GM reabre PDV nas fábricas de São José e São Caetano

Linha de produção da GM em São Caetano: PDV reaberto por mais 15 dias em outubro

Por PEDRO KUTNEY, AB
  • 06/10/2020 - 18:40
  • | Atualizado há 2 months
  • 2 minutos de leitura

    A General Motors vai reabrir o programa de demissão voluntária (PDV) nas fábricas paulistas de São Caetano do Sul e São José dos Campos, segundo confirmaram a empresa e os sindicatos dos metalúrgicos de ambas as cidades. O PDV faz parte do acordo para redução de pessoal fechado em agosto entre a GM e os trabalhadores das duas unidades, ficou aberto entre 1º e 10 de setembro e agora será reaberto por mais tempo.

    “Um plano de demissão voluntária (PDV) está aberto para adesões na fábrica São Caetano do Sul e deve ser aberto em breve na fábrica São José dos Campos, ambos com as condições já negociadas e aprovadas em assembleia pelos respectivos sindicatos”, informou a GM em comunicado. A empresa reafirma que para enfrentar os impactos da pandemia de coronavírus vem aplicando mecanismos para adequar sua produção e o quadro de funcionários no País à atual demanda, incluindo redução de custos, postergação de investimentos, banco de horas, férias coletivas, redução de jornada com redução salarial e layoff (afastamento temporário).

    Segundo o sindicato, o PDV em São Caetano foi reaberto por mais 15 dias, de 30 de setembro até o próximo 15 de outubro. A entidade não soube informar ainda quantas pessoas aderiram à primeira rodada do plano, pois ainda aguarda os pedidos de homologação de contratos. A GM não divulgou qual é sua meta de enxugamento do quadro na fábrica do ABC.

    Em São José o prazo para aderir será menor, cerca de 10 dias. O sindicato dos metalúrgicos informou que em reunião na segunda-feira, 5, representantes da GM afirmaram que o PDV na unidade será reaberto no próximo dia 16 e se estenderá até 26 de outubro. Na primeira rodada, de 1º a 10 de setembro, a entidade sindical contabilizou 232 adesões ao PDV.

    Tanto em São Caetano como em São José as condições do PDV reaberto este mês permanecem as mesmas negociadas no fim de agosto: o programa é aberto a todos os funcionários com pagamento de 3,5 a 7 salários adicionais às verbas rescisórias (para quem tem de quatro a dez anos de casa), extensão do convênio médico e um carro Onix Joy Black (acima de 11 anos).

    Na reunião com o sindicato de São José, a GM também anunciou a reabertura do segundo turno da linha da picape S10, que estava fechado desde março. Com isso, cerca de 300 trabalhadores que estavam afastados em layoff deverão retomar as atividades ainda este mês.

    No acordo fechado em agosto, a GM também aprovou a extensão até novembro do regime de layoff em todas as suas fábricas no País – além de São José e São Caetano, também Gravataí (RS) e Joinville (SC) – com garantia de pagar 100% dos salários líquidos dos afastados. Caso a reação do mercado não seja suficiente para reintegrar todos os empregados à produção, também ficou acertado que a empresa poderá ampliar o afastamento por mais cinco meses, até abril de 2021.

    “O Sindicato tem por princípio a defesa dos empregos. Somos contra qualquer tipo de demissão, mas respeitaremos a decisão dos trabalhadores que aderirem. De qualquer forma, o Sindicato vai ficar de olho para impedir tentativas de pressão”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.