Hyundai estende por mais um mês suspensão de contratos de trabalho

Linha de produção da Hyundai em Piracicaba: operação em só um turno até 25 de junho

Por REDAÇÃO AB
  • 26/05/2020 - 18:15
  • | Atualizado há 2 months, 1 week
  • um minuto de leitura


    Em resposta à drástica redução da demanda causada pela pandemia de coronavírus, a Hyundai decidiu estender por mais um mês, até 25 de junho, a suspensão dos contratos de trabalho da maior parte dos funcionários da fábrica de Piracicaba (SP) e escritórios em São Paulo. Após cerca de dois meses de paralisação, a planta voltou a operar parcialmente no último dia 13, em apenas um turno com 700 trabalhadores, enquanto os demais empregados dos outros dois turnos permaneceram afastados.



    Em 27 de abril a empresa fechou o acordo de layoff em negociação com empregados e o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba (STMP), com a suspensão de contratos da maioria dos trabalhadores até 25 de maio, mas antecipou para o dia 13 a volta de 700 pessoas de um turno de produção para atender as encomendas de vendas on-line e as concessionárias que permanecem abertas, em cidades onde não houve restrições. Parte dos funcionários das áreas administrativas permanecem em trabalho remoto, home office.

    A suspensão de contratos foi negociada com base na Medida Provisória 936, editada pelo governo federal para permitir a flexibilização de jornada de trabalho e salários durante o período da pandemia. Agora a Hyundai prorrogou o afastamento por mais 30 dias com as mesmas condições, sem redução do salário líquido, uma vez que a empresa se comprometeu a completar o valor recebido do benefício emergencial para garantir 100% dos vencimentos de todos os afastados.

    Segundo comunicado distribuído na terça-feira, 26, a Hyundai seguirá monitorando o desempenho da economia e as orientações das autoridades para decidir os próximos passos da operação brasileira, com adoção de novas medidas em caso de alteração do cenário atual.