Grupo VW eleva faturamento em 3% no 1º trimestre

Receita soma R$ 60 bilhões, enquanto lucro operacional fica estável em € 11,7 bi no período

Por REDAÇÃO AB
  • 02/05/2019 - 17:50
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 2 minutos de leitura

    O Grupo VW faturou 3% a mais no primeiro trimestre na comparação com igual período do ano passado ao encerrar o período com € 60 bilhões, de acordo com relatório de balanço financeiro divulgado na quinta-feira, 2. A Volkswagen destaca que apesar da queda de 2,8% das vendas, para 2,6 milhões de unidades, o faturamento subiu graças ao melhor mix de produtos composto por mais veículos de maior valor agregado, além do bom desempenho da divisão de serviços financeiros.

    O lucro operacional cresceu 15%, para € 4,8 bilhões nos primeiros três meses do ano, considerando o resultado antes dos descontos com custos excepcionais (itens especiais) com o dieselgate, que no primeiro trimestre somaram € 1 bilhão – o que resultou em um lucro operacional após taxas de € 3 bi.

    Segundo o Grupo VW, apesar disso, houve efeitos positivos decorrentes do ganho de participação em alguns mercados, além da própria melhora no mix, reposicionamento de preços e taxa de câmbio favoráveis, que mais do que compensaram o aumento dos custos fixos e o menor volume de vendas do período.

    “O desempenho da receita de vendas e o crescimento dos lucros nos primeiros três meses do ano fiscal atual são encorajadores. A mensuração de instrumentos financeiros derivativos - um item que geralmente exibe um alto grau de volatilidade - também teve um impacto positivo no lucro operacional. No geral, temos que continuar a acelerar o ritmo quando se trata de nossa transformação. Também estamos enfrentando desafios em conexão com os crescentes riscos econômicos globais. No entanto, mantemos nossas metas para 2019”, declarou o diretor financeiro, Frank Witter.

    Exceto pela Audi e Porsche, que estão entre as mais rentáveis do conglomerado, todas as demais marcas que estão sob o guarda-chuva do Grupo VW elevaram suas receitas. A marca Volkswagen aumentou o faturamento do primeiro trimestre em 7,1%, para € 21,5 bilhões. O lucro operacional (antes da aplicação de itens especiais) melhorou para € 921 milhões contra os € 879 milhões do primeiro trimestre de 2018.

    Enquanto a Audi diminuiu a receita em 9,8%, para € 13,8 bilhões, a Porsche também viu seu faturamento recuar 3,7%, para € 5,2 bilhões. Ao contrário, a Bentley elevou seus ganhos para € 456 milhões no primeiro trimestre, quase 30% a mais do que em iguais meses do ano passado.

    Skoda e Seat aumentaram as receitas em 8,2% e 10,7%, para € 4,9 bilhões e 3,1 bi, respectivamente.

    Nos veículos pesados, as três marcas elevaram as receitas: a Volkswagen Veículos Comerciais (caminhões e ônibus) registrou faturamento 11,8% maior, para € 3,3 bilhões, com lucro elevado em 29,9%, para € 291 milhões. A Scania apurou € 3,4 bilhões, 13% acima do faturamento de um ano atrás, com lucro operacional passando de € 301 milhões para € 370 milhões. Por sua vez, a MAN faturou € 3 bilhões, 7% a mais e um lucro operacional 38,5% maior, para € 115 milhões.

    A Volkswagen Financial Services, que engloba os serviços financeiros do grupo, encerrou o trimestre com aumento de 5% no lucro operacional, para € 638 milhões.