General Motors chega a 90 anos de Brasil

Linha de montagem em 1951, com automóveis e utilitários

Por REDAÇÃO AB
  • 23/01/2015 - 18:55
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 4 minutos de leitura
    A General Motors comemora 90 anos de Brasil na segunda-feira, 26, com 14,5 milhões de veículos produzidos no País. O momento coincide com o início da execução de um plano de investimentos de R$ 6,5 bilhões, o maior anunciado pela empresa no país para um quinquênio.

    O montante será aplicado no desenvolvimento de produtos, na atualização da linha de veículos e em tecnologias de eficiência energética e conectividade. O Brasil é o terceiro maior mercado mundial da empresa, atrás de China e Estados Unidos.

    Em 2014 foram emplacados cerca de 580 mil Chevrolet no País. A empresa foi a líder no varejo (vendas a pessoa física), segunda colocada em automóveis emplacados e terceira em comerciais leves. Os produtos de maior destaque no período foram o Onix e o Prisma. No Brasil, a empresa produz veículos em São Caetano do Sul (SP), São José dos Campos (SP) e Gravataí (RS).

    A GM tem ainda uma unidade para motores em Joinville (SC), outra para produção de peças e itens de aço estampado em Mogi das Cruzes, mais um centro logístico em Sorocaba e um campo de provas em Indaiatuba, todos no Estado de São Paulo.

    A comemoração dos 90 anos começa no dia 26 com a inauguração do Masc, novo centro logístico de recebimento e armazenamento de materiais no complexo industrial de São Caetano do Sul, que visa a elevar a produtividade.

    A rede Chevrolet tem hoje mais de 600 concessionárias. Desde a montagem do primeiro Chevrolet em um galpão no bairro paulistano do Ipiranga, em 1925, até o início de janeiro, 14,5 milhões de veículos foram produzidos pela GM no País.

    Veja a seguir alguns fatos históricos relevantes

    1925 - Em 26 de janeiro, com capital inicial equivalente a US$ 270 mil, a General Motors se instala no Brasil. Em setembro daquele ano surge o primeiro Chevrolet montado no País, um furgão de entregas;
    1927 - Tem início a construção da fábrica de São Caetano do Sul;
    1928 - Neste ano a Chevrolet atinge 50 mil unidades no Brasil;
    1930 - Começa a produção em São Caetano do Sul;
    1942 a 1945 - A GM do Brasil participa, durante a Segunda Guerra Mundial, da produção de veículos e material bélico. São feitos mais de 2 mil veículos a gasogênio para uso civil.
    1956 - O Grupo Executivo da Indústria Automobilística (Geia) aprova o plano de nacionalização para a fabricação de caminhões Chevrolet. Têm início as operações da fábrica de motores em São José dos Campos;
    1957 - Surge o primeiro caminhão Chevrolet nacional;
    1959 - É inaugurada a segunda fábrica da General Motors do Brasil, em São José dos Campos. Na época, produzia somente motores e peças para os caminhões Chevrolet Brasil, picapes e a Chevrolet Amazonas;
    1968 - É lançado o Opala, primeiro carro de passeio Chevrolet produzido no Brasil;
    1973 - Surge o Chevette, o primeiro carro pequeno da GM no País;
    1979 - Começam as vendas de veículos Chevrolet a álcool;
    1980 - GM comemora 2 milhões de Chevrolet montados no Brasil;
    1982 - Surge o Chevrolet Monza;
    1987 – Chevette atinge 1 milhão de unidades em São José dos Campos;
    1989 – O Kadett é apresentado à imprensa;
    1991 - O Opala sai de linha após 23 anos, com quase 1 milhão de unidades produzidas; surge o Chevrolet Omega, com produção local;
    1993 - É lançada a primeira geração do Vectra; o Brasil atinge a marca de 5 milhões de Chevrolet; Chevette sai de linha após 1,6 milhão de unidades produzidas;
    1994 - Surge o Corsa, primeiro 1.0 nacional com injeção eletrônica;
    1995 - Estreia a S-10, primeira picape média produzida no Brasil; São Caetano do Sul comemora 3 milhões de veículos; surge o utilitário esportivo Blazer; em 1995 nasce também o Corsa Sedan, vendido até hoje com o nome Classic;
    1996 - A GM anuncia a exportação de 500 mil veículos ao longo das duas últimas décadas; surge a segunda geração do Vectra. É inaugurado centro de distribuição de peças de Sorocaba (SP);
    1997 - É oficializada a construção da fábrica de Mogi das Cruzes (SP); a GM assina contrato para instalação da fábrica de Gravataí (RS); surge a picape Silverado; São José dos Campos comemora 4 milhões de veículos produzidos;
    1998 - Fim da produção do Omega nacional; o último Kadett também deixa a linha de montagem em São Caetano do Sul; o novo Astra hatch é apresentado no Uruguai; a montadora apresenta o utilitário esportivo Grand Blazer, feito na Argentina;
    1999 - A General Motors e o governo gaúcho concluem acordo sobre a fábrica de Gravataí; é inaugurado o complexo industrial e comercial de Mogi das Cruzes (SP);
    2000 - É lançado o Celta, primeiro carro montado em Gravataí;
    2001 - Alcançada a marca de 1 milhão de unidades exportadas; monovolume Zafira entra em linha;
    2002 - Chega o novo Corsa, nas configurações hatch e sedã;
    2003 - Ano de estreia da picape Montana;
    2006 - Chega o Prisma, também produzido na fábrica de Gravataí;
    2007 – O presidente mundial da GM, Rick Wagoner, anuncia o investimento de US$ 500 milhões, no Brasil e Argentina, para o projeto Viva e para a ampliação e duplicação do centro tecnológico e também a implantação de novas pistas e laboratórios no campo de provas de Indaiatuba;
    2008 - É anunciada a implantação de uma fábrica de motores em Joinville, Santa Catarina; Gravataí produz o milionésimo Chevrolet; chega o Captiva, importado do México;
    2009 - A diretoria da GM anuncia um programa de investimento de R$ 2 bilhões para o desenvolvimento e lançamento de dois novos veículos (Projeto Onix), a ser produzidos até 2012 em Gravataí; chega o Agile;
    2010 – Surgem os importados Malibu, Camaro e a reestilização da picape Montana;
    2011- São lançados os sedãs Cruze e Cobalt;

    2012 – O ano é marcado por várias estreias. Em fevereiro é lançada a nova geração da picape S10. Em abril chega a versão hatch do Cruze, o Sport6. Em maio são lançados os importados Sonic hatchback e o sedã. Em junho surge a Spin, que substitui Meriva e Zafira. Em outubro é a vez do Onix, hatch desenvolvido no Brasil. Em novembro é lançado o Trailblazer, utilitário esportivo de sete lugares derivado da S10. Gravataí alcança a marca de 2 milhões de veículos;
    2013 – Em fevereiro surge o novo Prisma, agora derivado do Onix e não mais do Celta. Em março o Cobalt atinge 100 mil unidades;
    2014 – Chevrolet Prisma chega a 100 mil veículos produzidos e o Onix, a 200 mil. Gravataí comemora 2,5 milhões de carros. Com capacidade de até 63 unidades por hora, em três turnos, a fábrica é hoje a maior da empresa no Hemisfério Sul. Também em 2014, Campo de Provas da Cruz Alta completa 40 anos. Ali são desenvolvidos e validados diferentes modelos Chevrolet.