Honda Fit 2013 tem novo desenho

Carro chega nos próximos dias e parte de R$ 51.800

Por Mário Curcio, AB
  • 23/03/2012 - 00:05
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • 3 minutos de leitura

    <style type="text/css"> .texto { font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 10px; color: #666; } .texto { text-align: left; } </style>

    NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
    EmailRSSTwitterWebTVRevistaMobileRede Social


    Mário Curcio, AB

    Com pequenas modificações de carroceria e ajustes em versões e acabamento, o Honda Fit 2013 começa a chegar às revendas a partir da primeira semana de abril. Outra alteração importante, especialmente para quem utiliza etanol, foi o aumento de quase 12% da capacidade do tanque de combustível, que passou de 42 para 47 litros. O Fit parte de R$ 51.800 na versão DX, com câmbio manual de cinco marchas.

    A Honda enxugou de nove para seis as versões disponíveis. Saíram de cena a DX automática e as duas opções LXL. Exceto pela EX manual, todas as outras tiveram redução na tabela (veja abaixo a listas completa de preços). “O mix inicial de vendas terá 30% dos modelos EX e EXL. Acreditamos que a mais vendida será a LX automática”, afirma Alfredo Guedes Júnior, engenheiro mecânico da Honda. A opção citada custa agora R$ 58.900 (R$ 5 a menos que a 2012) e recebeu freios com ABS. Independentemente da versão, a Honda acredita que 65% dos Fit 2013 terão transmissão automática.

    Assim como ocorreu com os outros dois Honda montados no Brasil (Civic e City), o Fit teve queda de produção em 2011 como consequência do terremoto seguido de tsunami no Japão e das enchentes na Tailândia. Os dois fenômenos afetaram o fornecimento de peças e as vendas do modelo caíram das 40.954 unidades em 2010 para 28.761 no ano passado (-29,77%). As mudanças realizadas no carro devem ajudar sua recuperação: “Com certeza, passaremos das 30 mil unidades”, estima Guedes.

    MODIFICAÇÕES

    As alterações dianteira e traseira do Fit foram discretas (confira adiante) e se estendem aos para-lamas. Elas equiparam o Fit brasileiro aos produzidos no exterior. A versão LX recebeu rodas de liga leve com novo desenho, freios com sistema ABS e rádio toda-CDs com entradas auxiliares (USB e P2). Na linha 2013, as versões EX e EXL passam a contar com sensor traseiro de estacionamento e a opção EX automática também tem agora paddle shifts, borboletas para troca de marcha atrás do volante.

    Honda
    O Fit 2013 (carro à esquerda) recebeu atualização em seu desenho na frente e atrás, mas é preciso colocá-lo lado a lado com o 2012 para perceber melhor as mudanças. As versões EX e EXL trazem agora sensor traseiro de estacionamento.

    Os motores flexíveis não tiveram mudanças. O 1.4 equipa as versões DX e LX e produz até 101 cv quando abastecido com etanol. O 1.5 está nas opções EX e EXL. Desenvolve até 116 cv com álcool. Os dois propulsores utilizam quatro válvulas por cilindro e o sistema V-TEC, que ajuda a conciliar força em rotação baixa e potência em alta.

    O Fit é muito agradável de dirigir. A transmissão automática tira um pouco de sua agilidade, mas, claro, é a melhor opção para quem dirige em cidades com trânsito pesado. Versátil, o carro tem banco traseiro bipartido e corrediço em todas as versões. Com ele é possível optar por mais conforto para os passageiros ou maior volume no porta-malas.

    VERSÕES 2013 (À VENDA EM ABRIL)

    Fit DX 1.4 manual: R$ 51.800
    Fit LX 1.4 manual: R$ 55.700
    Fit LX 1.4 automático: R$ 58.900
    Fit EX 1.5 manual: R$ 62.120
    Fit EX 1.5 automático: R$ 65.720
    Fit EXL 1.5 automático: R$ 67.720.