Honda: 20 milhões de motos em Manaus

Titan CBS 2015 foi a 20ª milionésima Honda fabricada na Zona Franca de Manaus

Por MÁRIO CURCIO, AB | De Manaus (AM)
  • 04/08/2014 - 23:30
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    A fábrica da Honda em Manaus (AM) comemorou na segunda-feira, 4, a produção de 20 milhões de motos no Brasil. O modelo que atingiu o feito foi uma GC 150 Titan CBS, sigla para Combined Braking System, lançamento em que o pedal do freio traseiro atua também na roda dianteira, reduzindo a distância de parada (veja aqui).

    Embora tenha sido inaugurada em 1976, a Honda de Manaus chegou ao primeiro milhão de motocicletas somente em 1987. O segundo milhão veio mais rápido, em 1996. Em 2010, a unidade teve sua capacidade ampliada para 2 milhões de motos em um único ano. É a maior unidade mundial da Honda para motocicletas.

    A moto número 20 milhões foi produzida na linha 1 do setor HDA 1, onde são montadas as linhas CG 125 e 150. “Foram desenvolvidos dois ‘cabeçotes’ (componentes que percorrem o alto da linha) para preenchimento do fluido de freio”, afirma o gerente-geral do setor de montagem, Renato de Oliveira. “Da linha 1, atualmente, sai uma CG a cada 26 segundos”, diz Oliveira.

    Na linha 2 são produzidos modelos de cilindrada baixa e intermediária para o mercado interno e exportação. O setor HDA 2 monta modelos como Pop 100, Biz 100, Biz 125 e o scooter Lead 110. A linha 3 fica com os modelos de cilindrada média ou alta e a 4 também é dedicada às CGs 125 e 150, mas em volume menor.

    A fábrica tem ainda setores dedicados a rodas de aço e alumínio, sistemas de exaustão, motores estacionários e quadriciclos.

    Em 2013, como resultado de investimento de R$ 40 milhões, a Honda construiu em Manaus uma linha bastante moderna e automatizada para produção de quadros (chassis). Também investiu mais de R$ 200 milhões num centro de desenvolvimento tecnológico, o CDT, que emprega mais de 300 pessoas e faz adequações de produtos para outros mercados latino-americanos. Segundo a própria Honda, seus investimentos no Brasil superam os R$ 4 bilhões desde que se fincou os pés no País como importadora, em 1971.