Gol descarta fusão e se prepara para final de ano

Não há conversas em andamento, diz Constantino.

Por Beth Moreira, Agência Estado
  • 15/11/2010 - 20:44
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    O presidente da Gol, Constantino de Oliveira Junior, descartou a possibilidade de uma fusão com empresas estrangeiras para fazer frente à associação da concorrente TAM com a chilena LAN, anunciada recentemente. "Não há nenhuma conversa em andamento", afirmou.

    Em teleconferência com jornalistas para comentar os resultados financeiros do terceiro trimestre, o executivo disse que não vê necessidade de uma associação. "Somos hoje a maior companhia com modelo de baixo custo da América Latina e não pretendo abrir mão desse modelo de negócio", disse.

    O executivo disse que o objetivo da empresa no momento é dar continuidade à atual estratégia de redução de custos, aumento de rentabilidade e redução da alavancagem. "Queremos reforçar o nosso modelo de negócio. Acredito que temos condições de competir com qualquer concorrente, independente do tamanho", disse.

    Constantino reiterou a previsão da empresa de encerrar o ano com uma taxa de ocupação de 70%, apesar de ter ultrapassado esse porcentual no terceiro trimestre de 2010. O executivo adiantou que a demanda continuará forte no último trimestre do ano. "As vendas realizadas até agora indicam que continua a pressão de demanda em novembro e dezembro, ou seja, manterá um nível bom", disse.

    Ao divulgar o balanço referente ao terceiro trimestre a Gol informou que espera um avanço entre 14% e 21% no fluxo interno de passageiros em 2010, comparativamente ao ano anterior. A previsão da empresa é transportar entre 31,5 e 36,5 milhões de passageiros no ano.

    O presidente da Gol informou que a empresa está em pleno processo de contratação e que o aumento de pessoal deverá ser suficiente para atender o aumento de demanda esperado para as festas de final de ano. "Estamos concluindo o processo de treinamento de 147 novos copilotos, profissionais que já poderemos contar no período de alta temporada", afirmou.