Honda suspende produção em Manaus pela segunda vez em janeiro

Agravamento da pandemia e falta de insumos na cadeia de fornecedores motiva a nova paralisação

Por REDAÇÃO AB
  • 26/01/2021 - 15:20
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura

    A Honda informou que desde a segunda-feira, 25, suspendeu de forma temporária a produção de motocicletas em sua fábrica no PIM, Polo Industrial de Manaus (AM), pela segunda vez neste mês. No dia 15 de janeiro, a montadora já havia interrompido as operações da unidade por um dia como medida emergencial por causa do aumento acelerado do número de contaminações do coronavírus, mas que foi retomada no dia útil seguinte (leia aqui).

    Em comunicado, a empresa informa que desta vez, além do agravamento da pandemia no Estado, decidiu pela paralisação das operações por causa da falta de insumos na cadeia de fornecedores.

    Desta vez a suspensão da produção da Honda em Manaus está prevista para se prolongar por 10 dias, entre 25 de janeiro e 3 de fevereiro, com retorno previsto para o dia 4, “desde que as condições necessárias sejam atendidas”, ressalva a fabricante.

    Durante este período, os trabalhadores das linhas de produção e de áreas administrativas ficarão em casa, em férias coletivas. Segundo a empresa, um grupo mínimo de pessoas permanecerá no trabalho para realizar atividades essenciais.

    AJUDA PARA CONTER O CAOS NO AMAZONAS



    A Honda é uma das empresas que vem contribuindo para tentar minimizar a grave situação do sistema de saúde em todo o Estado do Amazonas, onde a pandemia de Covid-19 está causando o colapso nos hospitais. Além do alto número de contaminações e mortes, há falta de insumos também para o tratamento, como oxigênio aos pacientes internados em UTIs.

    A montadora doou 454 cilindros de oxigênio para o Estado e diz que seguirá empenhada na recarga e reabastecimento deles. Da mesma forma, sua rede de concessionárias de todo o País se mobilizou para ampliar este volume ao sistema de saúde local. Além disso, a empresa também já realizou a doação de 20 mil protetores faciais.