Grupo PSA tem faturamento 42% maior no primeiro trimestre

Com vendas globais recorde, companhia registra € 18,1 bilhões

Por REDAÇÃO AB
  • 24/04/2018 - 18:36
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura
    O faturamento global do Grupo PSA cresceu 42% no primeiro trimestre ao atingir € 18,1 bilhões contra os € 12,7 bilhões de igual período do ano passado, de acordo com balanço financeiro divulgado na terça-feira, 24. Os dados incluem a operação automotiva Opel e Vauxhall, integradas ao grupo em agosto de 2017, tendo contribuído com € 4,83 bilhões. Considerando apenas as marcas Peugeot, Citroën e DS, a receita ficou em € 10,2 bilhões, alta de 13,3% na mesma base de comparação, enquanto a Faurecia, divisão de autopeças, faturou € 4,31 bilhões, incremento de 2,6% no período.

    O resultado reflete o recorde das vendas globais do grupo, que somaram pouco mais de 1,05 milhão de unidades, considerando as cinco marcas, o que representou aumento de 44,2% sobre as 729,4 mil vendidas no primeiro trimestre de 2017. Vale ressaltar que o volume recorde se deve especialmente à incorporação dos volumes da Opel/Vauxhall, que chegaram a 274,6 mil nos três primeiros meses do ano. Considerando apenas as vendas de Peugeot, Citroën e DS, as entregas do Grupo PSA fecharam o período com 777,2 mil, aumento de 6,6% sobre as 729,4 mil de um ano atrás.

    “Graças à execução rigorosa do plano estratégico Push to Pass e do plano de recuperação da Opel Vauxhall, faremos deste excelente desempenho uma base sólida para o futuro”, declarou em nota o membro do conselho de administração do Grupo PSA e vice-presidente executivo financeiro, Jean Baptiste de Chatillon.

    Em todas as regiões, a empresa registrou crescimento das vendas, com destaque para a Europa, onde houve forte avanço de 65,7%, para 770,9 mil veículos, considerando as cinco marcas. Na América Latina, as entregas se elevaram 12,3%, para quase 46 mil, enquanto na região Índia-Pacífico, mesmo não vendendo Opel e Vauxhall na região, o grupo registrou incremento de 33,6% das vendas, com mais de 5,9 mil unidades.

    Com isso, as expectativas da PSA para este ano apontam para um mercado automotivo estável na Europa e crescimento nos principais mercados, com alta de 4% na América Latina, de 10% na Rússia e de 2% na China.