Freudenberg cria gerência de impostos para América do Sul

Benno Sanchez assume a gerência no Brasil e coordenação em outros quatro países

Por REDAÇÃO AB
  • 19/12/2012 - 16:24
  • | Atualizado há 2 months
  • 48 segundos de leitura

    Como parte de sua reestruturação corporativa na América do Sul, o Grupo Freudenberg anuncia a contratação de Benno Sanchez para assumir a gerência de impostos para o continente. Ele será responsável por todos os assuntos fiscais e tributários das subsidiárias da companhia no Brasil e coordenará a área em todas as unidades da empresa em outros países sul-americanos: Argentina, Chile, Colômbia e Venezuela.

    Suas atribuições também incluem a criação de ações com foco na melhora da situação fiscal em toda a região, que reflete nas operações da matriz, na Alemanha, bem como em outras partes do mundo.

    Advogado e administrador de empresas, Sanchez acumula 15 anos de experiência na área fiscal e tributária. Antes da Freudenberg, passou por empresas com operações na América do Sul, como Goodyear, ThyssenKrupp e Carrefour, além do escritório Arthur Andersen Consultoria Fiscal e Financeira.

    PRESENÇA GLOBAL

    Com mais de 160 anos e presença em 59 países, o Grupo Freudenberg reúne empresas que atuam em vários setores, como vedação, filtração, controle de vibrações, não tecidos, lubrificantes, agentes desmoldantes entre outros. No Brasil, o grupo está presente com seis companhias: Chem-Trend, EagleBurgmann, Freudenberg Não Tecidos, Freudenberg-NOK, SurTec e Klüber Lubrication e desde julho deste ano, atua por meio da joint venture TrelleborgVibracoustic (leia aqui).