e 4x4 do novo Ecosport, o presidente da Ford do Brasil, Steven Armstrong, falou a Automotive Business sobre sua expectativa para o mercado automotivo brasileiro em 2013 e sobre os novos concorrentes que o utilitário esportivo da Ford terá de enfrentar em curto prazo.

    Automotive Business – Recentemente, presidentes de duas fabricantes (Thomas Schmall, VW do Brasil, e Carlos Ghosn, aliança Renault Nissan) afirmaram que o mercado automotivo brasileiro deve crescer apenas 2% em 2013. Qual sua opinião a respeito?

    Steven Armstrong – Penso que o mercado acompanhará a economia do Brasil, crescendo de 2% a 4%.

    E a Ford no Brasil? Crescerá nessa mesma medida ou acima disso?

    Teremos um bom ano em 2013. Será um ano inteiro de vendas da Ranger, do novo Ecosport e do Fusion, carros apresentados durante o ano de 2012.

    Em curto prazo, duas grandes fabricantes (a GM com o Trax e a VW com o Taigun) terão concorrentes no segmento do Ecosport. A Ford está preparada para perder o domínio desse mercado?

    Qualquer concorrente que venha, estaremos preparados (vale dizer que por causa a transição entre o modelo antigo e o novo, o Ecosport perdeu a liderança este ano para o Renault Duster, que teve 40.372 unidades emplacadas de janeiro a novembro, ante 31.599 unidades do Ford).