Grupo Volkswagen cresce 14,3% em 2011

Somadas, as marcas da empresa atingiram 8,16 milhões de veículos

Por Automotive Business
  • 11/01/2012 - 19:28
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 3 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Redação AB

    Em 2011, o Grupo Volkswagen ultrapassou o ano anterior em vendas, atingindo mais de 8 milhões de unidades pela primeira vez. Ao todo foram 8,16 milhões de veículos*, somadas todas as marcas da empresa. O número representa alta de 14,3% na comparação com 2010, ao passo que o mercado mundial (considerando-se todas as marcas) cresceu 5,1%.

    As vendas na região da Ásia-Pacífico cresceram 19,8%, atingindo 2,56 milhões de unidades. Na China, o maior mercado, a companhia entregou 2,25 milhões de veículos, alta de 17,2%. As vendas na Índia passaram de 53,3 mil para 111,6 mil em 2011 unidades, alta de 109,3%.

    Na América do Sul, 933,4 mil unidades foram vendidas, ganho de 5,1%. Na América do Norte foram 666,8 mil veículos, alta de 21,4%. Somente nos EUA, 444,3 mil veículos foram comercializados em 2011, acréscimo de 23,3%.

    O grupo também relata aumento na Europa Ocidental (exceto Alemanha, com númeos adiante), onde os compradores adquiriram 1,98 milhão de veículos do grupo, alta de 7%, enquanto esse mesmo mercado teve queda de 4,4%. Nas Europas Central e Oriental, o crescimento foi de 29,4%.

    A alta no mercado russo atingiu expressivos 74,4%. Naquele país foram vendidos 229 mil veículos. No mercado doméstico, a Alemanha, a VW e suas marcas entregaram 1,15 milhão de unidades, alta de 11,4%.

    DESEMPENHO POR MARCA

    Com alta de 13,1%, os carros de passeio VW somaram 5,1 milhões de unidades (veja aqui). A Audi vendeu 1,3 milhão de unidades, alta de 19,2%. Na América do Norte, o volume foi de 142,5 mil carros da marca, alta de 17,3%. Na América do Sul, o mercado da marca de carros de luxo passou de 13,4 mil para 19,1 mil carros, alta de 42,7%. Na região da Ásia-Pacífico, o volume total foi de 373,7 mil Audis, número 35,3% maior que em 2010.

    A Skoda teve suas vendas alçadas especialmente por China e Rússia e comercializou em todos os mercados em que atua 879,2 mil veículos, crescimento de 15,3%. A marca obteve ganhos especialmente fortes na China, Índia e Rússia.

    Da Seat foram vendidos 350 mil veículos em todo o mundo em 2011, pequena alta de 3,1%. A espanhola teve cresimento mais significativo no México, passando de 13,4 mil para 18,1 mil unidades, alta de 35,4%.

    A linha comercial do grupo VW registrou aumento de 21,4% em 2011, entregando 528,8 mil veículos. Nas Europas Central e Oriental, 36,5 mil veículos chegaram ao mercado, alta de 36,6%. Na região da Ásia-Pacífico, o volume alcançou 11,7 mil comerciais, alta de 48,2%. Na América do Sul, 137,3 mil unidades foram entregues, alta de 20,9%.

    *O número não inclui MAN e Scania, a ser divulgados.